Artigo da seção pessoas Pedro Nava

Pedro Nava

Artigo da seção pessoas
Literatura / artes visuais  
Data de nascimento dePedro Nava: 05-06-1903 Local de nascimento: (Brasil / Minas Gerais / Juiz de Fora) | Data de morte 13-05-1984 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

Biografia
Pedro da Silva Nava (Juiz de Fora MG 1903 - Rio de Janeiro RJ 1984). Memorialista, ilustrador e médico. Filho do médico José Pedro da Silva Nava e Diva Mariana Jaguaribe Nava. Em 1921 inicia curso na Faculdade de Medicina de Minas Gerais e forma-se em 1927. Faz parte do grupo responsável pela edição de A Revista, primeira publicação do movimento modernista mineiro, ao lado, entre outros, do poeta Carlos Drummond de Andrade (1902 - 1987). Encontra-se, em 1924, com a caravana modernista que apresenta o Brasil ao poeta suíço Blaise Cendrars (1887 - 1961), da qual participam Mário de Andrade (1893 - 1945), Oswald de Andrade (1890 - 1954)Tarsila do Amaral (1886 - 1973). Além da literatura, dedica-se ao desenho, ilustrando, entre outros, Macunaíma, de Mário de Andrade. Exerce a medicina com muito afinco, e faz diversas viagens profissionais à Europa, principalmente à França. Em 1933, muda-se para o Rio de Janeiro, onde trabalha em diversos hospitais até tornar-se chefe da Policlínica Geral do Estado. Publica dezenas de artigos em revistas científicas e livros sobre medicina. Seu poema O Defunto é incluído na Antologia dos Poetas Bissextos Contemporâneos, organizada pelo também poeta Manuel Bandeira (1886 - 1968), em 1946.  No ano seguinte publica seu primeiro livro, Território de Epidauro. Aos 64 anos de idade, no dia 1 de fevereiro de 1968, dá início à redação de suas memórias, publicadas em 5 volumes - Baú de Ossos, de 1972; Balão Cativo, de 1973; Chão de Ferro, de 1976; Beira-Mar, de 1978; Galo-das-Trevas - As Doze Velas Imperfeitas, de 1981, e O Círio Perfeito, 1983. No seguinte à publicação, Baú de Ossos recebe o Prêmio Luísa Cláudio de Sousa, do Pen Club e o Prêmio Personalidade Global - setor literatura, da Rede Globo de Televisão e do jornal O Globo. É agraciado, em 1974, com o Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte - APCA. Em 1975, em crise, redige uma carta aberta e demite-se da Policlínica. É empossado, em 1983, no cargo de presidente em comissão do Conselho Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro. Autor premiado, sua obra memorialística tem um estilo sóbrio e elegante, trata de assuntos essenciais como a morte, o esquecimento e o esfacelamento do passado.

Outras informações de Pedro Nava:

  • Outros nomes
    • Pedro da Silva Nava
  • Habilidades
    • ilustrador
    • médico
    • escritor
    • artista plástico
    • poeta

Obras de Pedro Nava: (1) obras disponíveis:

Exposições (3)

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • PEDRO Nava. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa4595/pedro-nava>. Acesso em: 18 de Nov. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7