Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.

Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Galeria Arte Global

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 28.12.2018
1973 Brasil / São Paulo / São Paulo
1983 Brasil / São Paulo / São Paulo
A Galeria Arte Global é criada em 1973 e instalada na alameda Santos, 1893, em São Paulo. De propriedade da Rede Globo de Televisão, tem como finalidade promover a arte contemporânea brasileira, divulgando artistas consagrados e jovens talentos. Utilizando-se de seu alcance nacional, a Rede Globo, informa sobre as exposições em horário nobre - a...

Texto

Abrir módulo

Histórico

A Galeria Arte Global é criada em 1973 e instalada na alameda Santos, 1893, em São Paulo. De propriedade da Rede Globo de Televisão, tem como finalidade promover a arte contemporânea brasileira, divulgando artistas consagrados e jovens talentos. Utilizando-se de seu alcance nacional, a Rede Globo, informa sobre as exposições em horário nobre - antes da novela das oito -, com isso busca despertar o interesse do público e da crítica.

Segundo seu diretor, Franco Terranova, o Salão Global de Inverno, em Belo Horizonte, é a fonte de inspiração para realizações semelhantes em Brasília e no Recife, culminando com a criação da Galeria Arte Global de caráter permanente em São Paulo.

Desde sua criação, Raquel Arnaud (1935) torna-se sua diretora executiva, trabalhando ali até 1980, quando abre o Gabinete de Arte Raquel Arnaud. Durante sua gestão, a marchande - que na época também administra com Mônica Filgueiras o Gabinete de Artes Gráficas -, organiza mais de 100 exposições. Os catálogos das mostras são desenhados por Fernando Lemos (1926) com comentários de importantes críticos de arte: Clarival do Prado Valadares (1918-1983), Walmir Ayala (1933-1991), Aracy Amaral (1930), Frederico Morais (1936), Walter Zanini (1925-2013), e outros. A cada exposição realizada a galeria promove uma edição ou múltiplo de trabalho do artista, tornando-o mais acessível a um público de menor poder aquisitivo.

Entre as exposições promovidas podem ser citadas: em 1974, as individuais de Anna Maria Maiolino (1942), Piza (1928) e Hércules Barsotti (1914-2010); em 1975, de Tuneu (1948), Mira Schendel (1919-1988), Fernando Lemos e Sérgio de Camargo (1930-1990); em 1976, de Antonio Manuel (1947) e Anna Bella Geiger (1933); em 1977, de Lasar Segall (1891-1957) - retrospectiva itinerante; em 1978, de Lothar Charoux (1912-1987), Carlos Vergara (1941) e Antonio Dias (1944); e a coletiva Três Gerações de Artistas Nipo-Brasileiros, em 1978.

A Galeria Arte Global fecha suas portas em 1983, e suas obras são transferidas para o acervo da Fundação Roberto Marinho, criada em 1977.

Exposições 55

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 3

Abrir módulo
  • 3 gerações de artistas nipo-brasileiros. São Paulo: Galeria Arte Global, 1978. 24 p., il. p&b.
  • ARNAUD, Raquel. Raquel Arnaud e o olhar contemporâneo. Tradução Andrew McDonnell. São Paulo: Cosac & Naify, 2005. 192 p., il. p&b color.
  • MAGALHÃES, Roberto. Roberto Magalhães. São Paulo: Galeria Arte Global, 1983. 8 folhas soltas, il. p&b.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: