Artigo da seção pessoas Bernardo Élis

Bernardo Élis

Artigo da seção pessoas
Literatura  
Data de nascimento deBernardo Élis: 15-11-1915 Local de nascimento: (Brasil / Goiás / Corumbá de Goiás) | Data de morte 30-11-1997 Local de morte: (Brasil / Goiás / Corumbá de Goiás)

Biografia
Bernardo Élis Fleury de Campos Curado (Corumbá de Goiás, Goiás 1915 - idem 1997). Contista, romancista, poeta, ensaísta, advogado e professor. Élis inicia o estudo das primeiras letras em casa com o pai, o poeta Érico José Curado. Em 1928, viaja para Goiânia. Estuda no Liceu de Goiás, onde conclui o curso clássico somente em 1940, pois interrompe o curso por dois anos para assumir o cargo de escrivão do cartório do crime de sua cidade natal. Transferido para Goiânia, forma-se em direito, em 1945. Durante o curso, é nomeado secretário da prefeitura municipal, e exerce a função de prefeito em duas ocasiões. Tenta a carreira literária no Rio de Janeiro, mas, pela falta de interesse de editoras em seus originais, volta a Goiânia e funda a revista Oeste, em que publica o conto Nhola dos Anjos e a Cheia de Corumbá. Participa do 1º Congresso de Escritores, em São Paulo, em 1945. Em 1953, organiza o 1º Congresso de Literatura, em Goiás. Dois anos depois, publica seu único livro de poemas, Primeira Chuva. Funda e preside a Associação da Escola Técnica de Goiânia e do ensino público estadual e municipal, além de ministrar aulas de literatura brasileira na Universidade Católica de Goiás. Na década de 1970, é assessor cultural do Escritório de Representação do Estado de Goiás no Rio de Janeiro, e volta a dar aulas na Universidade Federal de Goiás. Em 1975, é eleito o quarto ocupante da cadeira número 1 da Academia Brasileira de Letras (ABL). Desempenha a função de diretor adjunto do Instituto Nacional do Livro (INL), em Brasília, de 1978 a 1985. Em 1986 é nomeado para o Conselho Federal de Cultura, do qual faz parte até sua extinção, em 1989.

Outras informações

  • Outros nomes
    • Bernardo Élis Fleury de Campos Curado
  • Habilidades
    • contista
    • romancista
    • ensaísta
    • poeta
    • advogado
    • professor

Obras (1)

Fontes de pesquisa (9)

  • ABDALA JUNIOR., Benjamin (Org.). Bernardo Élis: seleção de textos, notas, estudos biográfico, histórico e crítico e exercícios. São Paulo: Abril, 1983. (Literatura Comentada).
  • ALMEIDA, Nelly Alves de. Estudos sobre quatro regionalistas: Bernardo Elis, Carmo Bernardes, Hugo Carvalho Ramos, Mário Palmério. Goiânia: Imprensa da UFG, 1968.
  • ALMEIDA, Nelly Alves de. Presença literária de Bernardo Elis. Goiânia: Oficinas Gráficas da Imprensa da Universidade Federal de Goiás, 1970.
  • GOTLIB, Nádia Battella. Cavando (Uma análise de A enxada, de Bernardo Élis). O eixo e a roda. Belo Horizonte, n° 2, p. 33-51, jun. 1984.
  • HOHLFELDT, Antonio. Conto brasileiro contemporâneo. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1975.
  • OLIVAL, Moema de Castro e Silva. O processo sintagmático na obra literária: corpus de pesquisa - contos de Bernardo Elis. Goiânia: Oriente, 1976.
  • SILVEIRA, Valdomiro. Mundo caboclo: estudos de Bernardo Élis e Ruth Guimarães. Rio de Janeiro: José Olympio, 1974.
  • SOUZA, Jacqueline. R. O homem e a sua linguagem no conto A enxada. Revista da UFG. vol. 7, nº 1, jun. 2004.
  • TELES Gilberto Mendonça; BECHARA, Evanildo. Seleta de Bernardo Elis. Brasília: MEC, 1974.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • BERNARDO Élis. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa6221/bernardo-elis>. Acesso em: 29 de Mar. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7