Artigo da seção pessoas Jacques Douchez

Jacques Douchez

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deJacques Douchez: 26-08-1921 Local de nascimento: (França / Borgonha / Mâcon) | Data de morte 31-07-2012 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)
Imagem representativa do artigo

Aldebaran , 1983 , Jacques Douchez
Reprodução fotografica Claudio Pulhesi

Biografia
Jacques Douchez (Mâcon, França 1921 - São Paulo SP 2012). Tapeceiro e pintor. Chega ao Brasil, em São Paulo, em 1947. Integra o Atelier-Abstração, de Samson Flexor (1907-1971), a partir de 1951. Participa, com pinturas abstratas, da 2ª Bienal de São Paulo e da 1ª Mostra do Atelier-Abstração, no Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB/SP), ambas em 1953. A partir de 1957, produz tapeçarias e cria, com Norberto Nicola (1930-2007), o Ateliê Douchez-Nicola. Nas 7ª, 8ª e 9ª Bienais de São Paulo, mostra tapeçarias. De 1961 em diante, apresenta suas tapeçarias em exposições individuais e com seu colega de atelier. Aos poucos, suas peças saem do plano e tornam-se tridimensionais. Em 1974, expõe na 1ª Mostra Brasileira de Tapeçaria, em São Paulo. Durante os anos 1970 e 1980, mostra suas obras novamente na Bienal de São Paulo, na 3ª Bienal de Medellín, na 7ª Bienal de Tapeçaria de Lausanne e na 1ª Trienal de Tapeçaria de São Paulo, onde ganha o 1º prêmio, nas duas trienais subseqüentes e na Trienal de Lodz. Faz várias individuais. Em 1980, o Ateliê Douchez-Nicola encerra suas atividades. Douchez continua produzindo formas tecidas. Em 1989, a exposição Jacques Douchez - Esculturas Tecidas tem lugar na Galeria Múltipla de Arte, São Paulo. A partir do anos 1990, volta a pintar, sempre tendendo à abstração. Em 2003, apresenta duas grandes mostras: Plano e Relevo, na Pinacoteca do Estado de São Paulo (Pesp), e Esculturas Tecidas, no Espaço Cultural da BM&F Brasil, São Paulo.

Comentário Crítico
A carreira de Jacquez Douchez se inicia no Atelier-Abstração, sob a orientação de Samson Flexor (1907-1971). Suas pinturas estão entre a abstração geométrica e a lírica. É construtivo, mas não concreto. Não usa cores muito fortes, mas faz telas com cores variadas e outras com tons mais acinzentados. As formas são compostas por retas e arcos de círculos, mas a composição não é simétrica, não segue padrões ou regras matemáticas. É a primeira fase de sua obra, menos significante do que as tapeçarias, que começa a realizá-los a partir do final do anos 1950, com Norberto Nicola (1930-2007), impulsionado pelas inovações do tapeceiro Jean Lurçat, na França, e de Genaro de Carvalho (1926-1971), no Brasil. Suas primeiras tapeçarias são planas e abstratas. Seguem a mesma linha das pinturas.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Jacques Douchez:

  • Outros nomes
    • Jacques Douchez
    • Douchez
    • J. Douchez
  • Habilidades
    • pintor
    • tapeceiro

Obras de Jacques Douchez: (20) obras disponíveis:

Exposições (137)

Todas as exposições

Eventos relacionados (1)

Fontes de pesquisa (23)

  • FLEXOR. Flexor e o Abstracionismo no Brasil. Texto Jacques Douchez. São Paulo: MAC/USP, 1990. 12 p., il. color.

  • ANDRADE, Geraldo Edson de Andrade. Aspectos da Tapeçaria Brasileira. Apresentação Clarival do Prado Valladares. RJ: FUNRATE, 1978. 134 p., il. color.
  • ANDRADE, Geraldo Edson de. Aspectos da tapeçaria brasileira. Rio de Janeiro: Funarte, 1978. 746.7981 A553a
  • ARTISTAS da tapeçaria brasileira. São Paulo: Rio, 1987. 746.74 A791
  • ARTISTAS da Tapeçaria Brasileira. SP: Volkswagen do Brasil S.A., 1987. 217 p., il. color.
  • DOUCHEZ, Jacques. 20 anos de tapeçaria. Texto Jacob Klintowitz. Curitiba: MAC/Paraná, 1982. D728v 1982
  • DOUCHEZ, Jacques. 20 anos de tapeçaria. Texto Jacob Klintowitz. Curitiba: MAC/Paraná, 1982. 8 p., il. color.
  • DOUCHEZ, Jacques. A Escultura tecida de Douchez. Texto Lisetta Levi. Campinas: Centro de Convivência Cultural, 1984. D728 1984
  • DOUCHEZ, Jacques. A Escultura tecida de Douchez. Texto Lisetta Levi. Campinas: Centro de Convivência Cultural, 1984. 4 p.
  • DOUCHEZ, Jacques. Esculturas tecidas. Apresentação Antonio Carlos Miguel Abdalla. Santos: Fundação Pinacoteca Benedicto Calixto, 2003. D728e 2003
  • DOUCHEZ, Jacques. Esculturas Tecidas. Apresentação Antônio Carlos Miguel Abdalla. Santos: Fundação Pinacoteca Benedito Calixto, 2003. 8 p., il. color.
  • DOUCHEZ, Jacques. Esculturas tecidas. Apresentação Manoel Felix Cintra Neto; texto Antonio Carlos Miguel Abdalla, Alvaro Machado; fotografia Domício Machado. São Paulo: Espaço Cultural BM&FBOVESPA, 2003. D728es 2003
  • DOUCHEZ, Jacques. Esculturas Tecidas. Comentário Jacob Klintowitz. Jundiaí: Museu Histórico e Cultural de Jundiaí "Solar do Barão", 1987. Não catalogado
  • DOUCHEZ, Jacques. Esculturas Tecidas. Texto Antônio Carlos Miguel Abdalla e Alvaro Machado. São Paulo: Espaço Cultural BM&F, 2003. 26 p., il. color.
  • DOUCHEZ, Jacques. Esculturas Tecidas. Texto Olívio Tavares de Araújo. São Paulo: Múltipla de Arte, 1989. 8 p., il. color.
  • DOUCHEZ, Jacques. Esculturas tecidas. Texto Olívio Tavares de Araújo; fotografia Claudio Pulhesi. São Paulo: Múltipla de Arte, 1989. D728es 1989
  • DOUCHEZ, Jacques. Plano e relevo. Curadoria Antonio Carlos Miguel Abdalla. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 2003. D728p 2003
  • DOUCHEZ, Jacques. Plano e Relevo. Curadoria Antônio Carlos Miguel Abdalla; texto Olívio Tavares de Araújo. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 2003. 24 p., il. color.
  • DOUCHEZ, Jacques. Tapeçarias. Apresentação Dominique Edouard-Baechler; entrevista Miriam Paglia Costa. São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura, 1981. folha dobrada.
  • DOUCHEZ, Jacques. Tapeçarias. Apresentação Dominique-Edouard Baechler. São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura, 1981. D728t 1981
  • FLEXOR. Flexor e o abstracionismo no Brasil. Texto Gabriela Suzana Wilder. São Paulo: MAC/USP, 1990. F619 1990
  • Jacques Douchez morre aos 91 anos. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 09 ago. 2012. Caderno 2, D8. Não catalogado
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. Pesquisa Cacilda Teixeira da Costa, Marília Saboya de Albuquerque. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. 1106 p. 2v.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • JACQUES Douchez. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9508/jacques-douchez>. Acesso em: 19 de Jun. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7