Artigo da seção pessoas Galileo Emendabili

Galileo Emendabili

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deGalileo Emendabili: 08-05-1898 Local de nascimento: (Itália / Marche / Ancona) | Data de morte 14-01-1974 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)
Imagem representativa do artigo

Pietá , 1972 , Galileo Emendabili
Reprodução fotográfica Romulo Fialdini/Itaú Cultural

Biografia
Galileo Emendabili (Ancona, Itália 1898 - São Paulo SP 1974). Escultor. Matricula-se, em 1915, no curso especial de escultura da Academia Real de Belas Artes de Urbino, na Itália, e estuda com Domenico Jollo. Posteriormente, freqüenta o ateliê de Arturo Dazzi (1881 - 1966), em Roma, e tem contato com obras de Ivan Mestrovic (1883 - 1962), Arturo Martini (1889 - 1947) e Adolfo Wildt (1868 -1931). Em 1921, executa o monumento tumular do republicano Giuseppe Melon, em Ancona, Itália. Vem para o Brasil em 1923, fixa-se em São Paulo, onde trabalha como entalhador no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo - Laosp. Em 1925, ganha o 1º prêmio no Concurso Internacional para o Monumento a Pereira Barreto, inaugurado em 1928, na Praça Marechal Deodoro. No ano seguinte, vence o concurso para o Monumento a Ramos de Azevedo, inaugurado em 1934, e atualmente instalado na Cidade Universitária, e o concurso para o Monumento aos Heróis Constitucionalistas de 1932, conhecido como Obelisco, no Ibirapuera. Executa monumentos funerários para os cemitérios São Paulo, da Consolação e do Araçá. Inicia, na década de 1960, trabalhos em desenho, aquarela e cerâmica. Em 1982, é realizado o vídeo Ancona - San Paolo Solo Andata, pela Rádio e Televisão Italiana, sobre sua produção. É publicado, em 1997, o livro Monumento a Ramos de Azevedo: Do Concurso ao Exílio, organizado pela historiadora e crítica de arte Annateresa Fabris, juntamente à mostra sobre a história do monumento na Pinacoteca do Estado de São Paulo - Pesp.

Comentário Crítico
Galileo Emendabili tem uma ampla produção em São Paulo, cidade onde chega em 1923. Vence, em 1929, o concurso internacional para a realização do Monumento a Ramos de Azevedo, atualmente na Cidade Universitária. Nessa obra, de concepção clássica, apresenta a estátua do arquiteto, com tratamento realista, associando sua imagem a figuras alegóricas que simbolizam as ciências e as artes e, por fim, progresso, representado em um grande grupo no topo do monumento, composto por um cavalo alado e pelas figuras do Gênio e da Vitória. Em 1934, o escultor realiza uma de suas obras mais famosas, o Monumento aos Heróis Constitucionalistas de 1932, localizado no Parque do Ibirapuera. Com a forma plástica de um obelisco, conta com vários painéis em alto-relevo, de grande síntese formal e marcante expressividade, e ainda com mosaicos desenhados pelo próprio artista.

Emendabili realiza inúmeros monumentos fúnebres para cemitérios em São Paulo, como Ausência, 1944, Paternidade e Porta Místico-Profana, ambas de 1948. Para o historiador da arte Tadeu Chiarelli, nesses trabalhos o escultor apresenta um diálogo com o Novecento italiano, especialmente com a poética de Mario Sironi (1885 - 1961), na recuperação de valores estéticos do Renascimento italiano e na retomada da sua tradição decorativa e monumental.

Outras informações de Galileo Emendabili:

  • Outros nomes
    • Emendabili
  • Habilidades
    • escultor

Obras de Galileo Emendabili: (9) obras disponíveis:

Exposições (20)

Fontes de pesquisa (17)

  • CHIARELLI, Tadeu. Arte internacional brasileira. São Paulo: Lemos, 1999. 311 p., il. color.
  • ASSIS, Célia de (coord.). Monumentos urbanos: obras de arte na cidade de São Paulo. Texto Tadeu Chiarelli. São Paulo: Prêmio, 1998. 128 p., il. color.
  • BIENAL BRASIL SÉCULO XX, 1994, SÃO PAULO, SP. Bienal Brasil Século XX: catálogo. Curadoria Nelson Aguilar, José Roberto Teixeira Leite, Annateresa Fabris, Tadeu Chiarelli, Maria Alice Milliet, Walter Zanini, Cacilda Teixeira da Costa, Agnaldo Farias; texto José Roberto Teixeira Leite, Annateresa Fabris, Tadeu Chiarelli, Maria Alice Milliet, Walter Zanini, Agnaldo Farias. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 1994. 516 p., il. color.
  • CHIARELLI, Tadeu. O "novecento" e a arte brasileira. Revista de Italianística, São Paulo: FFLCH/USP, v. 3, n. 3, p. 109-134, jul. 1995.
  • CHIARELLI, Tadeu. Plano em repouso/plano em tensão: considerações sobre a teoria da forma de Adolf Von Hildebrand e a arte brasileira do século XX. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, n. 40, p. 181-206, 1996.
  • DEL PICCHIA, Menotti. Portas. A Gazeta, São Paulo, 19 out. 1948.
  • EMENDABILI, Galileo. Galileo Emendabili: 50 anos de arte: esculturas, arquitetura, desenhos. São Paulo: Paço das Artes, 1972.
  • EMENDABILI, Galileo. Galileo Emendabili: a vida esculpida.  São Paulo: Conjunto Cultural da Caixa, 2005.
  • EMENDABILI, Galileo. Galileo Emendabili: escultura e desenho. Texto Mário de Andrade, Olney Kruse. São Paulo: José Duarte de Aguiar e Ricardo Camargo, 1987.
  • EMENDABILI, Galileo. Uno scultore emigrante nell'ancona del primo novecento. [S.n.],1999. [137] p. 
  • ESCOBAR, Miriam. Esculturas no espaço público em São Paulo. São Paulo: Vega, 1998. 233 p., il. p.b. color.
  • FABRIS, Annateresa (Org.). Monumento a Ramos de Azevedo: do concurso ao exílio. Texto Annateresa Fabris, Tadeu Chiarelli, Silvana Brunelli Zimmermann. Campinas: Mercado de Letras, 1997. 144 p., il. p&b.
  • GALILEO Emendabili. Texto Maurício Loureiro Gama. São Paulo: Instituto Italiano di Cultura: MASP, 1987. 104p., il. p.b. color. 
  • GIOVANNETTI NETO, Bruno Pedro. Artistas italianos nas praças de São Paulo. São Paulo: Empresa das Artes, 1992. 111 p., fotos p.b.
  • LOURENÇO, Maria Cecília França (Org.). Obras escultóricas em espaços externos da USP. São Paulo: Edusp, 1997. p. 92-99.
  • TRIDIMENSIONALIDADE: arte brasileira do século XX. Texto Annateresa Fabris, Fernando Cocchiarale, Celso Favaretto, Tadeu Chiarelli, Frederico Morais. 2. ed. São Paulo: Itaú Cultural : Cosac & Naify, 1999. 264 p., il. color.
  • ZIMMERMANN, Silvana Brunelli. A obra escultórica de Galileo Emendabili: uma contribuição para o meio artístico paulistano. 2000. 216 p. , il. p.b. Dissertação (Mestrado em Artes) - Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicação e Artes da Universidade São Paulo - ECA/USP, 2000.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • GALILEO Emendabili. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9510/galileo-emendabili>. Acesso em: 25 de Abr. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7