Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Pedro de Moraes

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 04.06.2020
23.10.1942 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro

O Conhecido Dia, Chamado de "Sexta-Feira Sangrenta", Rio de Janeiro RJ, 1968
Pedro de Moraes
Matriz - negativo

Pedro de Mello Moraes (Rio de Janeiro RJ 1942). Fotógrafo. Autodidata, à partir dos anos sessenta, consagra-se também ao cinema, tendo dirigido o filme O homem e a profissão, em 1965, e trabalhado como diretor de fotografia para grandes cineastas como Joaquim Pedro de Andrade (Guerra Conjugal, 1975 e Aleijadinho, 1978), Glauber Rocha (Idade da T...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Pedro de Mello Moraes (Rio de Janeiro RJ 1942). Fotógrafo. Autodidata, à partir dos anos sessenta, consagra-se também ao cinema, tendo dirigido o filme O homem e a profissão, em 1965, e trabalhado como diretor de fotografia para grandes cineastas como Joaquim Pedro de Andrade (Guerra Conjugal, 1975 e Aleijadinho, 1978), Glauber Rocha (Idade da Terra, 1979), Antonio Carlos Fontoura (Wanda Pimentel, 1973 e Arquitetura de morar, 1974) e Gustavo Dahl (Em busca do ouro, 1965). Realiza em parceria com seu pai, o poeta Vinícius de Moraes, o livro O Mergulhador (1982), com o poeta Cacaso Mar Mineiro (1982) e com o historiador Daniel Aarão Reis 68 - A Paixão de uma utopia (1988), publicando ainda um interessante livro com seu trabalho de expressão pessoal: Vi-vendo (1976).

Obras 8

Abrir módulo

Exposições 7

Abrir módulo

Eventos relacionados 4

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 1

Abrir módulo
  • MORAES, Pedro de. [Currículo]. Enviado pelo artista.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: