Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Tiago Santana

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 23.05.2017
07.09.1966 Brasil / Ceará / Crato

Romaria de Juazeiro do Norte, Juazeiro do Norte CE, 1992
Tiago Santana
Matriz - negativo

Tiago Sobreira de Santana (Crato, Ceará, 1966). Fotógrafo. Estuda engenharia mecânica na Universidade Federal do Ceará (UFCE), em Fortaleza, mas não conclui o curso. Em 1986, participa da oficina ministrada por Stefania Bril na 5ª Semana Nacional de Fotografia de Curitiba e, no ano seguinte, da oficina oferecida por Claudio Feijó na 6ª Semana Na...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Tiago Sobreira de Santana (Crato, Ceará, 1966). Fotógrafo. Estuda engenharia mecânica na Universidade Federal do Ceará (UFCE), em Fortaleza, mas não conclui o curso. Em 1986, participa da oficina ministrada por Stefania Bril na 5ª Semana Nacional de Fotografia de Curitiba e, no ano seguinte, da oficina oferecida por Claudio Feijó na 6ª Semana Nacional de Fotografia, em Ouro Preto, Minas Gerais. Atua como profissional desde 1989 nas áreas de fotojornalismo e documentação. Em Fortaleza, coordena a 1ª e a 2ª Semana de Fotografia do Ceará, em 1989 e 1990, e, em 1993, participa da criação do grupo Dependentes da Luz. Em seguida, funda com Celso Oliveira a editora e fotoarquivo Tempo d'Imagem. Seu trabalho documental se concentra nas tradições culturais e nas festas populares do Nordeste, dedicado sobretudo ao registro da peregrinação de fiéis a Juazeiro do Norte, Ceará. Em 1994, é contemplado com a Bolsa Vitae de Artes, para a conclusão do ensaio Benditos, que dá origem ao livro homônimo, lançado em 2001, e à sua primeira mostra individual, realizada no Sesc Pompéia, em São Paulo. Em 1995, recebe o Prêmio Marc Ferrez de Fotografia da Fundação Nacional de Arte (Funarte). No fim da década de 1990, com Celso Oliveira, Antonio Augusto Fontes, Ed Viggiani e Elza Lima, desenvolve o projeto Brasil sem Fronteiras, documentação das cidades fronteiriças do oeste do país. Santana vive entre Fortaleza e Rio de Janeiro, onde mantém uma filial da editora Tempo d'Imagem.

Análise

O trabalho de Tiago Santana é pautado em noções de identidade cultural e denúncia social. O fotógrafo dedica-se sobretudo ao registro em preto-e-branco de festas religiosas e tradições populares do Nordeste do Brasil. De 1992 a 1999, realiza o ensaio Benditos, sobre a peregrinação de milhares de fiéis à cidade cearense de Juazeiro do Norte, para onde se deslocam todos os anos os romeiros devotos de padre Cícero.

No fotodocumentarismo, diferente do trabalho para jornais ou revistas, o fotógrafo escolhe o assunto que deseja registrar e o tempo disponível para a produção das imagens e procura conferir uma visão pessoal ao tema. Esse tipo de ensaio informa tanto a respeito do referente quanto sobre o modo como o artista percebe e organiza os elementos da vida real no visor da câmera.

No ensaio sobre os romeiros, Santana enfatiza o caráter emotivo das procissões centrando seu olhar na relação das pessoas com os ícones religiosos. Confere imponência aos fiéis e aos santos enfocando-os de baixo para cima com a lente grande angular, que amplia as figuras que estão em primeiro plano bem como a sensação de distância entre os objetos. Também enfatiza a dimensão subjetiva de suas fotos fragmentando corpos e trabalhando com grandes áreas vazias, que, freqüentemente, realçam a noção de solidão e de esforço dos devotos.

Obras 9

Abrir módulo

Espetáculos 1

Abrir módulo

Exposições 46

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 9

Abrir módulo
  • ARTE Pará 1997: fronteiras. Belém, 1997. 76 p.
  • BRASIL sem fronteiras. Texto Claudio Bojunga, Pedro Karp Vasquez, Angela Magalhães, Nadja Peregrino; fotografia Antonio Augusto Fontes, Celso Oliveira, Ed Viggiani, Elza Lima, Tiago Santana. Rio de Janeiro: Tempo d'Imagem, 2001. 180 p.
  • CARBONCINI, Anna (Coord.). Coleção Pirelli/ MASP de Fotografias: v. 5. São Paulo: MASP, 1995.
  • FERNANDES JÚNIOR, Rubens. Labirinto e identidades: panorama da fotografia no Brasil [1946-1998]. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.
  • MUSEU DO CEARÁ. Quem somos nós: fotografia - Tiago Santana e Celso Oliveira. Apresentação Paulo Linhares; texto Angela Magalhães, Nadja Peregrino; projeto gráfico Lia Parente; tradução Thaís Costa. Fortaleza: Museu do Ceará. 20 p., il. p&b.
  • Museu do Ceará. Quem somo nós : fotografia - Tiago Santana e Celso Oliveira. Apresentação Paulo Linhares; texto Angela Magalhães, Nadja Peregrino; projeto gráfico Lia Parente; tradução Thaís Costa. Fortaleza : Museu do Ceará, s.d. 20 p. il. p.b.
  • PAIVA, Joaquim (org.). Visões e alumbramentos: fotografia brasileira contemporânea na coleção Joaquim Paiva. Versão em inglês Katica Szabó, Laura Ferrari. São Paulo: BrasilConnects Cultura & Ecologia, 2002.
  • PERSICHETTI, Simonetta. Imagens da fotografia brasileira 2. São Paulo: Estação Liberdade: Senac, 2000.
  • SALÃO DE ABRIL, 40., 1990, Fortaleza, CE. 40º Salão de Abril. Fortaleza: Salão Nobre do Palácio da Abolição, 1990.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: