Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Dança

Lúcia Merlino

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 29.07.2020
Maria Lúcia Moreira Merlino (São Paulo, São Paulo, 1958). Dançarina, coreógrafa, preparadora e terapeuta corporal, especializada na técnica Rolfing. Inicia seus estudos em dança clássica com a professora Kitty Bodenheim (1912-2003) e, no Teatro de Dança Galpão, com os dançarinos e coreógrafos de dança moderna, Sônia Mota (1948) e Antonio Carlos ...

Texto

Abrir módulo

Maria Lúcia Moreira Merlino (São Paulo, São Paulo, 1958). Dançarina, coreógrafa, preparadora e terapeuta corporal, especializada na técnica Rolfing. Inicia seus estudos em dança clássica com a professora Kitty Bodenheim (1912-2003) e, no Teatro de Dança Galpão, com os dançarinos e coreógrafos de dança moderna, Sônia Mota (1948) e Antonio Carlos Cardoso (1939). Nos anos 1970, profissionaliza-se em atuações nos trabalhos coreográficos de Sônia Mota, Ruth Rachou (1927), Denilto Gomes (1953-1994) e Célia Gouvêa (1949). Na década seguinte, gradua-se na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP) e integra o Grupo Marzipan (1985-1990). Nesse grupo, assina suas primeiras criações em parcerias com os integrantes, como Renata Melo (1956). Coordena no período, com José Maria Carvalho (1957) e Rose Akras, os cursos do Espaço Viver, São Paulo, entre 1985 e 1990. Assessora, também, a área de dança do Departamento de Variedades da TV Cultura entre 1987 a 1990. 

A dançarina atua e convive com os formadores da moderna dança paulista e desenvolve-se como coreógrafa em parcerias com a também dançarina e coreógrafa Renata Melo. Juntas, coordenam e elaboram o espetáculo Fui, Vim, Voltei (1990) quando encerram as atividades do Grupo Marzipan. Como assinala a curadora Erika Palomino (1967): “Em três curtos atos, as coreografias de Renata Melo e Lúcia Merlino (do Marzipan) conseguiram lembrar Oswald de Andrade de forma bastante adequada. Sem idolatria, sem ranços politiqueiros ou chatas transcrições literárias”1.

Em 1995, licencia-se em Rolfing pelo Rolf Institute, em Boulder, Colorado, Estados Unidos, e realiza preparação corporal para espetáculos teatrais (1993-2004). 

A partir dos anos 2000, o ensino do movimento e do treinamento básico do Rolfing nas Oficinas Culturais de São Paulo e na Associação Brasileira de Rolfin intensifica-se. Merlino compõe o quadro de docentes da instituição. Desde 1999, é editora do jornal Rolfing Brasil, publicação de circulação nacional da Associação Brasileira de Rolfing. 

É doutora em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) com a dissertação Metáforas do Corpo em Transformação: Experiência, Percepção e Postura e as Relações com o Rolfing® - Integração Estrutural (2014).

Como uma das profissionais formadas no ambiente de ensino e apresentação do Teatro de Dança Galpão (1974/1978 – 1980/1981), tem como destaque em sua trajetória a experiência coletiva no Grupo Marzipan. Com a extinção do grupo, passa a investir no trabalho de outros procedimentos corporais e especializa-se como terapeuta corporal.

Lúcia Merlino dedica-se a técnica Rolfing com base nos ensinamentos de Hubert Godard, coordenador do Departamento de Dança da Universidade Paris 8. A aliança entre dança e Rolfing gera um método que busca alterações funcionais do sistema músculo-esquelético, mudanças na percepção e na sensação processada do corpo, assim como, transformações no relacionamento com o ambiente.

Notas

1. PALOMINO, Erika. Criatividade se sobressai em balé. Folha de S. Paulo, São Paulo, 19 set. 1990.  Ilustrada, p. F-14.

Espetáculos 1

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 4

Abrir módulo
  • MERLINO, Maria Lúcia. Currículo enviado pela artista em out. 2013.
  • MERLINO, Maria Lúcia. Rolfing como agente restaurador da comunicação entre corpo e ambiente: a conquista do chão. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
  • PALOMINO, Erika. Criatividade se sobressai em balé. Folha de S. Paulo, São Paulo, 19 set. 1990. Ilustrada, p. F-14.
  • Programa do Espetáculo - Domésticas - 1998. Não Catalogado

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: