Artigo da seção pessoas Fabio de Bittencourt

Fabio de Bittencourt

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deFabio de Bittencourt: 14-08-1964 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo)
Imagem representativa do artigo

Biquini Preto , 2000 , Fabio de Bittencourt
Reprodução fotográfica arquivo do artista

Biografia

Fábio de Bittencourt (São Paulo, São Paulo, 1964). Performer, desenhista, professor, pintor, gravador e escultor. Conclui licenciatura e bacharelado em artes plásticas pela Unicamp em 1990. Antes de iniciar o curso superior em arte, faz curso de desenho, pintura e teatro, na Biblioteca Viriato Corrêa, de 1972 a 1975, estuda desenho e modelagem, no Museu Lasar Segall, de 1980 a 1982, e desenho com Cássio Michelany (1949) e Inácio Justo, em 1983 e 1984. Em 1986, após se mudar para Campinas, freqüenta o Ateliê de Gravura em Metal do Museu Lasar Segall orientado por Arnaldo Battaglini (1953), seguindo seus estudos acadêmicos na Unicamp em paralelo. Em 1987 realiza a performance Capacíclopes contra a pintura retiniana. Nos anos 90 dedica-se intensamente aos estudos de novos meios nas artes plásticas, participando de cursos de história da arte com Agnaldo Farias (1955), Aracy Amaral (1930) e Tadeu Chiarelli (1956). No mesmo período participa do curso Imagem Eletrônica - Tempo e Espaço em Vídeo, com Kiko Goifman (1968), no MIS/Campinas, do curso sobre instalação com Mary Dritschel (1934), na Unicamp e do projeto Oficinas Interativas com artistas e críticos de arte como Agnaldo Farias (1955), Carlos Fajardo (1941), Iole de Freitas (1945), Nelson Leirner (1934) e Rodrigo Naves (1955). Ainda no anos 90, forma a dupla performática +0-0 com o artista Marco Serra, realizando a performance Ação-Urso, em 1991, e uma intervenção performática na exposição de Arte Erótica no MAC/ Campinas em 1993. Participa como performer no vídeo A hidra de lerna - os doze trabalhos de Hércules, em 1994. Neste ano faz a cenografia para os vídeos Clones, Bárbaros e Replicantes e Toshimi, e produz o vídeo Ditados Populares.

Outras informações de Fabio de Bittencourt:

Obras de Fabio de Bittencourt: (1) obras disponíveis:

Exposições (70)

Todas as exposições

Fontes de pesquisa (10)

  • BENUTTO, Marcos Euner (org.). Reprografia 96: exposição coletiva. Campinas:
    Galeria de Arte Vera Ferro, 1996. 22 p., il. color.
  • BITTENCOURT, Fábio de. Fábio de Bittencourt: bats. Campinas: Centro de Convivência Cultural, 1992. il. p.b., foto p.b.
  • BITTENCOURT, Fábio de. Fábio: pintura. [S.l.]: [s.n.], 1995. folha dobrada, il.
  • BITTENCOURT, Fábio de. Desenhos. Americana: MACA, 1989. 1 convite.
  • CANTON, Katia. Novíssima arte brasileira: um guia de tendências. São Paulo: Iluminuras, 2001. 198 p. il. p&b. 85-7321-136-9.
  • CANTON, Katia. Novíssima arte brasileira: um guia de tendências. São Paulo: Iluminuras, 2001. 700.981 C232n
  • HERANÇAS contemporâneas. São Paulo: MAC/USP, 1997. [14] p., il. color.
  • IN extremis: Eliane Duarte, Fábio de Bittencourt, Marta Strambi, Ronaldo Macedo, Vera Martins e Walter Guerra. Tradução Lucrécia Mendonça. Campinas: MAC - José Pancetti, 1994. [12 p.], il. color.
  • PANORAMA cultural de Campinas - 1995. Campinas: MACC, 1995.
  • Plataforma Lattes. Disponível em: [http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4792309U0]. Acesso em: 31 jul. 2009 Não catalogada

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • FABIO de Bittencourt. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9440/fabio-de-bittencourt>. Acesso em: 20 de Abr. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7