Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Leonardo Crescenti

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 26.09.2018
15.07.1954 Brasil / São Paulo / São Paulo
19.08.2018 Brasil / São Paulo / São Paulo

Busto em Movimento, 1996
Leonardo Crescenti
Matriz-negativo

Leonardo Crescenti Neto (São Paulo, São Paulo, 1954 - idem, 2018). Fotógrafo e diretor de fotografia. Arquiteto formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU/USP), em 1978, jamais exerceu a profissão, tendo trabalhado com fotografia desde 1974. Especializado na fotografia de produtos, trabalha igualmente nas...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Leonardo Crescenti Neto (São Paulo, São Paulo, 1954 - idem, 2018). Fotógrafo e diretor de fotografia. Arquiteto formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU/USP), em 1978, jamais exerceu a profissão, tendo trabalhado com fotografia desde 1974. Especializado na fotografia de produtos, trabalha igualmente nas áreas industrial e publicitária, na qual exerce também a função de diretor de filmes desde 1985. Dirigiu, nas duas últimas décadas, uma série de treze filmes e vídeos experimentais de curta metragem, obtendo 21 premiações nacionais e 14 internacionais nesse setor, e participando por três vezes da Quinzena dos Realizadores do Festival de Cinema de Cannes (França). Desenvolve um trabalho fotográfico de expressão pessoal que retoma por vezes na imagem fixa idéias desenvolvidas em seus filmes, como no caso de A pedra ouve o vento passar, de 1986.

Obras 11

Abrir módulo

Exposições 22

Abrir módulo

Eventos relacionados 3

Abrir módulo

Mídias (1)

Abrir módulo
Leonardo Crescenti - Enciclopédia Itaú Cultural
Ao lado de Rejane Cantoni, o fotógrafo Leonardo Crescenti cria instalações áudio-tátil-visuais, que permitem ao público interagir com ambientes virtuais. Fala, de 2012, apresentada na exposição Emoção Art.ficial 6.0 traz 40 aparelhos celulares, conectados por meio de um computador, que captam vozes e sons e transcrevem o conteúdo nas telas dos celulares em diferentes idiomas.”Através da união de palavras, que às vezes não têm conexão entre si, você começa a criar uma história”, diz Leonardo. A interação é uma das principais marcas do trabalho da dupla. “Piso”, de 2007, é uma superfície no chão com sensores eletrônicos que se desloca, formando ondas, conforme o espectador pisa em cima dela. “O trabalho tem muito do lúdico e da observação e incorpora vários segmentos da arte. É uma diversão”, observa Crescenti. “Cada pessoa vai ler a obra de acordo com o seu universo e isso é interessante porque torna a experiência mais intuitiva e mais fácil”, conclui.

Produtora: Documenta Vídeo Brasil
Captação, edição e legendagem: Sacisamba
Intérprete: Erika Mota (terceirizada)
Locução: Júlio de Paula (terceirizado)

Fontes de pesquisa 3

Abrir módulo
  • CARBONCINI, Anna (Coord.). Coleção Pirelli/ MASP de Fotografias: v. 8. Versão em inglês Kevin M. Benson Mundy. São Paulo: MASP, 1998.
  • CRESCENTI, Leonardo, MOREIRA, Luciene (coord.). A Pedra ouve passar o vento. Texto Ivo Mesquita; curadoria Rosely Nakagawa; projeto gráfico Maria Helena Pereira da Silva. São Paulo : Casa da Fotografia Fuji, 1996. [11] p. il. p&b, color.
  • Programa do Espetáculo - As Malandragens de Scapino - 1982.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: