Artigo da seção pessoas Felícia Leirner

Felícia Leirner

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deFelícia Leirner: 1904 Local de nascimento: (Polônia / Varsóvia) | Data de morte 1996 Local de morte: (Brasil / São Paulo / Campos do Jordão)
Imagem representativa do artigo

São Francisco , 1966 , Felícia Leirner
Registro fotográfico Roberto Toledo

Biografia
Felícia Leirner (Varsóvia, Polônia 1904 - Campos do Jordão SP 1996). Escultora. Muda-se para o Brasil com o marido, Isay Leirner (1903-1962), em 1927. Em São Paulo, estuda pintura com Yolanda Mohalyi (1909-1978). Inicia estudos de escultura com Victor Brecheret (1894-1955), em 1948. Na década de 1950, predominam em suas esculturas temáticas relacionadas à maternidade e ao universo familiar. Em 1959, realiza importante mostra retrospectiva na Galeria de Arte das Folhas. Em algumas esculturas realizadas nos anos 1960, a artista aproxima-se da abstração. Participa de diversas edições da Bienal Internacional de São Paulo, mostra em que recebe o prêmio de melhor escultor nacional, em 1963, e conta com sala especial, em 1965. Nesse ano, passa a residir em Campos do Jordão, São Paulo, onde, em 1978, é inaugurado o Museu Felícia Leirner, que apresenta cerca de 100 esculturas da artista em espaço aberto. Ela tem trabalhos expostos em espaços públicos, como a Escultura (1973), no Jardim das Esculturas do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP)  e a obra Os Passáros (1978/1979), na praça da Sé, em São Paulo. Sobre sua produção são publicados os livros Felícia, pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, em 1983, e Felicia Leirner: a Arte como Missão, com texto do crítico de arte Frederico Morais, pelo Museu Felícia Leirner, em 1991.

Comentário Crítico
A produção inicial de Felícia Leirner, na década de 1950, revela afinidade com a obra de seu mestre, Victor Brecheret. Seus temas principais nesse período são a mulher, a maternidade e o universo familiar. As figuras da artista apresentam uma assimetria formal, decorrente do contraste entre o comprimento dos braços e pernas ou do volume do corpo em relação à cabeça diminuta, e aproximam-se assim de obras de Aristide Maillol (1861-1944) e de Henry Moore (1898-1986). Ela cria texturas na superfície do bronze, por meio de ranhuras, incisões e grafismos.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Felícia Leirner:

Obras de Felícia Leirner: (11) obras disponíveis:

Exposições (35)

Todas as exposições

Fontes de pesquisa (10)

  • A METRÓPOLE e a arte. Texto Janice Maria Flórido; depoimento Amílcar de Castro, Ana Mae Barbosa, Guto Lacaz, Jaime Lerner, Jorge da Cunha Lima, Olívio Tavares de Araújo, Oscar Niemeyer, Raquel Arnaud, Sérvulo Esmeraldo, Vera Chaves Barcellos. São Paulo: Prêmio, 1992. 128 p. (Arte e cultura, 13).
  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979. 2v.
  • ARTISTAS da escultura brasileira. São Paulo: Volkswagen do Brasil, 1986. 217 p., il. color.
  • KLINTOWITZ, Jacob. O Ofício da arte: a escultura. São Paulo: Sesc, 1988. 271 p., il. color.
  • LEIRNER, Felícia. Felícia Leirner: dez anos de escultura. São Paulo: Skultura Galeria de Arte, 1959.
  • LEIRNER, Felícia. Felícia Leirner. São Paulo: Skultura Galeria de Arte, s.d. il. color.
  • LEIRNER, Felícia. Felícia. Organização Geraldo Anhaia Mello. São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura, 1983. 50 p., il.
  • MORAIS, Frederico. Felicia Leirner: a arte como missão. Campos do Jordão: Museu Felicia Leirner, 1991. 103 p., il. p&b, color.
  • PEDROSA, Mário. Felícia Leirner, escultora. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 07 mar. 1961.
  • ZANINI, Walter (Coord.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles: Fundação Djalma Guimarães, 1983. v.2.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • FELÍCIA Leirner. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9219/felicia-leirner>. Acesso em: 17 de Jan. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7