Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Teatro

Mariangela Alves de Lima

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
1947 Brasil / São Paulo / São Paulo
Mariângela Alves de Lima Vallim (São Paulo SP 1947). Crítica, ensaísta e pesquisadora. Observadora minuciosa da vida teatral paulistana desde os anos 1970, Mariângela marca presença na atividade crítica por meio da profundidade com que analisa espetáculos, balanços de ano ou de lançamentos de realizações.

Texto

Abrir módulo

Biografia
Mariângela Alves de Lima Vallim (São Paulo SP 1947). Crítica, ensaísta e pesquisadora. Observadora minuciosa da vida teatral paulistana desde os anos 1970, Mariângela marca presença na atividade crítica por meio da profundidade com que analisa espetáculos, balanços de ano ou de lançamentos de realizações.

Após freqüentar o curso de teoria da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP, inicia-se na crítica jornalística, no jornal O Estado de S. Paulo, em 1971, onde permanece como crítica especializada.

Entre 1973 e 1977, ministra aulas de história do teatro na escola da Fundação das Artes de São Caetano do Sul. Integra a equipe de pesquisa em Artes Cênicas do Idart, hoje fundido ao Centro Cultural São Paulo - CCSP, desenvolvendo profícua carreira como investigadora entre 1978 e 1987.

Ao menos dois títulos de grande repercussão nascem nesse período: Teatro Operário na Cidade de São Paulo, escrito em companhia de Maria Thereza Vargas. Trata-se de uma dedicada pesquisa sobre o teatro desenvolvido pelos anarquistas no início do século XX. O material recolhido dá origem, alguns anos depois, à criação dos espetáculos Em Defesa do Companheiro Gigi Damiani, pelas mãos de Jandira Martini e Eliana Rocha, e Bella Ciao, de Luís Alberto de Abreu, encenado pelo grupo Arteviva de Teatro, em 1982,  embora as pesquisadoras não participem dessas iniciativas. Em 1985, surge o livro Imagens do Teatro Paulista, reunião de fotos de marcantes realizações na cidade de 1900 a 1985. É um panorama que resgata do esquecimento imagens que retratam a estética e modo de produção de cada período.

Na área ensaística, Mariangela escreve em 1978, História das Idéias, relativas ao Teatro de Arena de São Paulo, para a revista Dionysos, que trata da documentação da companhia. Aborda as implicações de cada fase desse grupo teatral a demarcarem estágios decisivos para a renovação do teatro brasileiro. Com José Arrabal está em duas publicações: Anos 70 - Teatro, um panorama sobre os grupos teatrais nascidos nos anos 1970, escrito em 1980; e O Nacional e o Popular na Cultura Brasileira, ampla reflexão sobre o fenômeno cênico nacional, tomado pelo viés de seus vínculos com as características populares, em 1983. É uma das colaboradoras de dois panoramas sobre o teatro paulista, o primeiro sobre a década de 80, Tendências Atuais do Teatro Paulista, 1992; e, outro sobre a década seguinte, O Teatro Paulista, 1998.

Sobre sua colaboração ao teatro na atividade crítica, assim apresenta a ensaísta Ilka Marinho Zanotto: "Há três décadas Mariangela Alves de Lima registra caminhos e descaminhos da cena brasileira - e eventualmente estrangeira - com acuidade, competência  e isenção. Nos textos de estilo inconfundível, vai fundo na decodificação do espetáculo, captando com rara intuição o cerne da obra; não raro revela aos criadores a essência da própria criatura. Pauta-se por firme posição ideológica ante os desígnios do fazer teatral, fato que não amarra sua leitura sempre aberta e lúcida, atenta à beleza, à inovação e à pertinência da montagem. A erudição que, descortinando o passado, põe em perspectiva o presente, é marca qualitativa de uma crítica que alia o saber à sensibilidade".1

Notas
1. ZANOTTO, Ilka Marinho de Andrade. Depoimento sobre Mariângela Alves de Lima. São Paulo, maio 2002.

Espetáculos 1

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 3

Abrir módulo
  • ALBUQUERQUE, Johana. Mariângela Alves de Lima (ficha curricular) In: ___________. ENCICLOPÉDIA do Teatro Brasileiro Contemporâneo. material elaborado em projeto de pesquisa para a Fundação VITAE. São Paulo, 2000.
  • LIMA, Mariângela Alves de. Depoimento prestado ao redator Edelcio Mostaço. 04 mar. 2002.
  • RICARDO III. Campinas, 1975. [s.n.]. 1 programa do espetáculo realizado no Teatro Municipal José de Castro Mendes. Não catalogado

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: