Artigo da seção pessoas Renato Machado

Renato Machado

Artigo da seção pessoas
Teatro  
Data de nascimento deRenato Machado: 03-02-1967 Local de nascimento: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

Biografia
Renato Bandeira de Gouvêa Machado (Rio de Janeiro RJ 1967). Iluminador. Acompanha o trabalho de diversas companhias de teatro, como o grupo Sobrevento, a Companhia Teatro Autônomo e a Cia. PeQuod de Teatro de Animação, com iluminações cujo estilo se molda ao tema e à linguagem do espetáculo.

Renato Machado faz sua formação técnica como assistente de Aurélio De Simoni. Inicia a carreira no grupo Sobrevento, dedicado ao teatro de animação, para o qual ilumina Mozart Moments, 1991; Beckett, 1992; O Theatro de Brinquedo, 1993; Ubu, de Alfred Jarry, 1996; e Cadê o Meu Herói?, de Horácio Tignanelli, 1998.

Em 1992, faz seu primeiro trabalho com o diretor Jefferson Miranda, em Mann na Praia, da Companhia Teatro Autônomo, cujos espetáculos passa a iluminar. O Cemitério dos Vivos, 1993, e A Incrível História do Homem que Bebia Xixi, 1994, ambos de João Batista, marcam o início de seu vínculo, respectivamente, com a Companhia Ensaio Aberto e com a Companhia Dramática de Comédia, para as quais faz uma série de trabalhos.

A iluminação do espetáculo Tempo de Infância, 1996, dirigido por Alice Koenow, lhe vale o Prêmio Coca-Cola de Teatro Jovem.

Em 1999, inicia sua parceria com a Companhia PeQuod, iluminando Sangue Bom, de Miguel Vellinho, que merece, da crítica Lúcia Cerrone, do Jornal do Brasil, o seguinte comentário: "Com ambientação perfeita e rica em detalhes luxuosos que caracterizam o gótico nos filmes de terror, o espetáculo tem grande força ainda na iluminação de Renato Machado, que cria pequenos focos para cenas mais intimistas, chegando quase ao close e ampliando raios e trovões no palco inteiro, ao sabor da estética Roger Corman para os filmes de Boris Karloff".¹

Em 2000, faz Pequenos Trabalhos para Velhos Palhaços, de Matei Visniec, direção de André Paes Leme, com quem trabalha também no ano seguinte em Engraçadinha Seus Amores e Seus Pecados - dos 12 aos 18 Anos, de Nelson Rodrigues.

Faz diversas turnês no exterior, tanto com espetáculos de dança - com companhias como Vacilou Dançou, Paula Nestorov, Companhia Aérea de Dança, Companhia Tanz Haus - quanto de ópera e teatro. Com o Grupo de Rua de Niterói, participa do Spring Dance Festival, na Holanda, do Tanz Festival, em Berlim, do Kunst Festival, em Bruxelas, e do Festival Internacional de Dança Contemporânea da Polônia, além de apresentações em Portugal, Japão, Bélgica, Áustria, Coréia e França. Acompanha o grupo Sobrevento, que apresenta seu repertório em turnê que inclui Espanha, Irlanda, Escócia e Argentina.

De 1994 a 2002, Renato Machado recebe 13 indicações para prêmio de iluminação. Em 2002, recebe o Prêmio Shell de Teatro por Tereza d'Ávila, a Santa Descalça, de Fidélis Fraga. Em 2004, recebe o Prêmio Shell de Teatro por Filme Noir, da Companhia PeQuod, e a avaliação positiva da crítica Barbara Heliodora do jornal O Globo: "Renato Machado também acerta ao iluminar a cena inteira apenas com luz de velas que criam uma atmosfera ao mesmo tempo original e déjà-vu, cheia de referências pop do cinema ou dos quadrinhos".²

Em 2005, ilumina o espetáculo A Falta que Nos Move ou Todas As Histórias São Ficção, com direção de Christiane Jatahy, com quem trabalha também em Leitor por Horas, de José Sanchis Sinisterra, 2006. Na crítica a esse espetáculo, Barbara Heliodora enaltece "a luz de Renato Machado, excepcional, com constantes momentos de escuridão completa durante a leitura, o que evoca o universo da cega".³

No mesmo ano, estréia Savina, de Stéphane Brodt e Ana Teixeira; O Pequenino Grão de Areia, de João Falcão; O Cabaré dos Quase-Vivos, do grupo Sobrevento; e Projeto K, de Walter Daguerre. Em 2007, faz a iluminação de Últimos Remorsos Antes do Esquecimento, de Jean-Luc Lagarce, com a companhia Os Dezequilibrados.

Notas
1. CERRONE, Lúcia. Sempre muito bom, Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 1 dez. 1999.

2. HELIODORA, Barbara. Nosferatu, um pouco de nós: bom resultado ao questionar a maldade inerente ao ser humano, O Globo, Rio de Janeiro, 10 jan. 2004.

3. HELIODORA, Barbara. Leitor por horas: encenação de qualidade no CCBB tem ótima tradução de Geraldo Carneiro, O Globo, Rio de Janeiro, 26 jan. 2006.

Outras informações de Renato Machado:

  • Habilidades
    • Iluminador

Espetáculos (75)

Todos os espetáculos

Fontes de pesquisa (8)

  • CERRONE, Lucia. Sempre Muito Bom, Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 1 dez 1999.
  • HELIODORA, Barbara. Cia Pequod faz espetáculo de alta qualidade no Sergio Porto, O Globo, Rio de Janeiro, 25 nov. 2006.
  • HELIODORA, Barbara. Leitor por horas: encenação de qualidade no CCBB tem ótima tradução de Geraldo Carneiro, O Globo, Rio de Janeiro, 26 jan. 2006.
  • HELIODORA, Barbara. Nosferatu, um pouco de nós: bom resultado ao questionar a maldade inerente ao ser humano, O Globo, Rio de Janeiro, 10 jan. 2004.
  • MACHADO, Renato. Currículo enviado pelo iluminador.
  • Planilha enviada pelo pesquisador Márcio Freitas Não Catalogado
  • Programa do Espetáculo - Leitor Por Horas - 2006. Não catalogado
  • VISÃO CARIOCA. Rio de Janeiro.Disponível em: . Acesso em : 5 de maio de 2011 Não catalogado

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • RENATO Machado. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa456680/renato-machado>. Acesso em: 22 de Jul. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7