Artigo da seção termos e conceitos Placas Secas

Placas Secas

Artigo da seção termos e conceitos
Artes visuais  

Definição

Foram inventadas pelo inglês Richard Maddox (1816-1902) em 1871 tendo essa denominação para diferenciá-las dos negativo de colódio úmido precedentemente utilizados. As placas secas, empregando a gelatina de origem animal como elemento ligante eram de manuseio muito mais fácil, pois eram vendidas em embalagens industriais, pré-emulsionadas, que dispensavam qualquer manipulação prévia à tomada da foto por parte do fotógrafo, apresentando ainda a vantagem de serem mais sensíveis do que os negativos de colódio úmido. Estas características provocaram uma grande procura por estas placas a partir da década de 1880 e constituiram um dos fatores facilitadores da maior difusão da fotografia; da realização de registros fotográficos do movimento, com as fotografias então chamadas de instantâneos; sendo ainda um dos principais fatores propiciadores do surgimento da fotografia amadorística.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • PLACAS Secas. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo3891/placas-secas>. Acesso em: 20 de Nov. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7