Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Alex Cerveny

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 26.09.2018
05.11.1963 Brasil / São Paulo / São Paulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

OBQ. São Sebastião, 1994
Alex Cerveny
Técnica mista sobre papel
38,00 cm x 55,50 cm

Alexandro Júlio de Oliveira Cerveny (São Paulo, São Paulo, 1963). Desenhista, gravador, escultor, ilustrador, pintor. Estuda desenho e pintura com Valdir Sarubbi (1939-2000) e gravura em metal com Selma Daffré (1951). No início da década de 1980, leciona gravura em metal no Paço das Artes, no Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP e nas Ofi...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Alexandro Júlio de Oliveira Cerveny (São Paulo, São Paulo, 1963). Desenhista, gravador, escultor, ilustrador, pintor. Estuda desenho e pintura com Valdir Sarubbi (1939-2000) e gravura em metal com Selma Daffré (1951). No início da década de 1980, leciona gravura em metal no Paço das Artes, no Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP e nas Oficinas Culturais Oswald de Andrade, em São Paulo. A partir desse período produz desenhos e aquarelas de caráter predominantemente narrativo e que também apresentam referências autobiográficas, relacionadas a sua experiência anterior como artista circense. Trabalha como ilustrador em diversos livros, como Vejam Como Eu Sei Escrever, de José Paulo Paes (1926-1998) (Ática, 2001), e Pindorama, de Sandra Peres e Luiz Tatit (1951) (Cosac & Naify; Palavra Cantada, 2003), e também para o jornal Folha de S. Paulo. Participa do ateliê Barro Blanco, onde produz trabalhos de cerâmica. Em 2002, atua no Projeto Periferia São Paulo como professor de escultura de bronze. Atua ainda em um projeto educacional da Fundação Vale do Rio Doce, ministra oficinas de cultura para professores em cidades do interior das regiões Norte e Nordeste. Sua produção como ilustrador é apresentada na mostra Desenhos de Ilustrações, realizada em 2005, na Estação Pinacoteca, em São Paulo.

Análise

Alex Cerveny, desde os anos 1980, produz desenhos em que apresenta uma narrativa intimista. Inspira-se em imagens do cotidiano e em personagens extraídos da literatura e também do universo da cultura de massa. Sua obra é repleta de referências pessoais, como a sua vivência de artista circense, presente nas inúmeras figuras retorcidas e elásticas constantes em seus desenhos.

Como nota o crítico Marcelo Araújo, as imagens ingênuas provenientes de histórias em quadrinhos, misturadas a figuras de santos e anjos, encontram-se sempre em tensão com as sofisticadas texturas da aquarela e os elaborados elementos arquitetônicos que estruturam as composições.

Realiza ainda gravuras nas quais alude a um universo fantástico, em que se misturam personagens bíblicos ou mitológicos, crustáceos, torres e espaços circenses. Nelas predominam as inscrições e grafismos, associados ao trabalho cuidadoso com o claro-escuro, como na água-forte Mércúrio (1986). Entre suas obras mais recentes, encontram-se ainda esculturas de pequenas dimensões, trazendo para o tridimensional as figuras que até então povoavam sua produção gráfica.

Obras 3

Abrir módulo
Reprodução fotográfica Sérgio Guerini/Itaú Cultural

A Raposa e as Uvas

Pintura sobre azulejo

Exposições 221

Abrir módulo

Feiras de arte 1

Abrir módulo

Mídias (1)

Abrir módulo
Alex Cerveny - Enciclopédia Itaú Cultural
Alex Cerveny gosta de se colocar mais como cronista do que como artista: “Invento histórias e coleto ideias de situações da vida cotidiana para contá-las”, explica ele. Isso se revela em seu trabalho como ilustrador de jornais - ele criou desenhos para as colunas de Carlos Heitor Cony, Joyce Pascowitch e Barbara Gancia no jornal “Folha de S.Paulo” -, função na qual ele tem de lidar com a urgência do “fechamento” das edições - ou de livros, suporte cujo processo é mais demorado e, segundo ele, há grande expectativa, seja do editor, do projeto pedagógico ou do escritor. “A ilustração é um departamento da arte combinado com um jeito de se relacionar com os outros e o mundo”, acredita. Cerveny transita ainda pela pintura e o desenho, tornando-os atividades complementares. “Quando a pintura está em processo e não consigo terminá-la, vou para o desenho para tentar encontrar um caminho para resolver essa pintura”, descreve.

Produção: Documenta Vídeo Brasil
Captação, edição e legendagem: Sacisamba
Intérprete: Erika Mota (terceirizada)
Locução: Júlio de Paula (terceirizado)

Fontes de pesquisa 16

Abrir módulo
  • ARAÚJO, Olívio Tavares. Alex Cerveny. Galeria Revista de Arte, São Paulo, n. 5, pp.43-44, 1987. Não catalogado
  • ARTE e artistas plásticos no Brasil 2000. São Paulo: Meta, 2000.
  • ARTE e artistas plásticos no Brasil 2000. São Paulo: Meta, 2000. 700.981 A786
  • ARTE gravura hoje. São Paulo: Paço das Artes, 1990. [20 p.], 5 il. p.b. color. SPpa 1990/a
  • BIENAL BRASIL SÉCULO XX, 1994, São Paulo, SP. Bienal Brasil Século XX: catálogo. Curadoria Nelson Aguilar, José Roberto Teixeira Leite, Annateresa Fabris, Tadeu Chiarelli, Maria Alice Milliet, Walter Zanini, Cacilda Teixeira da Costa, Agnaldo Farias. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 1994.
  • BIENAL BRASIL SÉCULO XX, 1994, São Paulo, SP. Bienal Brasil Século XX: catálogo. Curadoria Nelson Aguilar, José Roberto Teixeira Leite, Annateresa Fabris, Tadeu Chiarelli, Maria Alice Milliet, Walter Zanini, Cacilda Teixeira da Costa, Agnaldo Farias. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 1994. 700 BI588sp Sec.XX
  • BRASIL Reflexão 97: a arte contemporânea da gravura. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1997. [98] p., il. PRfcc 1997/b
  • CERVENY, Alex. Alex CERVENY. Belo Horizonte: Celma Albuquerque Galeria de Arte, 2000. [4] p., il. color. C419a 2000
  • CERVENY, Alex. Alex Cerveny. Texto Luiz Henrique Horta. Belo Horizonte: Celma Albuquerque Galeria de Arte, 2000. [4] p., il. color.
  • CERVENY, Alex. Corpo e mente. São Paulo: Valu Oria Galeria de Arte, 1996. s.p., il., figs. C419 1996
  • CERVENY, Alex. Trabalhos recentes. São Paulo: Valu Oria Galeria de Arte, 1999. 16 p., il. color. C419t 1999
  • CERVENY, Alex. [Currículo]. Enviado pelo artista em: setembro de 2012.
  • CERVENY, Alex; RISMONDO, Margarete (Org.). Dessins. Paris: Espaçe Culturel D'Ambassade du Brèsil, 1993. 1 folha dobrada, il. color. C419 1993
  • CHIARELLI, Tadeu (org). Alegoria. São Paulo: MAM, [2002].
  • CHIARELLI, Tadeu (org). Alegoria. São Paulo: MAM, [2002]. 709.81034 A366
  • POÉTICA da resistência: aspectos da gravura brasileira. Curadoria Armando Mattos, Denise Mattar, Marcus de Lontra Costa. Rio de Janeiro: MAM, 1994. CAT-G RJmam 1994/p

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: