Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Anísio Medeiros

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 18.08.2021
13.10.1922 Brasil / Piauí / Teresina
Anísio Araújo de Medeiros (Teresina PI 1922). Cenógrafo e figurinista. Destaca-se nas décadas de 50 e 60, trabalhando com os principais grupos do período, tais como o Teatro Oficina, Teatro Jovem, Grupo Decisão e Teatro do Rio, posteriormente renomeado Teatro Ipanema. 

Texto

Abrir módulo

Biografia

Anísio Araújo de Medeiros (Teresina PI 1922). Cenógrafo e figurinista. Destaca-se nas décadas de 50 e 60, trabalhando com os principais grupos do período, tais como o Teatro Oficina, Teatro Jovem, Grupo Decisão e Teatro do Rio, posteriormente renomeado Teatro Ipanema

Aos 11 anos, Anísio Medeiros já participa da elaboração de cenários e figurinos para festas folclóricas de Teresina, sua cidade natal. Na década de 40, estuda arquitetura no Rio de Janeiro e trabalha como estilista em uma casa de modas. Estréia como cenógrafo amador em Sonata ao Luar, do Balé da Juventude, chamando a atenção da crítica especializada para suas experiências criativas, como as nuvens feitas de filó rasgado e queimado.

Seu primeiro trabalho profissional ocorre em 1953, A Raposa e as Uvas, de Guilherme Figueiredo, com direção de Bibi Ferreira, com a Companhia Dramática Nacional, CDN. Em 1956, em Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida, para o Teatro Nacional de Comédia, TNC, transforma o palco em uma gravura em preto-e-branco, numa referência a Debret, o que lhe vale dois prêmios: da Bienal de Artes Plásticas de melhor figurinista, e da Prefeitura do Distrito Federal de melhor cenógrafo, 1957. No TNC faz também Boca de Ouro, de Nelson Rodrigues, em 1961; O Pagador de Promessas, de Dias Gomes, em 1962; As Aventuras de Ripió Lacraia, de Francisco de Assis, e O Círculo de Giz Caucasiano, de Bertolt Brecht, ambos em 1963.

No Teatro do Rio, em 1960, cria a cenografia de O Prodígio do Mundo Ocidental, de John Millington Synge, direção de Ivan de Albuquerque, que lhe vale dois prêmios: Prêmio Associação Paulista de Críticos Teatrais, APCT, e Prêmio Círculo Independente de Críticos Teatrais, CICT. Ainda no Teatro do Rio, trabalha em A Invasão, de Dias Gomes, 1962, e em Mister Sexo ou a Ilha de Circe, texto e direção de João Bethencourt, 1964. Com Chapéu de Sebo, de Francisco Pereira da Silva, 1962, ganha o Prêmio Molière.

Trabalha com o Teatro Oficina em Pequenos Burgueses, de Máximo Gorki, 1963, recebendo o Prêmio APCT. Em 1965, assina cenário e figurino no Teatro Jovem - Chão dos Penitentes, de Francisco Pereira da Silva - e no Grupo Decisão - Electra, de Sófocles, que lhe vale o Prêmio 8ª Bienal Internacional de São Paulo, e Tartufo, de Molière, em 1966.

Em parceria com o Teatro Ipanema, participa de seis espetáculos: As Moças, de Isabel Câmara, 1970; As Chaves das Minas, de José Vicente, pelo qual recebe Prêmio Mambembe de melhor figurino de 1977; O Beijo da Mulher Aranha, 1981; Querô, de Manuel Puig, 1982; Quase 84, de Fauzi Arap, 1983; e Artaud!, 1986.

Faz, também, direção de arte no cinema, tendo trabalhado em Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade, 1969; Lição de Amor, de Eduardo Escorel, 1975; Dona Flor e Seus Dois Maridos, de Bruno Barreto,1977; O Grande Mentecapto, de Oswaldo Caldeira, 1989, entre outros.

Sobre Electra, de Sófocles, pelo Grupo Decisão, o crítico Yan Michalski descreve e analisa o trabalho do artista:

"O cenógrafo e figurinista Anísio Medeiros prova mais uma vez o seu talento e a sua notável sensibilidade teatral. O cenário, através de um declive excepcionalmente íngreme do chão ao palco, oferece ao espectador um ângulo visual inesperado e estranho, perfeitamente identificado com o aspecto sobre-humano da tragédia; e, através da consistência e da cor das paredes, cria um pesado clima de opressão. Deixando de procurar características específicas gregas no cenário, Anísio Medeiros encontrou, no entanto, características autênticas e universalmente trágicas. As roupas (...) obedecem a uma linha tradicional ateniense; mas não nos lembramos de ter visto até hoje roupas gregas que tivessem um caimento tão harmonioso e conferissem aos personagens um aspecto tão compatível com a dignidade da tragédia; os figurinos de Clitemnestra e Egisto, mais pesados, parecem inspirados em influências orientais, e sugerem expressivamente a idéia da divisão das personagens em dois campos separados. O conjunto funciona admiravelmente, tanto do ponto de vista estético como do ponto de vista sugestivo, e principalmente a beleza das cenas em que Electra contracena com Crisotemis ou com Orestes é enormemente valorizada pelo colorido e pela linha das roupas".1

Notas

1. MICHALSKI, Yan. 'Electra'. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 2 abr. 1965.

Espetáculos 60

Abrir módulo

Exposições 13

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 9

Abrir módulo
  • ALBUQUERQUE, Johana. Anísio Medeiros (ficha curricular). In: _______. ENCICLOPÉDIA do Teatro Brasileiro Contemporâneo. Material elaborado em projeto de pesquisa para Fundação VITAE. São Paulo, 2000.
  • GUERINI, Elaine. Nicette Bruno & Paulo Goulart: tudo em família. São Paulo: Cultura - Fundação Padre Anchieta: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004. 256 p. (Aplauso Perfil). 792.092 G932n
  • MEDEIROS, Anísio. Rio de Janeiro: Funarte Cedoc. Dossiê Personalidades Artes Cênicas.
  • PEQUENOS Burgueses. São Paulo: Teatro Oficina Uzyna Uzona, [1963]. 1 programa do espetáculo realizado no Teatro Oficina.
  • Planilha enviada pelo pesquisador Edélcio Mostaço. Não Catalogado
  • Programa do Espetáculo - Classe Média Televisão Quebrada - 1978. Não catalogado
  • Programa do Espetáculo - Pequenos Burgueses - 1964. Não catalogado
  • TEATRO ALIANÇA FRANCESA. Belas Figuras: São Paulo, SP, [1983]. Programa do Espetáculo. Não catalogado
  • TEATRO IPANEMA. O Beijo da Mulher Aranha: 1981, Rio de Janeiro, RJ, [1981]. Programa do Espetáculo. Não catalogado

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: