Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.

Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Nelson Coletti

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 22.10.2022
1935 Brasil / São Paulo / Monte Aprazível
Nelson Coletti (Monte Aprazível, São Paulo, 1935). Pintor, cartunista, chargista e ilustrador. Artista autodidata, desenvolve técnicas de desenho, usando lápis e nanquim sobre papel. Na década de 1950, muda-se para São Paulo e integra o departamento de desenho da Folha de S.Paulo. No jornal, Coletti trabalha com o desenhista Ítalo Cencini (1925-...

Texto

Abrir módulo

Nelson Coletti (Monte Aprazível, São Paulo, 1935). Pintor, cartunista, chargista e ilustrador. Artista autodidata, desenvolve técnicas de desenho, usando lápis e nanquim sobre papel. Na década de 1950, muda-se para São Paulo e integra o departamento de desenho da Folha de S.Paulo. No jornal, Coletti trabalha com o desenhista Ítalo Cencini (1925-2011). 

Faz ilustrações para a editora Ibrasa, compondo as capas dos livros A Vida Não se Importa (1960), da italiana Natalia Ginzburg (1916-1991), e Alvorada Vermelha (1960), do alemão Hans Hellmut Kirst (1914-1989). Em 1970, volta-se para a pintura, criando obras em aquarela e óleo sobre tela. Cinco anos mais tarde, participa de coletiva realizada no Paço das Artes, em São Paulo. A primeira exposição individual, Óleo e Aquarelas, acontece em 1985, na Galeria Seta, na capital paulista.

No exterior, Coletti participa de mostras coletivas no Centro Cultural San Martin de Havana (1982), Cuba, e na Menezes Gallery (1998), na Flórida, Estados Unidos. O trabalho de Nelson Coletti é tema da dissertação de mestrado A Charge na Imprensa: o Jornal Folha de São Paulo e o Humor Político (1964-1965), de André Gustavo Ubinski, em 2014. No mesmo ano, os desenhos de Coletti participam do livro A História do Futebol no Brasil Através do Cartum. A obra reúne caricaturas de mais de 100 artistas, entre eles, Angeli (1956) e Jaguar (1932)

Exposições 26

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 8

Abrir módulo
  • COLETTI, Nelson. Pinturas. São Paulo: Galeria Sesc Paulista, 1993. Exposição realizada no período de 06 dez. 1993 a 05 jan. 1994.
  • COLETTI, Nelson. [Currículo]. Enviado pelo artista em: 27 abr. 2016.
  • COLETTI, Nelson. Óleos e Aquarelas. Ribeirão Preto: Sesc, 1995. Exposição realizada no período de 22 abr. a 08 maio 1995.
  • COLETTI, Nelson. Óleos e Aquarelas. São Paulo: Galeria Seta, 1985. Exposição realizada no período de 10 a 20 dez. 1985.
  • LOUZADA, Maria Alice do Amaral. Artes plásticas Brasil 1995: seu mercado, seus leilões. São Paulo: Júlio Louzada, 1995. v. 7.
  • MASSARANI, Emanuel von Lauenstein. Museu de Arte – Nelson Coletti. Assembléia Legislativa de São Paulo. São Paulo, 24 ago 2012. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/noticia/?id=330159. Acesso em: 10 nov. 2017.
  • UBINSKI, André Gustavo. A charge na imprensa: o jornal Folha de São Paulo e o humor político (1964-1965). 120 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2014.
  • UNIVERSIDADE do Futebol. A História do futebol no Brasil através do cartum. Universidade do Futebol: transformação pelo conhecimento. Jundiaí, 8 ago. 2007. Disponível em: https://universidadedofutebol.com.br/a-historia-do-futebol-no-brasil-atraves-do-cartum/. Acesso em: 10 nov. 2017.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: