Artigo da seção pessoas Fernanda Gomes

Fernanda Gomes

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deFernanda Gomes: 1960 Local de nascimento: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)
Imagem representativa do artigo

Sem Título , 1995 , Fernanda Gomes
Reprodução Fotográfica Wilton Montenegro

Maria Fernanda Corrêa Gomes (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1960). Artista visual. Destaca-se por relacionar, em suas obras, luz e espaço, de modo que cada instalação se constitui não só como um objeto de arte, mas, principalmente, como uma experiência única.

Estuda na Escola Superior de Desenho Industrial (Esdi) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), entre 1977 e 1978. A partir de 1984, atua como designer de projetos gráficos.

Apresenta sua primeira exposição individual na Galeria Macunaíma (1988), no Rio de Janeiro. A artista realiza suas obras com objetos de uso cotidiano e trabalha constantemente com elementos frágeis e transitórios. São garrafas, fios, papéis de cigarro, jornais, arames, pedras, travesseiros, páginas de livros, etc. que são reunidos, colados ou amarrados para compor as peças e seus significados afetivos, demonstrando que a arte não se separa da vida.

Em uma obra de 1991, por exemplo, Fernanda une duas moedas com fio de seda. Uma vez destituídas de seu valor monetário, é conferido um sentido poético a elas. Em trabalho de 1992, apresenta uma estrutura composta de papéis colados, fios e pregos, a qual, por sua forma, alude a uma ratoeira. Em uma produção de 1993, estende fios por toda a piscina vazia da Escola de Artes Visuais do Parque Lage. 

É também determinante no trabalho da artista a relação que ela estabelece entre a composição desses objetos e o espaço que essa composição ocupa. Por isso, Fernanda tem como método de trabalho a instalação de um atelier temporário no espaço da exposição, pois é observando esse espaço que ela constrói suas instalações. Esse processo passa, inclusive, por incorporar certas “imperfeições” do espaço, como fez a artista na Bienal de 1994, em São Paulo, ao criar uma escultura a partir de um emaranhado de fitas que prendiam os painéis da exposição.

Essa determinação do espaço fica ainda mais clara ao descobrirmos que Fernanda não gosta de chamar suas obras de instalações, pois, para ela, não podem ser simplesmente recolhidas e reinstaladas em outros espaços, uma vez que produzem sentido justamente na relação com o lugar que ocupam. O curador José Augusto Ribeiro afirma que produzir uma exposição de Fernanda Gomes não implica apenas a reunião de obras, mas envolve o processo meticuloso de criação da artista na ocupação do espaço.

A luz é também um elemento fundamental em seu trabalho, especialmente nas obras em que explora a saturação do branco, mantendo também ampla relação com o espaço expositivo. Ao trabalhar com essa cor, que no senso comum representa a ausência de cor, a artista procura justamente explorar como a luz se materializa no objeto e no espaço que este ocupa. Para ela, o branco representa o vazio e o cheio, e, ao mesmo tempo que “contém” todas as cores, acaba por não manter nenhuma delas, refletindo-as.

Fica, assim, mais fácil compreender a inquietação da artista em chamar suas composições de instalações, pois, para que o espectador compreenda sua obra, ele precisa percorrer o espaço expositivo, meticulosamente pensado, observando a relação entre luz, objeto e espaço. Sua obra só pode ser apreendida enquanto experiência espaço-temporal, e não apenas por meio da observação do objeto.

No fim da década de 1990, Fernanda Gomes consolida-se como uma artista contemporânea de renome internacional, na medida em que sua obra passa a ter repercussão no exterior e é objeto de análise em artigos publicados em periódicos especializados como Art News, Artforum, ArtNexus e Art in America

Em 2000, recebe o 4º Prêmio Scipione, em Macerata, na Itália. Tem sua obra contemplada em diversas exposições coletivas, como a 35º Panorama da Arte Brasileira, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP), em 2017, e também individuais, como a do Museu Jumeaux, na Cidade do México (2018). O trabalho de Fernanda Gomes também está presente em coleções públicas permanentes de importantes museus e espaços de arte do mundo, como Centre Pompidou, na França, e Tate Collection, em Londres. A artista tem ainda uma retrospectiva de seu trabalho realizada pela Pinacoteca de São Paulo (2019), sob curadoria de José Augusto Ribeiro. 

Como se pode notar, em nenhum momento os trabalhos da artista são mencionados pelo nome, pois Fernanda Gomes não nomeia suas obras, nem suas exposições. Para ela, as palavras não são suficientes para o homem expressar tudo o que compreende e deseja, e, nesse sentido, a linguagem visual, entre outras linguagens, seria mais livre e aberta, capaz de suprir as falhas entre os diferentes idiomas. 

Sua obra evoca, ao mesmo tempo, uma universalidade, ao refletir sobre questões como luz, cor e forma, e uma territorialidade, na exploração de objetos cotidianos e do espaço expositivo. Fernanda Gomes caracteriza-se, assim, como uma importante representante brasileira no cenário da arte contemporânea mundial. 

Outras informações de Fernanda Gomes:

  • Outros nomes
    • Maria Fernanda Corrêa Gomes
  • Habilidades
    • Artista plástico
    • Artista visual

Obras de Fernanda Gomes: (4) obras disponíveis:

Exposições (110)

Artigo sobre A Ordem Desfeita

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioA Ordem Desfeita : 23-08-1989  |  Data de término | 09-09-1989
Resumo do artigo A Ordem Desfeita :

Galeria 110 Arte Contemporânea (Rio de Janeiro, RJ)

Artigo sobre Rio Hoje

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioRio Hoje: 25-10-1989  |  Data de término | 26-11-1989
Resumo do artigo Rio Hoje:

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM/RJ)

Todas as exposições

Eventos relacionados (2)

Artigo sobre sp-arte 2010

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2010: 29-04-2010  |  Data de término | 02-05-2010
Resumo do artigo sp-arte 2010:

Fundação Bienal de São Paulo

Fontes de pesquisa (26)

  • A ORDEM desfeita. Texto Ligia Canongia; tradução Lia Wyler. Rio de Janeiro, 24 p. il., p. b., 1989.
  • APROPRIAÇÕES. Curadoria Ligia Canongia; fotografia Vicente de Mello; tradução Jack Liebof. Rio de Janeiro: Joel Edelstein Arte Contemporânea, 1997. 8 p. il., p. b.
  • ARTE/CIDADE 3: a cidade e suas histórias. Apresentação Danilo Santos de Miranda; texto Nelson Brissac Peixoto, Lorenzo Mammì. São Paulo, 1997. 124 p.
  • BIENAL INTERNACIONAL DE SÃO PAULO, 22, 1994, São Paulo, SP. Catálogo Geral de Participantes. Curadoria Geral Nelson Aguilar. São Paulo: Fundação Bienal São Paulo, 1994.
  • CADERNO didático-informativo. Brasília: Fundação Athos Bulcão, 1993. 30 p. 
  • COTIDIANO/ARTE: O Objeto Anos 60/90. São Paulo: Itaú Cultural, 1999. (Eixo Curatorial 1999).
  • EM busca da identidade. Apresentação Peter Weiermair; texto Lisette Lagnado; curadoria Peter Weiermair. Bologna: Oehrli, 2001. 174 p. il., color.
  • EM busca da identidade. Bologna: Oehrli, 2001. 174 p., il. color. ISBN 3-905597-29-2. 700.981 E53
  • ENTREVISTA de Fernanda Gomes a Arte&Ensaios: uma coisa completa a outra. Arte&Ensaios, Rio de Janeiro, n. 31, jun. 2016. Disponível em: https://www.ppgav.eba.ufrj.br/wp-content/uploads/2016/12/entrevista-fernanda.pdf. Acesso em: 27 mar. 2020
  • ESCULTURA carioca. Rio de Janeiro: Paço Imperial, 1994. s.p. RJpi 1994/e
  • ESCULTURA carioca. Texto Ligia Canongia, Fernando Cocchiarale; apresentação Lauro Cavalcanti; tradução Paulo Andrade Lemos; fotografia Beto Felicio, Murillo Meireles, Vicente de Mello. Rio de Janeiro: Paço Imperial, 1994. 
  • FERNANDA Gomes. São Paulo: Pinacoteca de São Paulo, 2019. Disponível em: https://pinacoteca.org.br/programacao/fernanda-gomes/. Exposição realizada no período de 30 nov. 2019 a 24 fev. 2020. Acesso em: 27 mar. 2020.
  • FERRARI, Anna. A ressignificação do espaço na arte contemporânea: três casos de intervenções espaciais sutis. 2017. 110 p. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017, Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16136/tde-18122017-162404/publico/AnnaFerrari.pdf. Acesso em: 27 mar. 2020.
  • GOMES, Fernanda. Fernanda Gomes . São Paulo: Galeria Luisa Strina, 1994. s.p. il., figs., fot. Gf633f 1994
  • GOMES, Fernanda. Fernanda Gomes. Istambul: Fundação Bienal de São Paulo, 1995. n. p. il., figs., fot.
  • MATERIAL, immaterial. Curadoria Benjamin Genocchio; texto Lisette Lagnado, Anthony Bond. Sydney: Art Gallery of New South Wales, 1994. 63 p. il. 
  • MATERIAL, immaterial. Sydney: Art Gallery of New South Wales, 1994. 63 p. il. ISBN 0-7313-0295-8. 709.81 M425
  • O pequeno infinito e o grande circunscrito. São Paulo: Arco Arte Contemporânea, 1989. , il. p&b. SPbm 1989
  • O PEQUENO infinito e o grande circunscrito. São Paulo: Arco Arte Contemporânea, 1989. il., p. b. 
  • PANORAMA DE ARTE ATUAL BRASILEIRA, 1990, São Paulo, SP. Panorama de Arte Atual Brasileira 1990: papel - desenho, gravura, papel como meio, livro de artista. São Paulo: MAM, 1990.
  • PARENTE, Alessandra. Fernanda Gomes: por uma geometria da fragilidade. Revista Cult, 16 jan. 2020. Disponível em: https://revistacult.uol.com.br/home/fernanda-gomes-exposicao-pinacoteca/.  Acesso em: 27 mar. 2020.
  • SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 11. , 1989, Rio de Janeiro, RJ. 11º Salão Nacional de Artes Plásticas. Rio de Janeiro: Funarte, 1989.
  • TEORIA dos valores. Curadoria Márcio Doctors; texto Márcio Doctors, Paulo Herkenhoff; design Campos Gerais, Washington Dias Lessa, Izabel Amorim; versão em inglês Peter Lenny; fotografia Ana Oswaldo Cruz Lehner, Artur Barrio, Daniel Rosen, Denis Farley, Eduardo Giannini Ortega, Paula Pape, Romulo Fialdini, Udo Grabow, Vicente de Mello, Wilton Montenegro, Wit Mckay. São Paulo, 56 p., 1998.
  • TEORIA dos valores. São Paulo: MAM, 1998. 56 p., il. color. CAT-G SPmam 1998/t
  • TRANSPARÊNCIAS. Curadoria Marcus de Lontra Costa, Denise Mattar; apresentação Helena Severo; fotografia Vicente de Mello; versão em inglês Nicola Lopez. Rio de Janeiro: MAM, 1996. 68 lâms. il., p. b.
  • ______. Fernanda Gomes. São Paulo: Galeria Luisa Strina, 1994. n. p. il., figs., fot.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • FERNANDA Gomes. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa10670/fernanda-gomes>. Acesso em: 11 de Mai. 2021. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7