Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Thais Helt

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
12.04.1949 Brasil / Minas Gerais / Juiz de Fora

Sem Título, 2000
Thais Helt
Litografia e collés [litografia trabalhada e impressa dos dois lados do papel]

Thais Salgado Helt (Juiz de Fora MG 1949). Gravadora, pintora, desenhista. Entre 1972 e 1974, cursa litografia com Lotus Lobo (1943) na Escola Guignard, em Belo Horizonte. Gradua-se em Belas Artes, em 1976, e especializa-se em escultura com Amilcar de Castro (1920 - 2002). , entre 1978 e 1979, sempre na Escola Guignard. Em 1981, freqüenta curso ...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Thais Salgado Helt (Juiz de Fora MG 1949). Gravadora, pintora, desenhista. Entre 1972 e 1974, cursa litografia com Lotus Lobo (1943) na Escola Guignard, em Belo Horizonte. Gradua-se em Belas Artes, em 1976, e especializa-se em escultura com Amilcar de Castro (1920 - 2002). , entre 1978 e 1979, sempre na Escola Guignard. Em 1981, freqüenta curso de especialização em litografia, com Antônio Grosso, sob o patrocínio da Coordenadoria de Cultura de Minas Gerais. Em 1991, é bolsista do Tamarind Institute, em Albuquerque, nos Estados Unidos. Em 1978, funda a oficina de gravura Casa Litográfica, em Belo Horizonte, com George Helt, Lotus Lobo (1943) e Marina Nazareth (1939) . Em 1988, abre a Oficina Cinco, um ateliê de litografia, em Belo Horizonte. Em 1993, transfere a Oficina Cinco para Nova Lima, Minas Gerais, onde imprime gravuras de vários artistas, entre eles Amilcar de Castro (1920 - 2002). Participa do Grupo do Largo do Ó, de Tiradentes.

Comentário crítico
Os trabalhos exibidos por Thais Helt em sua primeira individual, em 1987, trazem formas orgânicas que remetem a um conteúdo sensual. Elas seguem presentes no percurso da artista, em diversas obras posteriores. A forma ovalada é elemento recorrente no trabalho de Helt, repetindo-se na gravura, na pintura e também na cerâmica. Segundo a artista, que já fez uma série de desenhos inspirados em sementes, as formas redondas evocam o ovo, o início, o nascimento.

Thais Helt começa a pintar em 1978, e a partir de 1998 passa a experimentar grandes suportes, primeiramente com pinturas em preto e branco. Suas telas, sempre em diálogo com as gravuras que faz, compõem-se de grandes áreas chapadas, recortes e formas circulares. Na série de impressões À Flor da Pele (2001), a semitransparência do papel é explorada por meio das particularidades técnicas da xilogravura e da litografia, como superposições de provas e maculaturas1. Valendo-se de colagens, desenhos, costuras e novas impressões, a artista transforma o verso em frente e a frente em verso, tornando tudo uma só peça. Esta pesquisa desenvolve-se também na série de litogravuras Tempo Impresso (2007), em que a ordem convencional da impressão é subvertida, substituindo os papéis - utilizados como suporte tradicional - por objetos únicos recolhidos do repertório familiar da artista, como colchas, toalhas e estampas antigas. Desse modo, Helt concebe trabalhos sem possibilidade de duplicidade ou reprodução.


Notas

 1 Folha de prova, geralmente utilizada para limpar a máquina antes da impressão definitiva.

Obras 1

Abrir módulo

Sem Título

Litografia e collés [litografia trabalhada e impressa dos dois lados do papel]

Exposições 62

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 9

Abrir módulo
  • ALLEN Roscoe; Amilcar de Castro; Pedro de Castro; Rodrigo de Castro; Thaïs Helt: Atelier Nova Lima. Belo Horizonte: Kolams Galeria de Arte, 2001. 36 p. il. color.
  • CASA de Gravura Largo do Ó: desenhos e gravuras. Apresentação Olívio Tavares de Araújo. Brasília: Espaço Cultural da Embaixada da França, 1987. [3 p.] s. il.
  • ENEZILA Campos; Gloria Lamounier; Maria Emilia Campos; Thais Helt: gravura em metal; serigrafia; xilogravura; litografia. Brasilia: Itaugaleria, 1986. folha dobrada il. foto p&b.
  • ENEZILA Campos; Glória Lamounier; Maria Emília Campos; Thais Helt: gravuras. Vitória: Itaugaleria, 1988. folha dobrada il. P&B.
  • GRAVURA: arte brasileira do século XX. São Paulo: Itaú Cultural: Cosac & Naify, 2000.
  • GUIGNARD: 50 anos de uma escola de arte. Apresentação Piti. Belo Horizonte: Vidyã Galeria de Arte, 1994. [60 p.] il. color. p.b.
  • LEIRIA - Belo Horizonte: um encontro de culturas. Leiria: Galeria 57 - Arte Contemporânea, 2000. [208] p. il. color.
  • PRESENTE de reis. Concepção Yana Carneiro; projeto gráfico Marconi Drummond; fotografia Daniel Coury. Belo Horizonte : Kolams Galeria de Arte, 2000. [20 p.] il. color.
  • PROSPECÇÕES: arte nos anos 80 e 90. Curadoria Walter Sebastião. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura, 1997. 1 folha avulsa dobra 3 il. p.b., color.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: