Artigo da seção pessoas Jacques Pilon

Jacques Pilon

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deJacques Pilon: 1905 Local de nascimento: (França / Alta-Normandia / Le Havre) | Data de morte 1962 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia

Jacques Émile Paul Pilon (Le Havre França 1905 - São Paulo, São Paulo, 1962). Arquiteto. Em 1910, muda-se com a família para o Brasil, pois seu pai é contratado para organizar e dirigir o porto do Rio de Janeiro. Volta para estudar na França, formando-se nos cursos de letras, direito e arquitetura, esse último concluído na École Nationale Supérieure des Beaux-Arts [Escola Nacional Superior de Belas Artes], Paris, em 1932. Retorna ao Rio de Janeiro em 1933, trabalhando no escritório do arquiteto Roberto R. Prentice. Destacado para fiscalizar as obras do Edifício da Sul América de Capitalizações - Sulacap, muda-se para São Paulo em 1934, permanecendo definitivamente na cidade. No final do mesmo ano, associa-se ao engenheiro civil Francisco Matarazzo Neto (1910 - 1980), fundando a empresa de projetos e construção Pilon & Matarazzo Ltda - a PILMAT, que se destaca pela introdução, em 1935, das estacas tipo Franki1  e pela construção de edifícios representativos no centro de São Paulo, como a Biblioteca Mário de Andrade. As atividades da PILMAT se encerram em 1939, quando Pilon abre um escritório de projeto que tem como sócios e colaboradores entre 1940 e 1962 os arquitetos alemães Herbert Duschenes e Franz Heep (1902 - 1978), o italiano Gian Carlo Gasperini (1926) e o brasileiro Jerônimo Bonilha Esteves (1933). O escritório não tem continuidade com o falecimento de Pilon em 1962, mas deixa, sobretudo na área central, dezenas de edifícios ainda hoje em uso, dos quais se destacam o Edifício Edlu, 1944, a antiga sede do jornal O Estado de S. Paulo, 1946/195? e os Edifícios Paulicéia e São Carlos do Pinhal, 1956.

Nota

1. Estaca Franki é um tipo de estaca de concreto moldada "in loco" por meio de cravação de tubo de aço que serve de forma recuperável, cuja extremidade é tamponada por uma "bucha" de areia e brita.

Outras informações de Jacques Pilon:

  • Habilidades
    • Arquiteto

Exposições (2)

Fontes de pesquisa (5)

  • ALBA, Lilian Bueno. 1935-1965: trinta anos de edifícios modernos em São Paulo. 2004. 274 f. Dissertação Mestrado em Arquitetura e Urbanismo - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP, São Paulo, 2004.
  • BARBOSA, Marcelo Consiglio. A obra de Adolf Franz Heep no Brasil. 2002. 187f. Dissertação Mestrado em Arquitetura e Urbanismo - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP, São Paulo, 2002.
  • CATÁLOGO DE DESENHOS DE ARQUITETURA DA BIBLIOTECA DA FAUUSP. Texto Paulo Bruna. São Paulo: Universidade de São Paulo, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo: VITAE-Apoio à Cultura, Educação e Promoção Social, 1988. 179 p. il. p&b.
  • SAMPAIO, Maria Ruth Amaral de (Org.).  A promoção privada de habitação econômica e a arquitetura moderna: 1930-1964. São Carlos, SP: RiMa, 2002. 316p., il. color
  • WARCHAVCHIK, Pilon, Rino Levi: três momentos da arquitetura paulista. São Paulo: Funarte: Museu Lasar Segall, 1983.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • JACQUES Pilon. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa447753/jacques-pilon>. Acesso em: 16 de Set. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7