Artigo da seção pessoas Madeleine Colaço

Madeleine Colaço

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deMadeleine Colaço: 22-05-1907 Local de nascimento: (Marrocos / Tanger) | Data de morte 24-11-2001 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

Biografia
Madeleine Ribeiro Colaço (Tânger,  Marrocos, 1907 - Rio de Janeiro, RJ, 2001). Artista plástica e tapeceira. Aos 12 anos, muda-se para Paris, onde estuda no colégio Saint Marie de Neully, completando os estudos básicos em Londres. Por volta de 1925, retorna à cidade natal, onde se torna aprendiz na arte da tapeçaria na escola do Palácio de Kasbah. Nos anos seguintes, em viagens para Inglaterra e França, estuda coleções de tapeçaria em diferentes museus.

Em 1928, muda-se para Lisboa, onde conhece e aprende a técnica tradicional do ponto de Arraiolos, desenvolvida desde o século XVI na pequena cidade com o mesmo nome. Transfere-se para o Brasil em 1940, fixando-se inicialmente em Petrópolis, Rio de Janeiro. Desenvolve a técnica que fica conhecida como "ponto brasileiro", tal como foi registrada no Centre Internacional de la Tapisserie Ancienne et Moderne [Centro Internacional da Tapeçaria Antiga e Moderna], em Lausanne, Suíça. Ainda na década de 1940, funda, na região do Espraiado, a Escola Thomaz Colaço, centro de ensino profissionalizante voltado à alfabetização e à formação de artesãs, que se mantém ativo até 1978.

Realiza sua primeira mostra individual em 1953, no Ministério da Educação e Cultura, no Rio de Janeiro. Entre as décadas de 1960 e 1990, exibe suas obras no país e no exterior. De 1986 a 2000, expõe bienalmente na Galeria Jacques Ardies, em São Paulo. Em 1987, recebe do governo brasileiro a comenda da Ordem de Rio Branco.

Comentário crítico
A obra de Madeleine Colaço ocupa posição de destaque na história da tapeçaria no Brasil. E o impacto que a convivência com a natureza e a cultura brasileiras, desde a década de 1940, têm em seu trabalho é decisivo para a consolidação dessa posição. Isso porque, da técnica de bordado aos motivos e padrões ornamentais, as tapeçarias de Colaço incorporam aspectos característicos do país. No caso do "ponto brasileiro", assim batizado pela colecionadora francesa Marie Cuttoli (1879-1973), é o ritmo e a cadência do samba que são incorporados à técnica do bordado. Diz a artista: "Eu escutava um samba [...] quando percebi que o ato de bordar também poderia ter uma cadência, impor um ritmo à agulha1".

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Madeleine Colaço:

  • Outros nomes
    • Madeleine Ribeiro Colaço
    • M. Colaço
  • Habilidades
    • tapeceiro

Exposições (10)

Fontes de pesquisa (7)

  • ARDIES, Jacques. A Arte naif no Brasil. Texto Geraldo Edson de Andrade. São Paulo: Empresa das Artes, 1998. 246 p.
  • CENTRO DE APOIO às Tapeteiras de Arraiolos (Cata). Disponível em: http://www.catarraiolos.pt
  • COLAÇO, Madeleine. Madeleine Colaço. Rio de Janeiro: Index, 1988
  • COLAÇO, Madeleine. Site da artista. Disponível em: http://www.colaco.art.br
  • MADELEINE Colaço. São Paulo: Galeria Jacques Ardies, 1998.
  • MADELEINE Colaço. São Paulo: Galeria Jacques Ardies, 2007.
  • TAJAN, Cécile. Marie Cuttoli, figure discrète de la modernitè. Resenha publicada no site Nonfiction.fr. Disponível em: http://www.nonfiction.fr/article-3654-marie_cuttoli_figure_discrete_de_la_modernite.htm.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • MADELEINE Colaço. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9168/madeleine-colaco>. Acesso em: 18 de Ago. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7