Artigo da seção pessoas Arnaldo Pappalardo

Arnaldo Pappalardo

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deArnaldo Pappalardo: 30-10-1954 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo)
Imagem representativa do artigo

Auto-Retrato , 1997

Biografia
Arnaldo Pappalardo (São Paulo, São Paulo, 1954). Fotógrafo e arquiteto. Começa a fotografar em 1971. Em 1976, participa da exposição A Grande São Paulo no Museu de Arte de São Paulo (MASP). Forma-se em arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU/USP), em 1979, e trabalha com fotografia publicitária um ano mais tarde. Entre 1977 e 1985, leciona fotografia no Instituto de Arte e Decoração (Iade). Recebe prêmio Revelação da Associação Paulista dos Críticos de Arte (Apca), em 1984, ano em que faz sua primeira exposição individual no Masp. Participa de diversas exposições, entre elas, Rencontres Internationales de la Photographie(1991), em Arles, França, e Interiores (1996), no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM/RJ). Seu trabalho recebe diversos prêmios, como a menção honrosa do The Leopold Godowsky Jr., Color Photography Awards, Boston, em 1991. Em 2008, publica o livro Tensão Calma, com as fotos da exposição individual que realiza no mesmo ano na Pinacoteca do Estado de São Paulo. Desde 2009, leciona fotografia em bairros da zona norte de São Paulo, em parceria com a Fundação Stickel. Nas exposições recentes Tavoletta (2003), no Museu da Casa Brasileira, São Paulo, e Arquitetura – Ver do meio (2015), no Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, exibe também vídeos.

Análise
Arnaldo Pappalardo tem a cidade como tema de muitos trabalhos, embora não exerça a arquitetura, profissão na qual se graduou. Sua fotografia dá vida a lugares e seres esquecidos, constituindo-se como criação da realidade.

O aspecto criativo da fotografia aparece desde o início de sua carreira, como nas fotos do projeto Arte(1996). As fotos são exercício de imaginação de uma arqueologia do futuro, em que objetos são achados embaixo da terra, e causam estranhamento. As coisas são retiradas de seus lugares usuais e tratadas como registros do passado.

Na mostra Tensão sobre a Calma (2008), há uma sequência de fotos em preto e branco do centro de São Paulo à noite. Sem os transeuntes que ocupam as calçadas durante o dia, as ruas aparecem vazias e fantasmagóricas. Nas fotos coloridas e diurnas da mesma mostra, a maioria das pessoas retratadas pertence a ambientes pouco comuns, como um depósito de sacos de batatas.

Na exposição Arquitetura – Ver do Meio, os prédios da grande metrópole são captados por Pappalardo em imagens compostas por retângulos e quadrados de cores densas. No trabalho de Pappalardo, todos esses temas – prédios antigos, trabalhadores anônimos e arranha-céus –, destinados à invisibilidade cotidiana, tornam-se visíveis.

Outras informações de Arnaldo Pappalardo:

  • Outros nomes
    • Arnaldo Pappalardo
  • Habilidades
    • fotógrafo
    • arquiteto

Obras de Arnaldo Pappalardo: (14) obras disponíveis:

Representação (1)

Exposições (47)

Artigo sobre Contemporary Brazilian Photography from the collection of Joaquim Paiva (1994 : San Francisco, Estados Unidos)

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioContemporary Brazilian Photography from the collection of Joaquim Paiva (1994 : San Francisco, Estados Unidos): 23-06-1994  |  Data de término | 10-07-1994
Resumo do artigo Contemporary Brazilian Photography from the collection of Joaquim Paiva (1994 : San Francisco, Estados Unidos):

Yerba Buena Center for the Arts (San Frnacisco, Estados Unidos)

Todas as exposições

Fontes de pesquisa (12)

  • CHIARELLI, Tadeu. A fotografia brasileira no acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo. In: Fotografias no Museu de Arte Moderna de São Paulo. São Paulo: MAM, 2002.
  • FERNANDES JÚNIOR, Rubens. Labirinto e identidades : panorama da fotografia no Brasil [1946-1998]. São Paulo : Cosac & Naify, 2003. 232 p. 
  • FERNANDES JÚNIOR, Rubens. O feliz retorno de Arnaldo Pappalardo. Revista Irisfoto, São Paulo, n. 420, pp. 40-45, 1988.
  • MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO. Coleção Pirelli de Fotografias 2002. Introd. Rubens Fernandes Júnior. São Paulo : MASP/Futura Propaganda, 2002.
  • MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO. Coleção Pirelli de Fotografias. Apres. Fábio Magalhães e Piero Sierra. Introd. Boris Kossoy. São Paulo: Masp, 1991. v.1.
  • PAPPALARDO, Arnaldo. Tensão Calma. São Paulo: Cosac  & Naify, 2008.
  • PAPPALARDO, Arnaldo. Arnaldo Pappalardo. Entrevista concedida a Natália Leon. Jun. 2015.
  • PAPPALARDO, Arnaldo. Arnaldo Pappalardo. São Paulo : Galeria São Paulo, 1998. folha dobrada, il. 
  • PEIXOTO, Nelson Brissac. A arte de olhar nos olhos. São Paulo: Folha de S.Paulo, Letras, p. G4-G5, 11 nov. 1989.
  • PERSICHETTI, Simonetta. Imagens da fotografia brasileira. São Paulo : Estação Liberdade : Senac, 2000. 190 p. 
  • Revista Iris, abr/maio 1992.
  • ______________. Três formas de pensar a fotografia: retrospectiva de Pappalardo revela um olhar único sobre diferentes temas. São Paulo: O Estado de S. Paulo, Caderno 2, D18, 27/08/2008.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ARNALDO Pappalardo. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa6743/arnaldo-pappalardo>. Acesso em: 23 de Mai. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7