Artigo da seção pessoas Jorge Mori

Jorge Mori

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deJorge Mori: 20-10-1932 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo) | Data de morte 20-11-2018 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)
Imagem representativa do artigo

Ponte Velha do Rio Pinheiros , 1945 , Jorge Mori

Biografia

Jorge Mori (São Paulo, São Paulo, 1932 - idem, 2018). Pintor, desenhista e gravador. Inicia seus estudos de pintura com Yoshiya Takaoka (1909-1978), em 1944. Sua primeira exposição individual acontece em 1947, aos 14 anos de idade, na galeria Ita em São Paulo. Participa do Grupo Guanabara entre 1950 e 1952. É o artista mais jovem a participar da Bienal de São Paulo em 1951. Em 1952, viaja a Paris para estudar técnicas de pintura, mosaico e afresco e, embora tenha frequentado, inicialmente as academias francesas, acaba por dedicar-se autodidaticamente aos estudos copiando obras clássicas no Musée du Louvre [Museu do Louvre] a fim de aprender as técnicas de grandes mestres como Botticelli (1445-1510), Fra Angelico (1395-1455) e Paolo Uccello (1397-1475), dentre outros.  Em 1960, retorna à França para pesquisar a utilização da técnica clássica da Glacis, onde permanece por 19 anos, quando volta a viver no Brasil.

Outras informações de Jorge Mori:

  • Outros nomes
    • Mori
    • J. Mori
  • Habilidades
    • Pintor
    • desenhista
    • gravador

Obras de Jorge Mori: (8) obras disponíveis:

Exposições (56)

Artigo sobre 5º Salão de Artes Plásticas da Noroeste

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de início5º Salão de Artes Plásticas da Noroeste: 09-10-1982  |  Data de término | 17-10-1982
Resumo do artigo 5º Salão de Artes Plásticas da Noroeste:

Fundação Educacional de Penápolis. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Penápolis

Todas as exposições

Fontes de pesquisa (8)

  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979. 2v.
  • DUCLÓS, Nei. Eram 19 jovens e rebeldes. Arte Hoje, Rio de Janeiro: Rio Gráfica e Editora, v. 2, n. 18, p. 42-46, 1978.
  • HERANÇA do Japão: aspectos das artes visuais nipo-brasileiras. Apresentação de Ioshifumi Utiyama e Walter Dominguez. Texto de Jayme Maurício. São Paulo, Museu de Arte Brasileira, 1988.
  • KLINTOWITZ, Jacob. Versus: dez anos de crítica de arte. Prefácio Jacob Klintowitz; apresentação Pietro Maria Bardi. São Paulo: Galeria de Arte André, 1978. 143 p.
  • OS GRUPOS: a década de 40. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1977. (Ciclo de Exposições de Pintura Brasileira Contemporânea).
  • Pintor Jorge Mori morre em São Paulo aos 86 anos. Folhapress, 21 nov. 2018. Disponível em: < https://www.folhape.com.br/diversao/diversao/luto/2018/11/21/NWS,88207,71,646,DIVERSAO,2330-PINTOR-JORGE-MORI-MORRE-SAO-PAULO-AOS-ANOS.aspx >. Acesso em: 26 nov. 2018.
  • VIDA e arte dos japoneses no Brasil: 80 anos de imigração japonesa no Brasil. trad. Tradução de Antonio Nojiki. Apresentação de Fujio Tachibana e Pietro Maria Bardi. Textos de Tomoo Handa, Cecília França Lourenço e Teiiti Suzuki. São Paulo: MASP: Banco América do Sul, 1988.
  • ZANINI, Walter (Coord.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles: Fundação Djalma Guimarães, 1983. v.2.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • JORGE Mori. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9253/jorge-mori>. Acesso em: 19 de Dez. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7