Artigo da seção pessoas Ricardo Blat

Ricardo Blat

Artigo da seção pessoas
Teatro  
Data de nascimento deRicardo Blat: 16-11-1950 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / Ferraz de Vasconcelos)

Biografia

Ricardo Barbosa Blat (Ferraz de Vasconcelos, São Paulo, 1950). Ator. Interpreta o ator que se entrega à loucura em Uma Estória de Borboletas, de Caio Fernando Abreu, direção de Gilberto Gawronski (1962), 1991.

Depois de atuar no teatro amador, vai para São Paulo, onde estréia profissionalmente em Peer Gynt, de Henrik Ibsen, com direção de Antunes Filho (1929), 1971. No ano seguinte atua em A Capital Federal, de Artur Azevedo, com direção de Flávio Rangel (1934-1988). Seguem-se O Carrasco do Sol, de Peter Shaffer, 1973; Quem Vai Querer Comprar Bananas, criação coletiva do grupo Eles, 1974; e Porandubas Populares, de Carlos Queiroz Telles (1936-1993), 1975. Em 1976, se destaca em Equus, de Peter Shaffer, com direção de Celso Nunes (1941).

Na década de 80, atua em As Mil e uma Encarnações de Pompeu Loredo, de Mauro Rasi (1949-2003) e Vicente Pereira (1949-1993), 1980; Bent, de Martin Sherman, direção de Roberto Vignati (1941)Besame Mucho, de Mario Prata (1946), uma encenação de Aderbal Freire Filho (1941); e Pinóquio, de Carlo Collodi, sendo dirigido por Eduardo Tolentino de Araújo (1954), numa produção do Grupo TAPA, 1983.

Em 1991, destaca-se em Uma Estória de Borboletas, com direção de Gilberto Gawronski, recebendo o Prêmio Shell de melhor ator. Walmir Ayala (1933-1991) escreve no jornal Última Hora: "Ricardo Blat, que conta o conto, é de uma riqueza expressiva memorável, além de uma sensibilidade para o texto, para a vitalidade de cada palavra dentro de um contexto perfeitamente definido pelo diretor".1

Inicia com Gawronski o Projeto Andersen, encenando textos para crianças - e recebe os prêmios Mambembe e Coca-Cola pela interpretação de O Patinho Feio, adaptação de Rogério Blat, terceiro espetáculo do projeto, em 1995. No ano seguinte, recebe o Prêmio Mambembe pelo desempenho em Na Solidão dos Campos de Algodão, de Bernard-Marie Koltès, mostrando, segundo o crítico Macksen Luiz (1945), "uma interiorização e um tempo dramático numa excelente atuação".2

Em 2000, atua em Luzes da Boemia, de Ramón Del Valle-Inclán, com direção de Aderbal Freire Filho - em que mostra, segundo o crítico Macksen Luiz, "sensibilidade para as contradições do personagem" construindo "um Dom Latino cheio de nuanças"3 -, Shopping e Fucking, de Mark Ravenhill, com direção do ator Marco Ricca, e Deslimites da Palavra, baseado no poema homônimo de Manoel de Barros (1916). Em 2001, volta à cena, sob a direção de Wolf Maya (1951), em Os Inconquistáveis, de Mario Vargas Llosa; e Carícias, de Sergi Belbel, um projeto da diretora Christiane Jatahy. Em 2002, atua em Ludwig e as Irmãs, de Thomas Bernhard, encenação de Maurício Paroni de Castro.

Notas

1 AYALA, Walmir. O elogio da loucura. Última Hora, Rio de Janeiro, 4 jun. 1990. Uh Revista, p. 2.

2 LUIZ, Macksen. A solidão pulsante. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 30 nov. 1996.

3 LUIZ, Macksen. Embate dramático camerístico. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 21 jul. 2000.

Outras informações de Ricardo Blat:

Espetáculos (42)

Todos os espetáculos

Fontes de pesquisa (10)

  • ALBUQUERQUE, Johana. Ricardo Blat. (ficha curricular) In: _________. ENCICLOPÉDIA do Teatro Brasileiro Contemporâneo. Material elaborado em projeto de pesquisa para a Fundação VITAE. São Paulo, 2000.
  • AYALA, Walmir. O elogio da loucura, Ultima Hora, Rio de Janeiro, Uh Revista, página 2, 4 de junho de 1990.
  • BLAT, Ricardo. (Dossiê Personalidade Artes Cênicas) Rio de Janeiro: CEDOC/Funarte.
  • Disponível em: [http://www.guiadasemana.com.br/Sao_Paulo/Artes_e_Teatro/Evento/Pamonha_e_Panaca.aspx?id=77527]. Acesso em: 04/04/2011. Guia da Semana
  • LUIZ, Macksen. A solidão pulsante, Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 30 de novembro de 1996.
  • LUIZ, Macksen. Embate dramático camerístico, Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 21 de julho de 2000.
  • Planilha enviada pelo pesquisador Rosyane Trotta Não Catalogado
  • Programa do Espetáculo "O Carrasco do Sol" - 1973. Não catalogado
  • Programa do Espetáculo - O Tempo e os Conways - 1986 Não catalogado
  • Programa dos Espetáculos - Dama da Noite e Na Solidão dos Campos de Algodão -1997. Não Catalogado

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • RICARDO Blat. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa12792/ricardo-blat>. Acesso em: 11 de Jul. 2020. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7