Artigo da seção pessoas Eli Heil

Eli Heil

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deEli Heil: 1929 Local de nascimento: (Brasil / Santa Catarina / Palhoça)
Imagem representativa do artigo

[Sem Título] , s.d. , Eli Heil
Registro fotográfico autoria desconhecida

Biografia
Eli Malvina Diniz Heil (Palhoça SC 1929). Pintora, desenhista, ceramista, escultora, tapeceira, poeta. Nos anos 1950, atua como professora de educação física. Autodidata, inicia sua produção artística em 1962. Nessa época, desenha animais e pinta paisagens de morros com casas, utilizando camadas espessas de tinta e cores saturadas. Em 1963, realiza sua primeira mostra individual, em Florianópolis. Nesse ano, o crítico e historiador da arte João Evangelista de Andrade Filho (1931) publica um ensaio sobre a obra da artista e a expõe em Brasília. Ainda nos anos 1960, começa a desenvolver objetos tridimensionais - aplica bonecos de pano na superfície da tela e, em seguida, cria seres imaginários com materiais diversos como cerâmica, cimento, madeira, argamassa e plásticos derretidos. Expõe individualmente no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP, em 1966, a convite do historiador Walter Zanini (1925). Dois anos depois, passa a expor em países europeus. Participa da 1ª Bienal Latino-Americana de São Paulo, em 1978, e da seção de Arte Incomum da 16ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1981. O Museu de Arte de Santa Catarina - Masc realiza uma mostra retrospectiva de sua obra em 1982. A artista cria, em 1987, O Mundo Ovo de Eli Heil, na capital catarinense, onde monta seu ateliê e um espaço para exibição permanente de sua produção. Em 1994, é inaugurado oficialmente a Fundação O Mundo Ovo de Eli Heil. É autora do livro de poemas e desenhos Vomitando Sentimentos, 2000.

Comentário crítico
O conjunto da obra de Eli Heil chama atenção pela variedade de materiais e métodos empregados pela artista. Autodidata, inicia com o desenho e a pintura, mas logo passa a trabalhar com o espaço tridimensional, costurando bordados e formas estofadas sobre suas telas. Em seguida, constrói esculturas utilizando argila, cimento, argamassa, tecido, madeira, plástico derretido ou objetos industrializados reciclados. Nas obras modeladas de barro, destacam-se as superfícies carregadas de texturas e os volumes feitos com fragmentos de formas predominantemente curvas. As pinturas se caracterizam, sobretudo, pelo despojamento técnico e pelo uso não naturalista das cores. Em algumas séries, a grande quantidade de tinta confere às cores uma densidade material.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Eli Heil:

  • Outros nomes
    • Eli Malvina Diniz Heil
    • Eli M. Heil
    • Eli Malvina Heil
  • Habilidades
    • desenhista
    • escultor
    • tapeceiro
    • pintor
    • poeta
    • professor
    • compositor
    • ceramista

Obras de Eli Heil: (11) obras disponíveis:

Título da obra: Curral

Artigo da seção obras
Temas da obra: Artes visuais  
Data de criaçãoCurral : 1964
Autores da obra:
Imagem representativa da obra
Legenda da imagem representativa:

Reprodução fotográfica Gerson Zanini

Título da obra: Mandala

Artigo da seção obras
Temas da obra: Artes visuais  
Data de criaçãoMandala : 1971
Autores da obra:
Imagem representativa da obra
Legenda da imagem representativa:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Título da obra: Os Animais

Artigo da seção obras
Temas da obra: Artes visuais  
Data de criaçãoOs Animais : 1986
Autores da obra:
Imagem representativa da obra
Legenda da imagem representativa:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Exposições (14)

Artigo sobre 28 Artistas do Acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (1968 : Campo Grande, MS)

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de início28 Artistas do Acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (1968 : Campo Grande, MS): 26-08-1968  |  Data de término | 15-09-1968
Resumo do artigo 28 Artistas do Acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (1968 : Campo Grande, MS):

Diário da Serra (Campo Grande, MS)

Artigo sobre 28 Artistas do Acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (1969 : Fortaleza, CE)

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de início28 Artistas do Acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (1969 : Fortaleza, CE): 01-09-1969  |  Data de término | 08-09-1969
Resumo do artigo 28 Artistas do Acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (1969 : Fortaleza, CE):

Centro de Artes Visuais Raimundo Cela (Fortaleza, CE)

Fontes de pesquisa (14)

  • AQUINO, Flávio de. Aspectos da pintura primitiva brasileira. Tradução Richard Spock. Apresentação Geraldo Edson de Andrade. Rio de Janeiro: Spala, 1978. 195 p.
  • ARAÚJO, Adalice. Mito e magia na arte catarinense: Franklin Cascaes & Eli Heil. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 1978. 121 p., il. p&b.
  • CAVALCANTI, Carlos (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1974. v.2: D a L. (Dicionários especializados, 5).
  • EVANGELISTA, João. Eli Heil, uma pintora. Florianópolis: Universidade de Santa Catarina, 1963., il. p&b.
  • HEIL, Eli. Eli Heil: exposição de pinturas. Florianópolis: Biblioteca do Instituto Brasil - Estados Unidos, 1963.
  • HEIL, Eli. Pinturas e desenhos de Eli Heil. São Paulo: MAC/USP, 1966. , il. p&b.
  • HEIL, Eli. Retrospectiva Eli Heil. Florianópolis: MASC, 1984. , il. p&b. 1 il. color.
  • HEIL, Eli. Vomitando os sentimentos. Florianópolis: Fundação O Mundo Ovo de Eli Heil, 2000. 141 p., il. p&b.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988. 555 p.
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Texto Mário Barata, Lourival Gomes Machado, Carlos Cavalcanti et al. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969. 559 p.
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987. 585 p.
  • QUATRO damas da arte catarinense: Eli Heil, Elke Hering Bell, Jandira Lorenz, Suely Beduschi. Florianópolis: MASC, 1980. [16] p., il. p&b.
  • SALÃO NACIONAL VICTOR MEIRELLES, 7., 2000, Florianópolis, SC. 7º Salão Nacional Victor Meirelles. Florianópolis: MASC, 2000.
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. Pesquisa Cacilda Teixeira da Costa, Marília Saboya de Albuquerque. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. 1106 p. 2v.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ELI Heil. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa8757/eli-heil>. Acesso em: 20 de Jul. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7