Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Teatro

Ney Latorraca

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 16.07.2021
25.07.1944 Brasil / São Paulo / Santos
Registro fotográfico Djalma Limongi Batista

Ney Latorraca (Lord Edgar) em cena de O Mistério de Irma Vap, 1988
Djalma Limongi Batista, Ney Latorraca
Acervo Idart/Centro Cultural São Paulo

Antônio Ney Latorraca (Santos, São Paulo, 1944). Ator. Integrante do Royal Bexiga's Company, Ney Latorraca é intérprete assíduo na cena nacional. Atua em O Mistério de Irma Vap, um dos maiores sucessos de bilheteria do eixo Rio-São Paulo.

Texto

Abrir módulo

Antônio Ney Latorraca (Santos, São Paulo, 1944). Ator. Integrante do Royal Bexiga's Company, Ney Latorraca é intérprete assíduo na cena nacional. Atua em O Mistério de Irma Vap, um dos maiores sucessos de bilheteria do eixo Rio-São Paulo.

Inicia-se no teatro em Reportagem de um Tempo Mau, texto e direção de Plínio Marcos, que realiza apenas uma apresentação, sendo interditado pela Censura após a estréia, em 1964. No ano seguinte, passa a integrar o Teatro da Faculdade de Filosofia de Santos, TEFF, atuando em A Crônica, ao lado de Jandira Martini; e O Cristo Nu, ambos texto e direção de Carlos Alberto Soffredini; e, em 1966, é a vez de A Falecida, de Nelson Rodrigues, sendo dirigido por Celso Nunes. Em 1967, entra para a Escola de Arte Dramática, EAD, formando-se em 1969, ano em que atua na marcante encenação de Victor Garcia, O Balcão, de Jean Genet, produzida por Ruth Escobar. Em 1970, está no elenco do musical Hair, de Ragni e Rado, uma direção de Ademar Guerra que conta, ainda, com as participações de Armando Bógus, José Wilker e Antonio Fagundes. Sob a direção de Walmor Chagas, é intérprete em Quanto Mais Louco Melhor, de Joe Orton, em 1972. No mesmo ano, participa de mais uma encenação marcante da contracultura, em Jesus Cristo Superstar, de Andrew Lloyd Webber e Tim Rice, ao lado de Stênio Garcia. Em 1974, faz parte da criação coletiva do Royal Bexiga's Company, O Que Você Vai Ser Quando Crescer, direção de Silnei Siqueira. Divide o palco com Dina Sfat e Thelma Reston, em A Mandrágora, de Maquiavel, com direção de Paulo José, em 1975. De Bráulio Pedroso, atua em Lola Moreno, sendo dirigido por Antônio Pedro, em 1979. No mesmo ano, está ao lado de Renata Sorrah, na primeira montagem brasileira de um texto de Fassbinder, Afinal...Uma Mulher de Negócios, numa direção de Walter Scholiers, em parceria com Sergio Britto, produção do Teatro dos Quatro. Numa encenação de Juca de Oliveira, em 1982, integra o elenco de Otelo, de William Shakespeare. Do mesmo autor, novamente sob o comando de Celso Nunes, é um dos atores de Rei Lear, outra produção do Teatro dos Quatro, em 1983. Dividindo o palco com Marco Nanini, atua no grande sucesso de bilheteria O Mistério de Irma Vap, de Charles Ludlan, com direção de Marília Pêra, em 1986, que se estende anos em cartaz. Em 1994, atuando e sendo dirigido por Nanini, está em O Médico e o Monstro, de George Ostermann. Tendo Fernanda Torres como parceira de cena, em Don Juan, de Otavio Frias Filho, submete-se à encenação de Gerald Thomas, em 1995. No ano seguinte, com o mesmo diretor, realiza Quartett, de Heiner Müller. Em 1999, sob a direção de Aderbal Freire Filho, revela o talento do jovem dramaturgo Renato Modesto. E, em 2000, atua em 3 x Teatro, textos de Anton Tcheckov, Luigi Pirandello e Jean Cocteau, direção de Édi Botelho.

Ney Latorraca também é assíduo intérprete de televisão, participando de novelas e minisséries na TV Globo.

Obras 1

Abrir módulo

Espetáculos 38

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 17

Abrir módulo
  • ALBUQUERQUE, Johana. Ney Latorraca (ficha curricular) In: ENCICLOPÉDIA do Teatro Brasileiro Contemporâneo. Material elaborado em projeto de pesquisa para a Fundação VITAE. São Paulo, 2000.
  • CARVALHO, Tania. Ney Latorraca: uma celebração. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004. (Aplauso Especial).
  • EICHBAUER, Hélio. [Currículo]. Enviado pelo artista em 24 de abril de 2011. Espetáculo: A Mandrágora - 1975.
  • FERNANDES, Sílvia. Grupos teatrais: aqnos 70. Campinas: Unicamp, 2000.
  • LATORRACA, Ney e KHOURY, Simon. Bastidores vol.6. Rio de Janeiro, Ed.Letras e Expressões.
  • LATORRACA, Ney e RITO, Lúcia. Muito Além do Script. Rio de Janeiro, Ed.Globo.
  • MOSTAÇO, Edelcio. Pastiche da literatura fantástica. Folha de S.Paulo, São Paulo, 17 fev. 1986.
  • O MISTÉRIO DE IRMA VAP. Direção Marília Pera. Rio de Janeiro, 1986. 1 folder. Programa do espetáculo, apresentado no Teatro Casa Grande em dezembro de 1986.
  • O MISTÉRIO de Irma Vap. Rio de Janeiro: Funarte / Cedoc. Dossiê Espetáculos Teatro Adulto.
  • O Que Você Vai Ser Quando Crescer? São Paulo, 1974. Programa do espetáculo.
  • Programa do Espetáculo - Orquestra de Senhoritas - 1974.
  • Programa do Espetáculo - Othello - 1982.
  • RAMOS, Fernão Pessoa; MIRANDA, Luiz Felipe (Orgs). Enciclopédia do cinema brasileiro. São Paulo: Senac, 2000.
  • ROYAL Bexiga's ou como fazer teatro sem teatro. Folha de S.Paulo, São Paulo, p. 3, 3 ago. 1974.
  • UM PONTO DE LUZ. São Paulo, 1977. 1 folder. Programa do espetáculo, apresentado em 1977.
  • VARGAS, Maria Thereza (Supervisão). A criação do espetáculo teatral em São Paulo: centro e periferia. São Paulo: Centro Cultural São Paulo, 1976.
  • http://www.uol.com.br/neylatorraca.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: