Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Hildegard Rosenthal

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 02.05.2017
25.03.1913 Suíça / a definir / Zurique
16.09.1990 Brasil / São Paulo / São Paulo

O Motorista de Táxi (São Paulo SP), 1940
Hildegard Rosenthal
Matriz-negativo
Acervo Instituto Moreira Salles

Hildegard Baum Rosenthal (Zurique, Suíça 1913 - São Paulo, São Paulo, 1990). Fotógrafa. Vive até a adolescência em Frankfurt, Alemanha, onde estuda pedagogia, de 1929 a 1933. Mora em Paris entre 1934 e 1935. De volta a Frankfurt, estuda fotografia com Paul Wolff (1887-1951) - um especialista em câmeras de pequeno formato - e técnicas de laborató...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Hildegard Baum Rosenthal (Zurique, Suíça 1913 - São Paulo, São Paulo, 1990). Fotógrafa. Vive até a adolescência em Frankfurt, Alemanha, onde estuda pedagogia, de 1929 a 1933. Mora em Paris entre 1934 e 1935. De volta a Frankfurt, estuda fotografia com Paul Wolff (1887-1951) - um especialista em câmeras de pequeno formato - e técnicas de laboratório no Instituto Gaedel. Em consequência do regime nazista transfere-se para São Paulo, em 1937. Nesse ano, começa a trabalhar como orientadora de laboratório na empresa de materiais e serviços fotográficos Kosmos. Poucos meses depois, é contratada como fotojornalista pela agência Press Information, e realiza reportagens para periódicos nacionais e internacionais. Nesse período, documenta São Paulo, Rio de Janeiro, o interior paulista e cidades do sul do Brasil, além de retratar diversas personalidades da cena cultural paulistana, como o pintor Lasar Segall (1891 - 1957) e o escritor Guilherme de Almeida (1890 - 1969). Interrompe sua atividade profissional em 1948 com o nascimento da primeira filha. Em 1959, após o falecimento do marido, assume a direção da empresa da família. Suas fotos permanecem pouco conhecidas até 1974, quando o historiador da arte Walter Zanini realiza uma retrospectiva de sua obra no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP. No ano seguinte, o Museu da Imagem e do Som de São Paulo - MIS/SP é inaugurado com a mostra Memória Paulistana, de Hildegard Rosenthal. Em 1996, o Instituto Moreira Salles adquire mais de 3 mil negativos de sua autoria.

Análise

Suas fotos de São Paulo documentam o cotidiano da vida urbana: o fluxo de pessoas nas ruas, o transporte público, a arquitetura, vendedores ambulantes e cidadãos comuns em situações prosaicas. Nas cenas de rua, os flagrantes são sutis: captam o olhar de alguém que percebe estar sendo fotografado ou simplesmente congelam passos. Além de registrar desconhecidos, a fotógrafa trabalha com modelos simulando circunstâncias do dia-a-dia. Em suas fotos, a jovem que lê o jornal é a mesma que, em outra cena, compra flores. Suas imagens têm poucos espaços vazios. O negativo é quase todo preenchido com conteúdos apresentados de maneira equilibrada e clara. Valoriza os meios-tons e os detalhes à sombra, o que demonstra sua intenção de registrar o máximo de informações.

Obras 41

Abrir módulo

Exposições 23

Abrir módulo

Feiras de arte 4

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 7

Abrir módulo
  • CARBONCINI, Anna (Coord.). Coleção Pirelli/ MASP de Fotografias: v. 7. São Paulo: MASP, 1997.
  • GUARIGLIA, Ana Maria. Mostra resgata Hildegard Rosenthal. Folha de S. Paulo, São Paulo, 10 nov. 1993. Ilustrada, p. 7.
  • MORAES, Angélica. O olhar imprescindível. IrisFoto, São Paulo, ano 46, n. 461, p. 21-22, mar. 1993.
  • RETRATOS do imaginário de São Paulo. Projeto Rosana Delellis; pesquisa e texto Ricardo Mendes; direção de arte Artur Lescher; produção gráfica Horacio Sei; produção Ana Antoniazzi, Márcia Porto. São Paulo: FormArte, 2001. 124 p., il. p&b color.
  • ROSENTHAL, Hildegard. Cenas urbanas. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 1999.
  • ROSENTHAL, Hildegard. Hildegard Rosenthal: fotografias. Apres. Walter Zanini. São Paulo: MAC/USP, 1974.
  • SÃO Paulo: 450 anos. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 2004. (Cadernos de fotografia brasileira, 2).

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: