Artigo da seção pessoas Heloisa Buarque de Hollanda

Heloisa Buarque de Hollanda

Artigo da seção pessoas
Literatura  
Data de nascimento deHeloisa Buarque de Hollanda: 1939 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / Ribeirão Preto)

Biografia

Heloísa Buarque de Hollanda (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1939). Ensaísta e professora. Aos 17 anos, ingressa na Faculdade de Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/RJ, e gradua-se em letras clássicas e vernáculas em 1961. De 1964 a 1965, especializa-se em teoria da literatura, com orientação do crítico literário Afrânio Coutinho (1911 - 2000); no último ano do curso, é admitida como professora auxiliar de ensino da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ; e se torna titular quatro anos depois. Realiza em vídeo e cinema trabalhos sobre literatura, em 1974, e, com o mesmo orientador, faz o mestrado. No ano seguinte, inicia sua pesquisa sobre poesia marginal, que dá origem à antologia 26 Poetas Hoje, de 1976. Em 1977, cria e coordena o Seminário de Documentação Literária da Faculdade de Letras da UFRJ. Um ano depois, escreve, dirige e apresenta o programa sobre literatura, cinema e música Café com Letra, na rádio MEC, e publica Macunaíma: Da Literatura ao Cinema. Doutora-se, em 1979, com a tese Impressões de Viagens. Nesse período, Heloísa passa a colaborar com o Jornal do Brasil. Assume a direção do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro - MIS/RJ, entre 1983 e 1984. Muda-se para os Estados Unidos, e, por um ano, faz pós-doutorado na Columbia University, Nova York. Em 1986, cria a Coordenação Interdisciplinar de Estudos Culturais - Ciec, laboratório de pesquisa de pós-graduação da Escola de Comunicação da UFRJ, que marca a passagem de seu foco de pesquisa da literatura marginal para as questões literárias de raça e gênero. Em continuidade a esse objetivo, realiza, de 1987 a 1988, o projeto Feminismo e Pós-Modernismo, com a participação de alunos. Em 1988, dirige o Projeto Abolição, a fim de estudar a questão racial na arte brasileira, e realiza em Stanford a exposição multimídia Talking Terrorism, sobre as representações do terrorismo na imprensa e na televisão. Até 1991, executa os projetos A Mulher no Cinema Mudo Brasileiro, Relações Raciais e de Gênero na Cultura Brasileira, Divas Antropofágicas: a Literatura e o Cinema dos Anos 20 no Brasil.

Outras informações de Heloisa Buarque de Hollanda:

  • Outros nomes
    • Heloisa Helena Oliveira Buarque de Hollanda
  • Habilidades
    • escritora
    • professora universitária
    • editora
    • crítica literária
    • ensaísta
  • Relações de Heloisa Buarque de Hollanda com outros artigos da enciclopédia:

Exposições (1)

Eventos relacionados (5)

Artigo sobre Criação e Crítica Literária ou Existe Literatura sem Reflexão sobre os Processos Criativos Consagrados pela Tradição e pela Tradição da Ruptura? (2009 : Rio de Janeiro, RJ)

Artigo da seção eventos
Temas do artigo:  
Data de inícioCriação e Crítica Literária ou Existe Literatura sem Reflexão sobre os Processos Criativos Consagrados pela Tradição e pela Tradição da Ruptura? (2009 : Rio de Janeiro, RJ): 01-12-2009  |  Data de término | 01-12-2009
Resumo do artigo Criação e Crítica Literária ou Existe Literatura sem Reflexão sobre os Processos Criativos Consagrados pela Tradição e pela Tradição da Ruptura? (2009 : Rio de Janeiro, RJ):

Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • HELOISA Buarque de Hollanda. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa7605/heloisa-buarque-de-hollanda>. Acesso em: 14 de Dez. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7