Artigo da seção pessoas Henfil

Henfil

Artigo da seção pessoas
Artes visuais / literatura  
Data de nascimento deHenfil: 05-02-1944 Local de nascimento: (Brasil / Minas Gerais / Ribeirão das Neves) | Data de morte 05-01-1988 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)
Imagem representativa do artigo

Sem Título , s.d. , Henfil
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Biografia
Henrique de Souza Filho (Ribeirão das Neves MG 1944 - Rio de Janeiro RJ 1988). Cartunista, jornalista, escritor. Cresce na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. Por influência do irmão mais velho, Herbert de Souza, o Betinho (1935 - 1997), interessa-se pela militância política. Integra a Juventude Estudantil Católica - JEC, e a União Municipal dos Estudantes Secundaristas - Umes. Acompanhando o irmão, freqüenta o diretório acadêmico da Faculdade de Ciências Econômicas. Além de caricaturas dos líderes estudantis, faz Ilustrações para faixas, cartazes, folhetos e jornais nas campanhas do diretório acadêmico. Publica seus primeiros desenhos no Resmungo, jornal mimeografado da JEC. Inicia o curso de sociologia, na Universidade Federal do Minas Gerais - UFMG, mas o abandona após dois meses. Em 1962, ingressa como revisor na revista Alterosa, mas logo se torna cartunista, a convite do editor da publicação e também escritor Roberto Drummond, o criador do nome Henfil. Em 1965, faz caricatura política para o Diário de Minas. Em 1967, reside no Rio de Janeiro, onde faz charges esportivas para o Jornal dos Sports e colabora nas revistas Visão, Realidade, Placar e O Cruzeiro. A partir de 1969, desenha para o semanário Pasquim e para o Jornal do Brasil. Seus cartuns e charges satirizam as instituições, os costumes e fazem crítica à política. Seus personagens mais conhecidos, são Os Fradinhos, o Capitão Zeferino, a Graúna, o Bode Orelana e Ubaldo, o paranóico. No fim da década de 1970, engaja-se na luta pelo fim do regime militar, pela Anistia e pelas Diretas-Já. Participa da criação do Partido dos Trabalhadores - PT, para o qual produz cartuns e desenhos para confecção de cartazes, camisetas, buttons e outros produtos. Hemofílico, morre em 1988 em decorrência da Aids, contraída em transfusão de sangue.

Comentário crítico
Com humor mordaz e desenho caligráfico, Henfil destaca-se como um dos militantes mais ativos na resistência ao regime militar. De suas mãos saem personagens antológicos como os fradinhos Baixim e Cumprido, a ave Graúna, o bode Orellana, Capitão Zeferino e Ubaldo, o paranóico, que provocam mudanças na história dos quadrinhos brasileiros não tanto pela inovação formal - apesar de ser marcante o seu traço nervoso e espontâneo -, mas pelo uso dessa linguagem gráfica específica como o melhor suporte para crítica e comprometimento social.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Henfil:

  • Outros nomes
    • Henrique de Souza Filho
  • Habilidades
    • Cartunista
    • jornalista
    • escritor

Obras de Henfil: (30) obras disponíveis:

Título da obra: [Graúna]

Artigo da seção obras
Temas da obra: Artes visuais  
Data de criação [Graúna]: s.d.
Autores da obra:
Imagem representativa da obra
Legenda da imagem representativa:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Título da obra: [Anistia]

Artigo da seção obras
Temas da obra: Artes visuais  
Data de criação [Anistia]: s.d.
Autores da obra:
Imagem representativa da obra
Legenda da imagem representativa:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Título da obra: [Fradim]

Artigo da seção obras
Temas da obra: Artes visuais  
Data de criação [Fradim]: s.d.
Autores da obra:
Imagem representativa da obra
Legenda da imagem representativa:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Título da obra: [Tamanduá]

Artigo da seção obras
Temas da obra: Artes visuais  
Data de criação [Tamanduá]: s.d.
Autores da obra:
Imagem representativa da obra
Legenda da imagem representativa:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Título da obra: Sem Título

Artigo da seção obras
Temas da obra: Artes visuais  
Data de criaçãoSem Título : s.d.
Autores da obra:
Imagem representativa da obra
Legenda da imagem representativa:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Todas as obras de Henfil:

Espetáculos (1)

Exposições (9)

Artigo sobre Universo do Futebol

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioUniverso do Futebol : 14-06-1982  |  Data de término | 19-07-1982
Resumo do artigo Universo do Futebol :

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Artigo sobre Henfil do Brasil

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioHenfil do Brasil: 18-04-2005  |  Data de término | 26-06-2005
Resumo do artigo Henfil do Brasil:

Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)

Fontes de pesquisa (13)

  • REGO, Norma Pereira. Pasquim: gargalhantes pelejas. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1996. 127 p., il. p&b. (Arenas do rio, 6).
  • CIRNE, Moacy. História e crítica dos quadrinhos brasileiros. Rio de Janeiro: Funarte, 1990.
  • FONSECA, Joaquim da. Caricatura: a imagem gráfica do humor. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 1999. 286 p.
  • HENFIL. A volta da Graúna.São Paulo: Geração Editorial, 1993.
  • HENFIL. A volta do Fradim. São Paulo: Geração Editorial, 1994.
  • HENFIL. Cartas da mãe. Apresentação cardeal Paulo Evaristo Arns. 4.ed. Rio de Janeiro: Record, 1986. 225p.
  • HENFIL. Diário de um cucaracha. 2.ed. Rio de Janeiro: Record, 1983. 276p. il. p.b.
  • HENFIL. Diretas já! 2.ed. Rio de Janeiro: Record, 1984. 126 p., il., p&b.
  • HENFIL. Henfil na China: antes da Coca-Cola. Rio de Janeiro: Codecri, 1980. 309 p., il. p&b. (Edições do Pasquim, 80).
  • LAGO, Pedro Corrêa do. Caricaturistas brasileiros: 1836-1999. Rio de Janeiro: Sextante Artes, 1999. p. 178-183.
  • MATTAR, Denise (org.). Traço, Humor & Cia. São Paulo: FAAP, 2003. 240 p., il. p&b. color.
  • MORAES, Dênis de. O Rebelde do traço: a vida de Henfil. 2.ed. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1997. 579 p., il. p&b.
  • PABLO, Pablo! uma interpretação brasileira de Guernica. Texto Frederico Morais, Mário Barata. Rio de Janeiro: Funarte, 1981. [32 p.], il. color.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • HENFIL . In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa5430/henfil>. Acesso em: 19 de Jul. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7
abrir pesquisa
;