Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Violeta Franco

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 01.11.2017
21.02.1931 Brasil / Paraná / Curitiba
07.05.2006 Brasil / Paraná / Curitiba
Maria Violeta Franco de Carvalho (Curitiba, Paraná, 1931 - idem, 2006). Pintora, desenhista e gravadora. Estuda pintura com Guido Viaro (1897 - 1971), em 1948. Dois anos depois, faz curso de gravura com Poty Lazzarotto (1924 - 1998). Em 1949, funda o Estúdio Garaginha, em Curitiba, que se transforma num importante centro irradiador do modernismo...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Maria Violeta Franco de Carvalho (Curitiba, Paraná, 1931 - idem, 2006). Pintora, desenhista e gravadora. Estuda pintura com Guido Viaro (1897 - 1971), em 1948. Dois anos depois, faz curso de gravura com Poty Lazzarotto (1924 - 1998). Em 1949, funda o Estúdio Garaginha, em Curitiba, que se transforma num importante centro irradiador do modernismo artístico no Paraná. Ainda nesta cidade, é fundadora, juntamente com Fernando Velloso (1930), Alcy Xavier (1933), Nilo Previdi (1913 - 1982) e Loio-Pérsio (1927 - 2004), do Clube de Gravura do Paraná, em 1953, que dirige desta data até 1956. Participa de três edições do Salão Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, recebendo Menção Honrosa em 1949, e o Prêmio de Gravura, em 1952. Muda-se para São Paulo em 1957 e, em 1958, faz o curso de História da Arte do Instituto de Arte e Decoração do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp). No ano de 1970, retorna a Curitiba, onde em 1976 torna-se diretora do Centro de Pesquisas e Informações do Museu Guido Viaro. Em 1979, dirige o Ateliê de Gravura do Centro de Criatividade de Curitiba. Exercendo intensa atividade cultural no Paraná, ainda coordena a documentação do Centro de Pesquisa da Casa da Gravura, Solar do Barão, em 1981. Em 1982 ministra curso de estampa em relevo em São Paulo e, dois anos depois, realiza uma exposição individual no Masp. Em 1986, é convidada a integrar o Conselho de Artes Gráficas do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP).

Exposições 40

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 8

Abrir módulo
  • 22 ARTISTAS do Paraná. Curitiba: Museu de Arte Contemporânea do Paraná, 1976.
  • ARTE paranaense: movimento de renovação. Curadoria Fernando Bini, Domício Pedroso. Curitiba: Caixa Cultural, 1998.
  • ARTISTAS de Curitiba. Apresentação Eduardo Rocha Virmond. Curitiba: Funarte, 1978. 14 p., il. p&b.
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Organização André Seffrin. 2. ed. rev. e ampl. Curitiba: Ed. UFPR, 1997.
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • FRANCO, Violeta. Violeta Franco. São Paulo : Masp, 1984.
  • O AUTO retrato da pintura paranaense. Apresentação de René Ariel Dotti. Introdução de Ennio Marques Ferreira. Curitiba: Museu de Arte do Paraná, 1989.
  • TRADIÇÃO / contradição. Curadoria Maria José Justino. Curitiba: MAC/Paraná, 1986.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: