Artigo da seção pessoas Mario Russo

Mario Russo

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deMario Russo: 1917 Local de nascimento: (Itália / Campânia / Nápoles) | Data de morte 1996 Local de morte: (Itália / Campânia / Nápoles)

Biografia

Mario Russo (Nápoles, Itália, 1917 - Nápoles, Itália, 1996). Arquiteto e urbanista. Forma-se na Escola Superior de Arquitetura de Nápoles em 1942. Como arquiteto urbanista, trabalha na Prefeitura de Nápoles e em projetos para a Società pel Risamento di Napoli, o Istituto Autonomo Casa Popolari di Napoli e o Ministero dei Lavori Publici. Como professor assistente, dá aulas em faculdades de arquitetura e de engenharia de Nápoles. Com a colaboração do pintor e professor Murilo Lagreca e indicação do arquiteto napolitano Domenico Andriello, Russo é convidado por João Alfredo Costa Lima, então diretor da Escola de Belas Artes de Pernambuco, a assumir as disciplinas de projeto. Muda-se para o Recife em março de 1949 e torna-se professor responsável pelas cadeiras de pequenas composições de arquitetura I e II, entre 1949 e 1950, perspectiva, sombras e esteretomia, em 1950, e grandes composições de arquitetura I e II, de 1951 a 1955. No mesmo ano abre seu escritório e é convidado pelo reitor da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, Joaquim Ignácio de Almeida Amazonas, a exercer o cargo de arquiteto-chefe do Escritório Técnico da Cidade Universitária do Recife. A construção da cidade universitária no antigo Engenho do Meio, local distante do centro, e a escolha de um arquiteto estrangeiro para sua direção geram polêmicas de grande repercussão na imprensa, e o arquiteto italiano recebe críticas profissionais e pessoais que o levam a pedir demissão do cargo em fevereiro de 1955 e se transferir para São Paulo no ano seguinte. Em 1956, presta concurso na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP para a cadeira de pequenas composições de arquitetura I, apresentando a tese A Tradução Arquitetônica da Célula Habitativa, Sua Evolução e Previsões Lógicas. Apesar de não aprovado, permanece na cidade, dando aulas no curso de engenharia civil da Escola Politécnica como assistente da cadeira de arquitetura, construção e higiene da habitação e no Instituto Cultural Ítalo-Brasileiro como professor de estética da arquitetura. Ainda em São Paulo funda e dirige a construtora Monetti-Russo. Em 1957, retorna a Nápoles e continua com suas atividades de arquiteto, urbanista e professor.

Outras informações de Mario Russo:

  • Habilidades
    • Arquiteto-urbanista

Fontes de pesquisa (5)

  • ANELLI, Renato L. S. Interlocuções com a arquitetura italiana na constituição da arquitetura moderna em São Paulo. 2001. 195p. Livre Docência. Escola de Engenharia de São Carlos. Universidade de São Paulo. 2001.
  • CABRAL, Renata Campello. Mario Russo: um arquiteto racionalista italiano em Recife. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2006. 291p. il p&b.
  • COSTA, Alcilia Afonso de Albuquerque. Russo y Amorim: la influencia europea em el proceso de consolidación de la arquitectura moderna em Recife em los años 50. Actas del XI Seminario Apec, Barcelona, maio 2006. Disponível em: [http://www.apecbcn.org/Actas%20XI%20Seminario%202006.pdf]. Acesso em: 28 maio 2007.
  • SEGAWA, Hugo. Arquiteturas no Brasil: 1900-1990. 2.ed. São Paulo: Edusp, 1999.
  • ________. Mario Russo. Arquitetura e Urbanismo, jun./jul. 2001, pp. 94 - 99.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • MARIO Russo. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa469684/mario-russo>. Acesso em: 22 de Fev. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7
abrir pesquisa