Artigo da seção pessoas André de Leones

André de Leones

Artigo da seção pessoas
Literatura  
Data de nascimento deAndré de Leones: 1980 Local de nascimento: (Brasil / Goiás / Goiânia)

Biografia
André de Leones (Goiânia GO 1980). Romancista e contista. É criado em Silvânia, pequena cidade do interior de Goiás, onde passa a infância e a adolescência e estuda num colégio católico. Leitor de quadrinhos, toma contato, nesses anos de formação, com a obra de Jorge Luis Borges (1899 - 1986) e Philip Roth (1933). Formado, trabalha como professor de química. A partir de um roteiro inacabado, escrito durante um curso de cinema realizado em Goiânia, prepara seu romance de estreia, inspirado pelas vivências em Silvânia. Por sugestão do escritor Aldair Aires (1942 - 2007), participa do Prêmio Sesc de Literatura (2005) e é premiado por Hoje o Dia Está Morto (2006). Desperta o interesse de editores e, a seguir, lança a coletânea de contos e uma novela, Paz na Terra entre os Monstros (2008). A convite da editora Companhia das Letras, participa do projeto Amores Expressos, pelo qual viaja a São Paulo, com a incumbência de redigir um livro sobre histórias de amor. Com base na experiência na capital paulista escreve o romance Como Desaparecer Completamente (2010), que acaba sendo publicado por outra editora. Depois de passar pelas cidades de Jerusalém e Brasília, muda-se definitivamente para São Paulo, em 2010. Um dos criadores da revista literária eletrônica Histórias Possíveis, também colabora em jornais e revistas, escrevendo críticas de cinema e resenhas.

Comentário Crítico
A obra de André de Leones se constrói majoritariamente a partir de um foco dramático específico - a exploração de situações-limite tanto da perspectiva do sujeito (subjetiva) quanto social. Clausura, personagens em estágio de vida terminal, ou mesmo a observação de lugares e ambientes críticos, representações desse permanente estado de colapso tematizado em seus textos, são apresentados ao leitor em narrativas que se caracterizam pela experimentação de recursos estilísticos e de linguagem: como vozes em primeira pessoa, fragmentação do discurso e multiplicidade de cenas.

Seu livro de estreia, Hoje Está um Dia Morto (2006), é um melancólico retrato de geração, dando foco a um casal de jovens socialmente deslocados, moradores de uma cidadezinha no interior do Brasil. Desgarrados da vida familiar, transformam o gesto sexual em veículo de expressão do mal-estar que não conseguem verbalizar.

Tendo como cenário a cidade de São Paulo, Como Desaparecer Completamente (2010) se vale da experiência do autor de ser um estranho na metrópole para narrar os encontros e desencontros amorosos de diversas personagens, criando um romance fragmentado, no qual várias histórias se desenrolam em paralelo.

Em Dentes Negros (2011), o escritor investe num gênero de pouca tradição na literatura brasileira, a ficção científica. Ambientada num futuro impreciso, a narrativa tem como mote uma misteriosa doença que dizima parte da população do país. Sobreviventes da tragédia, as personagens são obrigadas a lidar com a experiência da perda num mundo pós-apocalíptico.

Outras informações de André de Leones:

  • Outros nomes
    • André Luiz Ponce Leones

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ANDRÉ de Leones. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa617554/andre-de-leones>. Acesso em: 18 de Jan. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7