Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Florian Raiss

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 06.04.2018
1955 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
26.03.2018 Brasil / São Paulo / São Paulo

Medéia, 1985
Florian Raiss
Argila policromada
60,00 cm x 75,00 cm

Florian Raiss (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1955 - São Paulo, São Paulo, 2018). Desenhista, pintor, escultor.  Estuda na Accademia di Belle Arti di Firenze [Academia de Belas Artes de Florença], Itália, entre 1973 e 1974. Neste mesmo ano, ingressa na Accademia di Belle Arti di Roma [Academia de Belas Artes de Roma], onde permanece até 1975. M...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Florian Raiss (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1955 - São Paulo, São Paulo, 2018). Desenhista, pintor, escultor.  Estuda na Accademia di Belle Arti di Firenze [Academia de Belas Artes de Florença], Itália, entre 1973 e 1974. Neste mesmo ano, ingressa na Accademia di Belle Arti di Roma [Academia de Belas Artes de Roma], onde permanece até 1975. Muda-se para o México, onde estuda desenho, entre 1975 e 1977, com Gilberto Aceves Navarro, na Academia de San Carlos da Universidad Nacional Autónoma de México (Unam) [Universidade Nacional Autônoma do México], na Cidade do México. Realiza diversas mostras individuais em São Paulo. Participa de exposições coletivas no Brasil e no exterior (Alemanha, Suécia, Venezuela, Holanda, Portugal e Estados Unidos), com destaque para as mostras MAM na OCA, Arte Brasileira do Acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP), em 2006 e Modernos, Pós-Modernos, 80/90, em 2007, no Instituto Tomie Ohtake, também em São Paulo.

Análise

A obra de Florian Raiss começa com o desenho, para em seguida ganhar o espaço: "O desenho me levou à escultura, que surgiu como uma necessidade, como uma vontade de materializar figuras que eu tinha em mente." Para seus trabalhos tridimensionais, Raiss lança mão de diversos materiais, como bronze, argila policromada e baixo esmalte. Tanto no desenho quanto na escultura, estão presentes os homens quadrúpedes, a temática erótica, a figuração inscrita numa certa atmosfera fantástica ou bizarra. A historiadora da arte Aracy Amaral (1930) aponta um realismo doce, de clima insinuantemente perverso, nos personagens monstruosos de Florian Raiss. O curador Emanoel Araújo (1940), por sua vez, enxerga nessas mesmas personagens animalescas sugestões do homem e dos seus desejos mais profundos e obscuros. Já o crítico Fernando Oliva identifica na obra de Raiss um dos assuntos por excelência da escultura barroca: o embate civilização versus natureza. E, ainda, a imposição da cultura versus a resistência do primitivo; a disputa entre a necessidade de contenção, de um lado, e o desejo animal e incontrolável, de outro. A produção de Raiss é marcada pela possibilidade do surgimento inesperado do fantástico, na qual é impossível isolar tanto o real do imaginário, quanto o passado do presente. Disso decorrem não somente os seres fantásticos, mas também a evocação da arte grega em desenhos e peças feitas com baixo esmalte.

 

Obras 6

Abrir módulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Quadrúpede

Barro estruturado
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título

Acrílica sobre papel

Exposições 41

Abrir módulo

Feiras de arte 2

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 9

Abrir módulo
  • ABRAMO, Radha. Demasiado humano: Florian Raiss expõe cabeças e quadrúpedes. IstoÉ Senhor, São Paulo, n. 1080, 30 maio 1980.
  • ARTE Xerox Brasil. Apresentação de Jorge da Cunha Lima; textos de Maria Cecília França Lourenço, Hudinilson Jr., Rosita Gouveia; curadoria de Hudinilson Jr. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1984.
  • CHIARELLI, Tadeu. Florian inaugura exposição. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 1994.
  • IMAGENS de segunda geração. São Paulo: MAC/USP, 1987. 23 p., il. p.b.
  • Morre, aos 63 anos, o artista plástico Florian Raiss. Casa Cláudia. São Paulo, 2018. Disponível em: <https://casaclaudia.abril.com.br/profissionais/morre-aos-63-anos-o-artista-plastico-florian-raiss/>. Acesso em: 06 abril 2018.
  • RAISS, Florian. Florian Raiss. Fotografia Angela Di Sessa; projeto gráfico Raul oureiro; depoimento Florian Raiss. São Paulo: Galeria Francine, 2000. folha dobrada, il. p&b color.
  • RAISS, Florian. Florian Raiss. São Paulo: Mônica Filgueiras Galeria de Arte, 2003. 1 folha dobrada., il. p&b.
  • RAISS, Florian. Florian Raiss: esculturas. São Paulo: Subdistrito Comercial de Arte, 1990. folha dobrada, il. color.
  • STAATLICHE KUNSTHALLE (BERLIN). Werkstatt Berlin - São Paulo 1988. Tradução Sarita Brandt. Berlin, 1988. 94p. il., p.b. color.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: