Artigo da seção termos e conceitos Papel de Gelatina

Papel de Gelatina

Artigo da seção termos e conceitos
Artes visuais  

Definição

Os papéis de gelatina e prata, normalmente chamados apenas de papéis de gelatina, foram inventados por Peter Mawdsley em 1873 passando a ser produzidos industrialmente na década de 1880, sendo assim denominados porque empregavam a gelatina como camada adesiva transparente para fixar os sais de prata fotossensíveis sobre o papel. Esses papéis, que são basicamente iguais aos produzidos nos dias de hoje, foram, juntamente com as placas secas, um dos principais elementos propiciadores da difusão da fotografia em larga escala.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • PAPEL de Gelatina. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo3887/papel-de-gelatina>. Acesso em: 22 de Jan. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7