Resultados encontrados buscando por “Cinema Marginal” em Obras

(208) artigos disponíveis
Apresentação do conteúdo em Grid Grid
Apresentação do conteúdo em Lista Lista
Limpar Filtros

Artigo sobre Cinema, Aspirinas e Urubus

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoCinema, Aspirinas e Urubus: 2005
Autores da obra:
Resumo do artigo Cinema, Aspirinas e Urubus:

Primeiro longa-metragem do pernambucano Marcelo Gomes (1963) , Cinema Aspirinas e Urubus faz parte da chamada geração árido movie , responsável pela renovação do cinema pernambucano nos anos 1990 e começo dos anos 2000. O longa é um road movie 1  inspirado nas memórias do tio-avô do diretor, Ranulpho Gomes, e retrata o encontro improvável entre dois personagens de origens distintas

Artigo sobre O Bandido da Luz Vermelha

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoO Bandido da Luz Vermelha: 1967
Autores da obra:
Resumo do artigo O Bandido da Luz Vermelha:

Análise O Bandido da Luz Vermelha , primeiro longa-metragem de Rogério Sganzerla (1946-2004) , produzido pela Distribuidora de Filmes Urânio, é uma versão paródica da história do marginal perseguido que termina morto pela polícia. Inspira-se em um caso verídico que se torna fenômeno de imprensa. Trata dos vários assaltos cometidos por João Acácio Pereira da Costa 1 , cuja prisão é feita

Artigo sobre A Margem

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoA Margem: 1967
Autores da obra:
Resumo do artigo A Margem:

A Margem (1967) , de Ozualdo Candeias, é realizado em um esquema de cooperativa, tendo por sócios iniciais Ozualdo Candeias e Michel Saddi, sociedade rompida durante as filmagens, sobrando nas mãos do cineasta paulista a tarefa de finalizar e lançar o filme. O orçamento é bastante limitado e os atores trabalham de graça, esperando pelo dinheiro que seria recebido com a exibição. Trata-se do

Artigo sobre O Profeta da Fome

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoO Profeta da Fome: 1969
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo O Profeta da Fome:

O Profeta da Fome é o segundo longa-metragem dirigido por Maurice Capovilla (1936) , é realizado com poucos recursos financeiros. Contemporâneo e em diálogo com o cinema marginal, o filme marca um deslocamento do diretor em relação às suas obras anteriores, Capovilla se distancia da preocupação manifesta com o cinema realista. Num circo pobre trabalham, entre outros, um mágico e sua

Artigo sobre Crioulo Doido

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoCrioulo Doido: 1973
Resumo do artigo Crioulo Doido:

Primeiro longa-metragem do cineasta Carlos Alberto Prates Correia (1941). Sua produção se viabiliza graças ao programa Fundo pró-Cinema, sistema de financiamento do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). O programa é criado nos finais da década de 1960, com a finalidade de ativar um polo cinematográfico para filmes de longa duração, fora do eixo Rio de Janeiro-São Paulo. Segundo

Artigo sobre Meteorango Kid - O Herói Intergalático

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoMeteorango Kid - O Herói Intergalático: 1969
Autores da obra:
Resumo do artigo Meteorango Kid - O Herói Intergalático:

Análise Meteorango Kid - O Herói Intergalático (1969) é o primeiro longa-metragem de André Luiz Oliveira . Suas filmagens são realizadas na Bahia, durante um mês. A produção, de poucos recursos e muita improvisação por parte de toda a equipe, recebe inicialmente o nome de O Mais Cruel dos Dias , já que toda ação ocorre num único dia, no aniversário de Lula, jovem que protagoniza a trama.

Artigo sobre O Capitão Bandeira contra o Dr. Moura Brasil

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoO Capitão Bandeira contra o Dr. Moura Brasil: 1971
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo O Capitão Bandeira contra o Dr. Moura Brasil:

O Capitão Bandeira contra o Dr. Moura Brasil (1971) é dirigido por Antônio Calmon (1945) , produzido pela Trópico Cinematográfica e distribuído pela Difilm. Trata-se do primeiro longa-metragem do cineasta, o mais experimental em uma obra caracterizada pela pluralidade de gêneros. Contextualiza-se num momento de embate entre a tentativa de diálogo com o público, feita por cineastas relacionados

Artigo sobre Bang Bang

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoBang Bang: 1971
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo Bang Bang:

Análise Bang Bang é dirigido por Andrea Tonacci (1944-2016) e produzido pela Total Filmes, em 1971, com recursos da Comissão Estadual de Cinema de São Paulo. Filmado em Belo Horizonte, este primeiro longa-metragem do diretor retoma com mais rigor traços anunciados no curta Olho por Olho , de 1966. Destacam-se a perambulação em longas viagens sem destino e a grande quantidade de cenas em

Artigo sobre Câncer

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoCâncer: 1968  |  Data de término da criação 1972
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo Câncer:

Filmado no Rio de Janeiro, em 1968, com poucos atores, película de 16mm e baixo orçamento,  Câncer  só é montado, por Glauber Rocha (1939-1981) , na Itália, em 1972, com o apoio da Radiotelevisione Italiana (RAI), uma empresa estatal de telecomunicação. O filme permanece inédito no Brasil até meados dos anos 1980, quando a Empresa Brasileira de Filmes S.A. (Embrafilme) obtém

Artigo sobre Triste Trópico

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoTriste Trópico: 1974
Autores da obra:
Resumo do artigo Triste Trópico:

Triste Trópico , dirigido por Arthur Omar (1948) , é o primeiro longa-metragem do cineasta, produzido pela Melopeia Cinematográfica. Dá continuidade a discussões já presentes no seu curta-metragem Congo (1972), tais como o questionamento das relações estabelecidas pelo documentário com a cultura brasileira e o contato entre cineastas e o povo. O filme não se enquadra em nenhuma das duas