Artigo da seção pessoas Horácio Costa

Horácio Costa

Artigo da seção pessoas
Literatura  
Data de nascimento deHorácio Costa: 14-12-1954 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

José Horácio de Almeida do Nascimento Costa (São Paulo, São Paulo, 1954). Poeta, ensaísta, tradutor e professor. Forma-se em arquitetura e urbanismo pela Universidade de São Paulo (FAUUSP) em 1978. Estreia na literatura, em 1981, com o livro 28 Poemas 6 Contos, em edição de autor. Defende mestrado em artes pela New York University (Universidade de Nova York), em 1986. Entre 1987 e 2001, ensina na Universidade Nacional Autônoma do México (Unam).  Organiza, em 1992, o encontro A Palavra Poética na América Latina: Avaliação de uma Geração, resultando o diálogo com os poetas mais notáveis de sua geração, que começam a publicar nos anos 1980. Doutora-se em filosofia pela Yale University [Universidade de Yale] em 1994, com a tese José Saramago – O Período Formativo. 

Em 2001, após 20 anos no exterior, retorna ao Brasil e passa a lecionar na Universidade de São Paulo (USP). Edita em 2004 a coletânea de poemas Fracta, um destaque no conjunto de sua produção. Em continuidade ao diálogo entre poetas, organiza em  2007 o encontro de poesia ibero-americana Em Mar Aberto, dedicado à integração entre as poéticas de língua portuguesa e espanhola. Como presidente da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura (Abeh), entre 2006 e 2008, organiza o livro Retratos do Brasil Homossexual – Fronteiras, Subjetividades e Desejos (2010), esforço de sua militância na luta pelos direitos do homossexual. 

Entre suas contribuições como tradutor, destacam-se versões de poetas modernos relevantes como os mexicanos José Gorostiza (1901 - 1973), Octavio Paz (1914 - 1998) e a norte-americana Elizabeth Bishop (1911 - 1979).

Análise

A poesia de Horácio Costa contempla interesses diversos, sendo essa variedade um dos pontos importantes de sua obra. A longa estada fora do Brasil – de 1981 até 2001, entre Estados Unidos, Espanha, Portugal e México – alimenta a interação com imaginários e contextos múltiplos, instaurando uma apreensão nômade em sua poesia. Tais aspectos podem ser observados nos versos do poema Vinte Anos Depois: “[...] a então chamada ponte do futuro já não serve mais / agora quando estás nela também estás aqui / tinhas o cabelo solto tinhas a rédea solta / soltas tinhas as palavras / há vinte anos / entre aqui e ali”.1 

Em sua poesia há também o interesse pela variedade de formas: em O Menino e o Travesseiro (2003), por exemplo, explora o poema longo, de cunho narrativo, que rememora a infância. Em O Livro dos Fracta (1990), emprega uma forma mais concisa e fragmentária, três versos para cada poema, imposição construtiva para todo o livro, criando uma “forma fixa” pessoal: “Qual a área que esconde a liberdade de uma linha? / relacionam-se universos do plano ao monte, arfam pulsares pelos interstícios / Se te aprouver, inscreve tua fractalidade na pele do papel”.2 

Os poemas mais recentes expressam o amor homossexual, temática relevante em sua militância, de acordo com a declaração para a revista Zunái:  “(...) como é que os poetas homossexuais mexicanos desde os anos vinte fizeram da afirmação da sua condição sexual uma de suas bandeiras, e que aqui nunca houve nada disso, até bem recentemente?”3, questão abordada em Homoeróticas (2007): “[...] sentia como o tesão doía / porque eram os apertados traseiros dos primos / e não os das lollobrígidas em turno [...]”,4 poemas dedicados à formação de uma memória homossexual na poesia brasileira, daí decorre seu viés civil, político.

Notas

1. COSTA, Horácio (Org.). Fracta. 1. ed. São Paulo: Editora Perspectiva, 2004. p.16.

2. COSTA, Horácio. O livro dos Fracta. 1. ed. São Paulo: Editora Iluminuras, 1990. p.35.

3. REVISTA ZUNÁI. EntreVista: Et mutabile. Uma conversa com Horácio Costa. Disponível em: http://www.revistazunai.com/entrevistas/horacio_costa.htm. Acesso em: 5 set. 2014.

4. COSTA, Horácio. Homoeróticas. 1. ed. São Paulo: Lumme Editor, 2007. p.51.

Outras informações de Horácio Costa:

  • Outros nomes
    • José Horácio de Almeida Nascimento Costa
    • Horácio de Almeida
  • Habilidades
    • Professor universitário
    • Poeta
    • ensaísta
    • Tradutor

Eventos relacionados (2)

Fontes de pesquisa (4)

  • COSTA, Horácio (Org.). Fracta. 1. ed. São Paulo: Editora Perspectiva, 2004. 
  • COSTA, Horácio. (Org.). A palavra poética na América Latina. 1. ed. São Paulo: Editora Memorial da América Latina, 1992. 
  • COSTA, Horácio. (Org.). Em mar aberto. 1. ed. São Paulo: Centro Cultural da Espanha em São Paulo, 2007. 
  • HORÁCIO COSTA. Site do CNPq - Plataforma Lattes. Brasília, 2012. Disponível em: http://lattes.cnpq.br/4062132587656429. Acesso em: 15 out. 2012

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • HORÁCIO Costa. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa20476/horacio-costa>. Acesso em: 06 de Jun. 2020. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7