Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.

Enciclopédia Itaú Cultural
Teatro

Teatro Duse

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 21.03.2022
02.08.1952 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
Criado por Paschoal Carlos Magno (1906-1980), o Teatro Duse abriga o Teatro do Estudante (TE)1 e é um dos espaços teatrais que lideram, junto ao seu grupo, o movimento em favor da formação de profissionais dando espaço para o trabalho e atuação de estudantes das artes cênicas.

Texto

Abrir módulo

Criado por Paschoal Carlos Magno (1906-1980), o Teatro Duse abriga o Teatro do Estudante (TE)1 e é um dos espaços teatrais que lideram, junto ao seu grupo, o movimento em favor da formação de profissionais dando espaço para o trabalho e atuação de estudantes das artes cênicas.

Quando Paschoal Carlos Magno transforma o andar térreo de sua residência em um teatro. O TE e o Teatro Duse iniciam um movimento que vincula o aprendizado do teatro à escola e, por meio da atuação de amadores, renova o teatro brasileiro nas décadas de 1940 e 1950, cultivando a idéia do estudo e da técnica em substituição ao improviso e ao talento nato.

Durante seus quatro anos de existência, o Teatro Duse é palco de 21 espetáculos de autores brasileiros inéditos, entre eles Frankel, de Antônio Callado (1917-1997); Lampião, de Rachel de Queiroz (1910-2003) e João Sem Terra, de Hermilo Borba Filho (1917-1976). Além de abrigar montagens, o Teatro Duse se dedica ao ensino da profissão que, em cursos de um ano de duração, inclui o estudo da prosódia, da história do teatro, da caracterização, da mímica e do texto. Esther Leão (1892-1971) é a professora encarregada de ensinar aos alunos a arte de interpretar. Entre os demais professores, figuram artistas como Bibi Ferreira (1922-2019), Nina Ranewsky e Adacto Filho (?-1963).  

O Teatro Duse abre-se a outros grupos amadores, que se apresentam em sua sala de espetáculos. Faz também produções conjuntas, em que reúne profissionais convidados e alunos do TE. Nestas ocasiões dão preferência a autores estrangeiros e a textos ainda inéditos no Brasil, como Espectros, de Henrik Ibsen, e peças em um ato, de Anton Tchekhov (1860-1904).

Em 1956, o Teatro Duse encerra suas atividades. Em abril de 1958, com o patrocínio da Sociedade Brasileira de Arte, reabre, com direção de Paschoal e com Luís de Lima (1925-2002) como professor e diretor de espetáculos. Após quatro meses é fechado novamente, tendo produzido um espetáculo, apresentado no Primeiro Festival Nacional de Teatro de Estudantes, em Recife.

O Teatro Duse  configura-se como um importante espaço para o teatro nacional ao abrigar, além de espetáculos de textos clássicos nacionais e estrangeiros, iniciativas de formação proporcionando ensino a jovens estudantes de artes cênicas, bem como o encontro com importantes nomes da arte no Brasil.

Nota

1. Paschoal Carlos Magno, antes de criar o Teatro do Estudante (TE), em 1952, participa da criação do Teatro dos Estudantes do Brasil (TEB), vinculado à Casa dos Estudantes do Brasil (CEB). A criação do Teatro Duse acontece concomitantemente ao afastamento de Paschoal Magno do TEB e sua transição entre os grupos acontece após uma turnê do TEB pelo norte e nordeste, em 1951.

 

Espetáculos 18

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 3

Abrir módulo
  • MAGALDI, Sábato. Depois do espetáculo. São Paulo: Perspectiva, 2003.
  • MOLINA, Diego. Teatro Duse: o primeiro teatro-laboratório do Brasil. Rio de Janeiro: Funarte, 2015. Disponível em: https://www.funarte.gov.br/wp-content/uploads/2020/02/Teatro-Duse_Web.pdf. Acesso em: 24 fev. 2022.
  • Teatro do Estudante do Brasil, Teatro Universitário e Teatro Duse. Dionysos, Rio de Janeiro, n. 23, set. 1978. Edição especial.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: