Artigo da seção termos e conceitos Câmara de Estúdio

Câmara de Estúdio

Artigo da seção termos e conceitos
Artes visuais  

Definição
Câmaras de grande formato, empregando normalmente filmes de 4x5 polegadas ou de formato ainda maior, que possibilitam a visualização do tema e a focalização através de um vidro despolido situado exatamente no plano focal, o que torna a utilização destas câmaras lenta, difícil e trabalhosa, pois a imagem é vista de forma totalmente invertida, seja no sentido direita-esquerda, quanto de cabeça para baixo, sendo que o fotógrafo tem que trocar de chapa - normalmente acondicionada num chasis de apenas duas poses - a cada tomada de foto.

Muito empregadas na fotografia de publicidade ou de arquitetura, em virtude de permitirem um controle absoluto da produção da imagem, através da correção de toda e qualquer distorção, como aquelas produzidas, por exemplo, pela convergência das linhas verticais paralelas da fachada de um edifício, as câmaras de estúdio são muito prezadas pelos fotógrafos paisagistas de inspiração clássica, como o gaúcho Luiz Carlos Felizardo (1949), sendo adotadas ainda por outros autores preocupados em explorar os limites expressivos da fotografia, como os paulistas Antonio Saggese (1950) e Arnaldo Pappalardo (1954).

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • CÂMARA de Estúdio. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo77/camara-de-estudio>. Acesso em: 23 de Set. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7