Artigo da seção pessoas Lucy Citti Ferreira

Lucy Citti Ferreira

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deLucy Citti Ferreira: 06-05-1911 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo) | Data de morte 17-11-2008 Local de morte: (França / Ile de France / Paris)
Imagem representativa do artigo

Pequeno Campo Florido , ca. 1970 , Lucy Citti Ferreira
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Biografia

Lucy Citti Ferreira (São Paulo, São Paulo, 1911 - Paris, França, 2008). Pintora, desenhista, gravadora, professora. Vive a infância e adolescência na Itália e na França com a família. Em 1930, inicia sua formação artística com o pintor francês Andre Chapuy (1885-1941), no Havre. De 1932 a 1934, freqüenta a École Nationale Supérieure des Beaux-Arts [Escola Nacional Superior de Belas Artes], em Paris, época em que expõe no Salão das Tulherias. Regressa ao Brasil em 1934 e no ano seguinte conhece o pintor Lasar Segall (1889-1957), de quem se torna aluna e modelo. Recebe menção honrosa no Salão Paulista de Belas Artes, em 1935, participa do 2º Salão de Maio e realiza sua primeira mostra individual, no Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), em São Paulo, e na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio de Janeiro, em 1938. Volta a morar em Paris em 1947, e se integra ao grupo de artistas da Galeria Jean Bouchet et Jack. Em 1954, faz exposição individual no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp). O Museu Lasar Segall promove a mostra Sombras e Luzes, em 1988, com trabalhos desenvolvidos pela artista após seu retorno à Europa.

Análise

Nascida em São Paulo, a pintora Lucy Citti Ferreira passa a infância entre Gênova e Paris, onde cursa a École Nationale Supérieure des Beaux-Arts [Escola Nacional Superior de Belas Artes]. Volta com a família ao Brasil em 1935, quando, por intermédio do escritor e crítico Mário de Andrade (1893-1945), entra em contato com o pintor Lasar Segall, de quem se torna aluna e também modelo para uma seqüência de retratos. Esse contato marca profundamente sua produção do período; sua obra aproxima-se daquela de Segall, tanto no aspecto formal como em relação à temática, o que faz com que ela seja muito criticada e encontre pouca receptividade no meio artístico em sua época. Como aponta o crítico Geraldo Ferraz (1905-1979), o observador atento percebe, de fato, muitas afinidades entre a obra de Lucy Citti Ferreira e a de Segall, mas também nota que a produção do artista apresenta uma requintada gradação no uso da cor, muito controlada, ao passo que a pintora explora mais a vibração obtida pelas diversas nuances, faz uso de tonalizações e busca outro tipo de atmosfera em suas obras.

Lucy Citti Ferreira viaja novamente para a Europa em 1947, onde fixa residência. De forma geral, sua produção das décadas de 1930 e 1940 permanece esquecida no Brasil e raramente aparece em catálogos de exposições. Como nota a historiadora da arte Vera D'Horta (1944), na França a pintora passa a produzir paisagens quase abstratas, nas quais revela um caráter introspectivo. Em 1988, realiza uma exposição em São Paulo, com obras produzidas desde a década de 1960 e reunidas em duas séries - Paisagens da Lembrança e Memória. Em algumas paisagens predominam formas sinuosas, como em Colina ao Cair da Noite (déc.1970). Já em obras da série Memória, as composições ganham verticalidade, e a artista explora a luminosidade e a transparência, evocando florestas ou ainda interiores de igrejas.

Outras informações de Lucy Citti Ferreira:

  • Outros nomes
    • cy de Souza Ferreira
    • Citti Ferreira
    • uci Citti Ferreira
    • Lucy Ferreira
  • Habilidades
    • gravador
    • desenhista
    • Pintora
  • Relações de Lucy Citti Ferreira com outros artigos da enciclopédia:

Obras de Lucy Citti Ferreira: (4) obras disponíveis:

Exposições (18)

Eventos relacionados (1)

Artigo sobre sp-arte 2010

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2010: 29-04-2010  |  Data de término | 02-05-2010
Resumo do artigo sp-arte 2010:

Fundação Bienal de São Paulo

Fontes de pesquisa (20)

  • AYALA, Walmir (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1980. v.4: Q a Z. (Dicionários especializados, 5).
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Organização André Seffrin. 2. ed. rev. e ampl. Curitiba: Ed. UFPR, 1997. xxxxxx
  • BRAGA, Theodoro. Artistas pintores no Brasil. São Paulo: São Paulo Editora, 1942.
  • CAVALCANTI, Carlos (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1974. v.2: D a L. (Dicionários especializados, 5). IC R703.0981 C376d v.2 pt. 1
  • D'ORTA, Vera. Lucy Citti Ferreira. Guia das Artes, São Paulo: Casa Editorial Paulista, v. 2. , n. 10, p. 81- 82, 1988.
  • FERREIRA, Lucy Citti. Exposição de Pintura de Lucy Citti Ferreira. São Paulo: MASP, 1954. 32 p., il. p & b.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988. xxxxxx
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • MORAIS, Frederico. Cronologia das artes plásticas no Rio de Janeiro: da Missão Artística Francesa à Geração 90 : 1816-1994. Rio de Janeiro: Topbooks, 1995.
  • MULHERES pintoras: a casa e o mundo. Apresentação Marcelo Mattos Araújo, Elio Sacco; texto Ruth Sprung Tarasantchi, Maria Lúcia Montes; curadoria Ruth Sprung Tarasantchi. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 2004. 100 p., il. p&b color.
  • OS SALÕES: da família artística paulista, de maio e do sindicato dos artistas plásticos de São Paulo. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1976. (Ciclo de Exposições de Pintura Brasileira Contemporânea).
  • PINACOTECA. Sombras e Luzes. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1988.
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969. xxxxxx
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969.
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987.
  • REIS JÚNIOR, José Maria dos. História da pintura no Brasil. Prefácio Oswaldo Teixeira. São Paulo: Leia, 1944.
  • RUBENS, Carlos. Pequena história das artes plásticas no Brasil. São Paulo: Editora Nacional, 1941. (Brasiliana. Série 5ª: biblioteca pedagógica brasileira, 198).
  • ZANINI, Walter (Coord.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles: Fundação Djalma Guimarães, 1983. v.2.
  • ______. Exposição Lucy Citti Ferreira. Texto de Geraldo Ferraz. São Paulo: Estab. Gráfico Edanee, 1945. 16 p., il. p & b.
  • ______. Sombras e luzes. Apresentação Maurício Segall; texto Mário Barata, Geraldo Ferraz. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1988. 20 p., il. p&b color.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • LUCY Citti Ferreira. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9514/lucy-citti-ferreira>. Acesso em: 10 de Dez. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7