Termos E Conceitos

Gravura

  • Análise
  • Definição 
    Gravura é o termo que designa, em geral, desenhos feitos em superfícies duras - como madeira, pedra e metal - com base em incisões, corrosões e talhos realizados com instrumentos e materiais especiais. Ao contrário do desenho, os procedimentos técnicos empregados na gravura permitem a reprodução da imagem. Nessa medida, uma gravura é considerada original quando resultado direto da matriz criada pelo artista, que com essa base imprime a imagem em exemplares iguais, numerados e assinados. Em função da técnica e do material empregados, a gravura recebe uma nomenclatura específica: litografia, gravura em metal, xilogravura, serigrafia etc.

    O Brasil conhece uma série de artistas, de distintas gerações, que têm seus nomes associados diretamente à gravura, como Oswaldo Goeldi (1895-1961), Lívio Abramo (1903-1992), Marcelo Grassmann (1925), Evandro Carlos Jardim (1935), Carlos Oswald (1882-1971), entre outros. Lasar Segall (1891-1957), responsável por uma obra ampla e variada, possui significativa produção no campo da gravura. Além disso, a gravura aparece como meio de expressão privilegiado em contextos precisos: no Clube de Gravura de Porto Alegre, dirigido por Carlos Scliar (1920-2001) - em que a técnica é exercitada a partir de temáticas sociais e políticas - e no Ateliê Coletivo, criado e dirigido pelo escultor Abelardo da Hora (1924), em Recife, que produz, sobretudo, xilogravuras, inspiradas diretamente na cultura popular nordestina.

Fontes de Pesquisa

CHALVERS, Ian. Dicionário Oxford de Arte. 2.ed. Tradução Marcelo Brandão Cipolla. São Paulo: Martins Fontes, 2001. 584 pp.

GOMBRICH, E.H. A história da arte. 15.ed. Tradução Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Guanabara, 543 p. il. p&b. color.

LA NUOVA Enciclopedia dell'arte Garzanti. Milano: Garzanti Editore, 1986, 1112 pp.