Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Grupo SCIArts

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 04.02.2015
1995 Brasil / São Paulo / São Paulo
Reprodução fotográfica Sérgio Guerini/Itaú Cultural

Atrator Poético, 2005
Fernando Fogliano, Rosangela Leote, Milton Sogabe, Edson Zampronha, Renato Hildebrand

O Grupo SCIArts surge em 1995, em São Paulo, a partir do desenvolvimento da primeira instalação multimídia interativa concebida pelo artista visual Milton Sogabe (1953) e pelo engenheiro e físico Fernando Fogliano (1956). O nome do grupo origina-se do acrônimo de Sistema de Controle de Informações de Arte, dispositivo eletrônico projetado para c...

Texto

Abrir módulo

Histórico
O Grupo SCIArts surge em 1995, em São Paulo, a partir do desenvolvimento da primeira instalação multimídia interativa concebida pelo artista visual Milton Sogabe (1953) e pelo engenheiro e físico Fernando Fogliano (1956). O nome do grupo origina-se do acrônimo de Sistema de Controle de Informações de Arte, dispositivo eletrônico projetado para controlar os sensores dessa instalação pioneira, que é apresentada em 1996 no Paço das Artes, em São Paulo, com o título Por um Fio. No mesmo ano, o SCIArts tem seu núcleo fixo aumentado pelo ingresso da artista e professora Rosangela Leote (1961) e do matemático Hermes Renato Hildebrand (1954), que também integram a equipe de Por um Fio; em 2006, a designer digital Julia Blumenschein (1982) ingressa no grupo como membro permanente. O SCIArts também agrega membros flutuantes de acordo com as necessidades de cada projeto em desenvolvimento e baseia sua atuação no trabalho colaborativo e coautoral. Paralelamente às atividades do SCIArts, boa parte de seus integrantes possui atuação em docência e pesquisa, notadamente nas áreas de semiótica, artes e multimeios da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), da Faculdade Senac São Paulo e da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Com foco nas interseções entre arte, tecnologia e ciência, privilegiando a construção de espaços poéticos onde se estabelecem interações homem-obra, obra-obra, obra-ambiente e homem-homem, os projetos do grupo são marcados pela interdisciplinaridade e pelo emprego de dispositivos de automação e controle especialmente projetados para cada obra. Com forte influência da semiótica peirceana e da teoria das redes, “o SCIArts procura explorar [...] possibilidades tecnológicas [e] comunicacionais, tornando o computador um gerenciador de sinais e informações que controla vários equipamentos conectados ao sistema”.1 De fato, operando dentro dos processos sistêmicos de significação que regulam o funcionamento das representações, o trabalho do grupo procura questionar a existência de fronteiras entre os campos da arte, da tecnologia e da ciência, além da própria noção de autoria.

Por exemplo, em Meta Campo (2010), a velocidade e a direção do vento medidas na parte externa do edifício da exposição, no Itaú Cultural (IC), em São Paulo, determinam a atuação de ventiladores sobre um “campo de trigo” formado por hastes sintéticas. Em Robolation (2010), escultura interativa instalada no Sesc Itaquera, o público controla uma divertida estrutura robótica equipada com sensores de movimento e presença. Atrator Poético (2005), projeto emblemático do grupo, desenvolvido com o compositor carioca Edson Zampronha (1963), exibido no Itaú Cultural e vencedor do 6º Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia, utiliza uma estrutura plana preenchida com ferro fluido, para permitir um diálogo interativo entre música e imagens virtuais sob a mediação do público.

 

Nota
1 SOGABE, Milton. SCIArts – equipe interdisciplinar. In: BARROS, Anna; SANTAELLA, Lúcia (org.). Mídias e artes. O desafio da arte no século XXI. São Paulo: Unimarco, 2002. p. 97.

Obras 1

Abrir módulo

Exposições 5

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 5

Abrir módulo
  • DOMINGUES, Diana (Org.). A Arte no século XXI: a humanização das tecnologias. São Paulo: Fundação Editora da Umesp, 1997. (Prismas).
  • DOMINGUES, Diana (org.). Arte e vida no século XXI: tecnologia, ciência e criatividade. São Paulo: Unesp, 2003.
  • HERMES Renato Hildebrand. Site oficial do artista. São Paulo, 2013. Disponível em: http://www.hrenatoh.net/sciarts/index.html. Acesso em: 20 nov. 2013.
  • SOGABE, Milton. SCIArts – equipe interdisciplinar. In: BARROS, Anna; SANTAELLA, Lúcia (org.). Mídias e artes. O desafio da arte no século XXI. São Paulo: Unimarco, 2002.
  • TELLES NETO, Henrique. Interdisciplinariedade em arte, ciência e tecnologia: o grupo SCIArts. Dissertação (Mestrado em artes visuais). Universidade Federal de Santa Maria, 2012.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: