Artigo da seção pessoas Rainer Vianna

Rainer Vianna

Artigo da seção pessoas
Dança  
Data de nascimento deRainer Vianna: 24-01-1958 Local de nascimento: (Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte) | Data de morte 23-08-1995 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

Biografia
Rainer Vianna (Belo Horizonte MG 1958 - Rio de Janeiro RJ 1995). Bailarino, professor, coreógrafo, ator. Filho único dos artistas de dança Angel (1928) e Klauss Vianna (1928-1992), pessoas importantes no desenvolvimento dessa arte no Brasil. Segunda sua mãe, seus contatos com as práticas de dança começam na adolescência, aos 15 anos, com seus próprios pais, que o iniciam no trabalho fundamentado na consciência corporal, sedimentando sua formação profissional.

Na década de 1970, Rainer amplia seu campo de aprendizagem e tem aulas de expressão corporal com Ausonia Monteiro, no Rio de Janeiro, e com Patrícia Stokoe e Lola Brickman, na Argentina. Como intérprete, atua em produções para o cinema: o Estranho Triângulo (1970), de Pedro Camargo, e Feminino Plural (1976-77), de Vera de Figueiredo. Ministra aulas de dança contemporânea, entre 1975 e 1980, no Centro de Pesquisa Corporal Arte e Educação, escola fundada por seus pais e Theresa D'Aquino. Recebe os prêmios Molière e do SNT (1976) pela direção da peça O Palhaço Imaginador. Em 1978, estuda eutonia[1] com o seu Gerda Alexander e teatro com Maria Clara Machado, no Teatro Tablado. Na dança, atua em vários espetáculos, tanto de sua autoria como de outros coreógrafos, porém é mais lembrado pelo solo coreografado por seu pai Reflexões Poéticas de uma Mão Desesperada, de 1981.

Como preparador corporal, trabalha nas peças de teatro Eu Posso (1982), de Luiz Ripper, e Os Mal Amados (1982), de Pierre Astrie, e no longa-metragem Ele, o Boto (1987), de Walter Lima Jr. Como coreógrafo, Rainer se destaca no espetáculo Movimento Cinco - Mulher (1985), que conta com participação de Angel, sua mãe.

Em 1983, junto à sua esposa, a bailarina Neide Neves, cria o Centro de Dança Livre de Botafogo, no Rio de Janeiro. Em 1988, passa a residir em São Paulo, onde se empenha na sistematização do trabalho do pai, propondo sua organização como técnica Klauss Vianna , passando a oferecê-la como curso de formação na Escola de Dança Klauss Vianna (1992), fundada por ele, sua esposa e o próprio Klauss. Em Rilke em Gestos, dirige e estreia como ator de teatro, em 1991. Morre prematuramente aos 37 anos.

Nota
1. A eutonia é uma prática de desenvolvimento de consciência corporal. (http://www.eutonia.org.br/. Acessado em: 29 de julho de 2013).

Outras informações de Rainer Vianna:

  • Outros nomes
    • Rainer Abras Vianna
  • Habilidades
    • professor de dança
    • coreógrafo
    • bailarino
  • Relações de Rainer Vianna com outros artigos da enciclopédia:

Fontes de pesquisa (11)

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • RAINER Vianna. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa482532/rainer-vianna>. Acesso em: 25 de Jun. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7