Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Orlando Castaño

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 14.06.2016
1945 Brasil / Minas Gerais / Mutum
José Orlando Castaño (Mutum, MG, 1945). Artista plástico e professor. Muda-se com a família para Belo Horizonte, em 1954. Em 1966, ingressa na Escola Guignard, onde permanece até o ano seguinte. Nesse período, frequenta cursos de história da arte ministrados na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e expõe em algumas mostras coletivas e sa...

Texto

Abrir módulo

Biografia
José Orlando Castaño (Mutum, MG, 1945). Artista plástico e professor. Muda-se com a família para Belo Horizonte, em 1954. Em 1966, ingressa na Escola Guignard, onde permanece até o ano seguinte. Nesse período, frequenta cursos de história da arte ministrados na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e expõe em algumas mostras coletivas e salões de arte. Em 1969, integra a 10ª Bienal Internacional de São Paulo. Frequenta também o curso de licenciatura em desenho e plástica na Fundação Universidade Mineira de Arte (Fuma).

Viaja para Madri em 1973, onde estuda pintura mural na Escuela Superior de Bellas Artes de San Fernando. Transfere-se depois para Paris e em seguida para a Alemanha, onde é contemplado em 1975 com a bolsa oferecida pelo governo alemão a estudantes estrangeiros Deutscher Akademischer Austauch Dienst - DAAD [Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico]. Frequenta a Staatliche Akademie der Bildenden Künste, em Stuttgart, graduando-se em belas artes, em 1982. Durante a estada na Alemanha (1975 a 1985), realiza diversas mostras individuais em diferentes cidades daquele país. Retorna ao Brasil em dezembro de 1985. Entre as décadas de 1980 e 2000, expõe regularmente no Brasil em salões de arte e mostras coletivas e individuais, principalmente em Belo Horizonte. Em 2000, colabora na execução do projeto Gabinete de Arte, da Prefeitura de Belo Horizonte. Nesse ano, participa ainda do Projeto Circuito Atelier, promovido pela C/Arte Projetos Culturais. Em 2005, realiza a cenografia do espetáculo Verossimilitude - Quando a Caça e o Caçador São o Mesmo e recebe, por esse trabalho, o prêmio Usiminas/Sinparc de melhor concepção cenográfica. Leciona desde 1985 na Escola Guignard/Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG).

Comentário Crítico
Desde as primeiras séries de cortes e dobra em papel (Série de Envelopes e Dobraduras, no final da década de 1970), desenvolvidos durante o estágio na Alemanha, os trabalhos de Orlando Castaño exploram o caráter bidimensional do plano da imagem, construindo relações de luz e sombra e cheios e vazios que não pretendem representar qualquer objeto, mas oferecer ao espectador uma experiência estética autônoma. Nota-se, nesse momento de sua trajetória, o diálogo estabelecido pelo artista com a tradição da arte construtiva brasileira de matriz neoconcreta, notadamente com as obras de Franz Weissmann (1911-2005) e Amílcar de Castro (1920-2002).

Ainda na década de 1970, Castaño realiza algumas experiências de desenho em grafite sobre papel, nas quais explora a técnica frottage. Nesses trabalhos, as formas são criadas pelas texturas das superfícies decalcadas no desenho e anunciam, por assim dizer, o encaminhamento que sua obra pictórica assumiria nas décadas seguintes. Ela se configura como a construção de grandes superfícies de cor, criadas com densas camadas de pigmentos e vernizes, espalhados com a espátula ou mesmo com a própria mão, e cujas relações e direcionamentos são definidos no próprio ato de pintar.

Espetáculos de dança 1

Abrir módulo

Exposições 53

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 25

Abrir módulo
  • CAMINHOS da liberdade: bicentenário da Inconfidência Mineira e centenário da República - exposição de artes plásticas. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura, 1989. , il. color. MGsec 1989
  • CAMINHOS da liberdade: bicentenário da Inconfidência Mineira e centenário da República. Apresentação de Fernando Soares Paz e Olívio Tavares de Araújo. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura, 1989.
  • CASTAÑO, Orlando. C/ Arte. Disponível em: http://www.comarte.com/castano.htm.
  • CASTAÑO, Orlando. Castaño: situação da pintura. Belo Horizonte: C/Arte, 2006.
  • CASTAÑO, Orlando. Circuito Atelier nº 7. Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=w8PIfyb_Zbk.
  • CASTAÑO, Orlando. Orlando Castaño: depoimento. Belo Horizonte: C/Arte, 2000.
  • COR e luz. Belo Horizonte: CEMIG Galeria de Arte, 1994. , il. color.
  • COR e luz. Belo Horizonte: CEMIG, 1994. , il. color. MGcemig 1994/c
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5). R703.0981 C376d v.1 pt. 1
  • FESTIVAL DE INVERNO DA UFMG, 5. , 1971, Ouro Preto, MG. 5º Festival de Inverno da UFMG: artistas mineiros 60/70. Ouro Preto: Universidade Federal de Minas Gerais, 1971.
  • FESTIVAL DE INVERNO DA UFMG, 5. , 1971, Ouro Preto, MG. 5º Festival de Inverno da UFMG: artistas mineiros 60/70. Ouro Preto: Universidade Federal de Minas Gerais, 1971. MGfi-ufmg 5/1971
  • Fontes de Pesquisa.
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989.
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989.
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989. R703.0981 P818d
  • NA PONTA do lápis. Apresentação de Maria do Carmo Secco. Rio de Janeiro: Galeria de Arte UFF, 1986.
  • NA ponta do lápis. Rio de Janeiro: Galeria de Arte/UFF, 1986. [16] p., il. p&b. RJuff 1986
  • O QUE acontece quando se muda de lugar? Belo Horizonte, 1997. , il. CAT-G MGfiemg 1997
  • PROSPECÇÕES: arte nos anos 80 e 90. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura, 1997. 1 folha avulsa dobra, 3 il. p.b., color. MGsec 1997/u
  • PROSPECÇÕES: arte nos anos 80 e 90. Curadoria Walter Sebastião. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura, 1997. 1 folha avulsa dobra, 3 il. p.b., color.
  • SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 10. , 1988, Rio de Janeiro, RJ. 10º Salão Nacional de Artes Plásticas. Rio de Janeiro: Funarte, 1988.
  • SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 10. , 1988, Rio de Janeiro, RJ. 10º Salão Nacional de Artes Plásticas. Rio de Janeiro: Funarte, 1988. RJsnap 10/1988
  • UTOPIAS contemporâneas. Curadoria José Alberto Nemer. Belo Horizonte: Fundação Palácio das Artes, 1992.
  • UTOPIAS contemporâneas. Curadoria José Alberto Nemer. Belo Horizonte: Fundação Palácio das Artes, 1992. CAT-G MGfpa 1992/u

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: