Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Teatro

Seis Personagens à Procura de um Autor

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 08.10.2020
28.02.1951 Brasil / São Paulo / São Paulo
Registro fotográfico Fredi Kleemann

Seis Personagens à Procura de Um Autor, 1951
Fredi Kleemann
Acervo Idart/Centro Cultural São Paulo

Emblemática montagem do  Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), conduzida pelo diretor Adolfo Celi (1922-1986), sucesso de crítica e público que consagra a companhia de Franco Zampari (1898-1966).

Texto

Abrir módulo

Emblemática montagem do  Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), conduzida pelo diretor Adolfo Celi (1922-1986), sucesso de crítica e público que consagra a companhia de Franco Zampari (1898-1966).

No percurso do Teatro Brasileiro de Comédia, Seis Personagens à Procura de um Autor é considerado seu primeiro grande sucesso. Um tarimbado Adolfo Celi dirige a produção, dando-se ao luxo de alterar levemente o final do texto de Luigi Pirandello (1867-1936).

Na peça, seis personagens, que integram uma família, surgem no palco de um teatro enquanto um grupo está ensaiando e pedem aos atores que representem seus dramas na tentativa de se libertarem das angústias que carregam. Nesta fusão entre aparência e realidade, verdade e ficção, Pirandello constrói uma obra metalinguística feita de inúmeras ressonâncias internas, possibilitando grandes atuações dos intérpretes.

Celi opta por uma distribuição das personagens muito próxima à hierarquia dos atores vigente no elenco estável da companhia: Paulo Autran (1922-2007) faz o Diretor; Célia Biar |(1918-1999) e Maurício Barroso (1925-2002) fazem a Primeira Atriz e o Primeiro Ator; Elizabeth Henreid (1928-2006), a Ingênua; Cleyde Yáconis (1923-2013), a Segunda Atriz; Waldemar Wey (1918-2001), o Centro Brilhante; Ruy Affonso (1920-2003), o Segundo Galã, e Eugênio Kusnet (1898-1975), o Centro Nobre. A família é composta por Rachel Moacyr, a Mãe; Sergio Cardoso (1925-1973), o Pai; Carlos Vergueiro, o Filho; Cacilda Becker (1921-1969), a Enteada; Marina Freire, como Madame Pace. Crianças e alunos da Escola de Arte Dramática (EAD), completam o elenco. Os contra-regras, camareiras e iluminadores igualmente entram em cena, em suas funções reais.

Essa formação contribui para imprimir veracidade, alta dose de identificação e comunicabilidade à realização. A cenografia está a cargo de Bassano Vaccarini (1914-2002) e o guarda-roupa é criado por Aldo Calvo (1906-1991).

Sobre a montagem, comenta o crítico Alberto Guzik (1944-2010): "Celi aproveita a oportunidade de levar às últimas conseqüências as relações entre ficção e realidade que emergem da peça. E é tão grande a certeza que sentem todos os envolvidos da qualidade da montagem que Zampari convida a crítica carioca para assistir à estréia, pagando passagem e estadia. O trabalho é um triunfo, sendo particularmente enaltecidas as interpretações de Sergio e Cacilda, embora se façam reparos à liberdade que Celi tomou com o texto, alterando o final, onde mostrava Cacilda às gargalhadas num balanço com o qual rompia uma tela de papel. O próprio diretor, consciente do inusitado de sua leitura, já advertia no programa que procurara dar 'ao drama um impulso latino, convulso e superexcitado, de modo que as Seis Personagens perdessem o 'tom irreal e romântico de muitas interpretações anteriores'." 1

Notas

1. GUZIK, Alberto. TBC: crônica de um sonho. São Paulo: Perspectiva, 1986. p. 53.

Ficha Técnica

Abrir módulo
Autoria
Luigi Pirandello

Tradução
Menotti Del Picchia

Direção
Adolfo Celi

Cenografia
Bassano Vaccarini

Figurino
Aldo Calvo

Elenco
A. C. Carvalho / O Ponto
Ana Maria Diehl / A Menina
Arquimedes Ribeiro / O Primeiro Maquinista
Cacilda Becker / A Enteada
Carlos Vergueiro / O Filho
Célia Biar / A Primeira Atriz
Cleyde Yáconis / A Segunda Atriz
Conrado João / O Eletricista
Domingos Diehl / O Menino
Elizabeth Henreid / A Ingênua
Ema Gschwendtner / A Menina
Eugênio Kusnet / O Centro Nobre
Fredi Kleemann / O Galã
Johan Hesseling / O Menino
José Renato / O Porteiro
Leonardo Villar / O Segundo Genérico
Maria Augusta / A Dama Central
Maria Lúcia / A Segunda Ingênua
Marina Freire / Madame Pace, A Evocada
Maurício Barroso / O Primeiro Ator
Nadir Gemelli / O Eletricista
Paulo Autran / O Diretor
Pedro Petersen / O Diretor de Cena
Rachel Moacyr / A Mãe
Ruy Affonso / O Segundo Galã
Sebastião Ribeiro / O Ajudante
Sergio Cardoso / O Pai
Waldemar Wey / O Centro Brilhante
Walter Ribeiro / O Segundo Maquinista
Wanda Primo / A Terceira Atriz
Xandó Baptista / O Primeiro Genérico
Zoraide Grego / A Camareira

Produção
Franco Zampari

Obras 2

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 5

Abrir módulo
  • GUZIK, Alberto. TBC: crônica de um sonho. São Paulo: Perspectiva, 1986.
  • GUZIK, Alberto; PEREIRA, Maria Lúcia (Org.). Teatro Brasileiro de Comédia. Dionysos, Rio de Janeiro, n. 25, set. 1980. Edição especial.
  • PRADO, Décio de Almeida. O teatro brasileiro moderno. 2.ed. São Paulo: Perspectiva, 1996. (Debates, 211).
  • PRADO, Luís André do. Cacilda Becker: Fúria Santa. São Paulo, Geração Editorial, 2002.
  • VARGAS, Maria Thereza; FERNANDES, Nanci (orgs.): Uma atriz: Cacilda Becker. São Paulo: Perspectiva, 1984.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: