Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.



Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Luiz Armando Bagolin

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 23.12.2021
1964 Brasil / São Paulo / Ribeirão Preto

[Sem Título]
Luiz Armando Bagolin
Litografia
14,60 cm x 20,60 cm

Luiz Armando Bagolin (Ribeirão Preto, São Paulo, 1964). Gravador e professor. Licencia-se em educação artística, com habilitação em artes plásticas, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Em 1999, obtém o título de mestre em estética e história da arte pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFL...

Texto

Abrir módulo

Luiz Armando Bagolin (Ribeirão Preto, São Paulo, 1964). Gravador e professor. Licencia-se em educação artística, com habilitação em artes plásticas, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Em 1999, obtém o título de mestre em estética e história da arte pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH/USP), e em 2005, doutora-se pela mesma faculdade. É consultor, desde 1994, de cursos livres na área de história da arte brasileira oferecidos pela Casa de Cultura de Poços de Caldas, do Instituto Moreira Salles (IMS). Desde 1998 é professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC/MG), e a partir de 2002 leciona na Fundação Armando Álvares Penteado (Faap). É autor de Arte e Artistas Plásticos no Brasil 2000, publicado pela Editora Metalivros, em 2000. Desde 2008, é professor e pesquisador do Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB/USP) e, a partir de 2013, é diretor da Biblioteca Mário de Andrade. 

Análise

Em 1994, Luiz Armando Bagolin realiza uma série de 45 litografias intitulada K. Trata-se, na realidade, de um livro-álbum, pois o artista usa como suporte da impressão as páginas do livro O Desespero Humano - Doença até a Morte, do filósofo dinamarquês Søren Kierkegaard. Considerado fundador do existencialismo, Kierkegaard defende a ideia de que o indivíduo é a entidade moral suprema, e que a atividade humana mais importante é a tomada de decisão, pois é por meio de escolhas que se dá forma à vida e ao próprio ser humano.

As litografias de Bagolin estruturam-se de modos diversos: em algumas páginas, os borrões negros cobrem quase totalmente o papel; em outras, a aplicação da tinta coincide mais ou menos com a mancha tipográfica; em outras, ainda, a impressão aparenta-se a uma moldura, ocupando as margens da página e deixando boa parte do texto legível. E assim por diante. Esses traços e manchas inquietos espalhados pelo livro revelam uma ambiguidade intrínseca à obra: por um lado, parecem mimetizar em gestos gráficos o desespero errante de cada homem, transformando o conceito abstrato contido no texto escrito em matéria visual. Porém, ao mesmo tempo, a força presente na gestualidade do artista, capaz de domar o peso do negro, afasta qualquer sombra de lamentação ou rendição diante do destino humano de sempre buscar a si mesmo.

Obras 2

Abrir módulo

Sem Título

Litografia e collés (litografia trabalhada e impressa dos dois lados do papel)

Exposições 41

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 8

Abrir módulo
  • BAGOLIN, Luiz Armando. Cartazes. Apresentação Victor Knoll. São Paulo: Sesc Galeria Paulista, 1996. B148 1996
  • BAGOLIN, Luiz Armando. Cartazes. Apresentação Victor Knoll; versão em inglê Marta Batista Oliveira. São Paulo: Sesc Galeria Paulista, 1996. f. dobrada: il. p.b.
  • GRAVURA paulista. Curadoria Evandro Carlos Jardim. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1995.
  • GRAVURA paulista. Curadoria Evandro Carlos Jardim. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1995. SPgsp 1995/g
  • GRAVURA: arte brasileira do século XX. São Paulo: Itaú Cultural: Cosac & Naify, 2000.
  • GRAVURA: arte brasileira do século XX. São Paulo: Itaú Cultural: Cosac & Naify, 2000. IC 769 G777
  • MOSTRA DE GRAVURA CIDADE DE CURITIBA, 6., 1984. VI Mostra de Gravura Cidade de Curitiba: 1984 - Pan-Americana. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1984.
  • MOSTRA DE GRAVURA CIDADE DE CURITIBA, 6., 1984. VI Mostra de Gravura Cidade de Curitiba: 1984 - Pan-Americana. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1984. 1984 PRmgcc 6/1984

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: