Pessoas

Augusto Meyer

Outros Nomes: Augusto Meyer Júnior
  • Análise
  • Biografia
    Augusto Meyer (Porto Alegre RS 1902 - Rio de Janeiro RJ 1970). Poeta, ensaísta e professor. Lança seu primeiro livro de poemas, Ilusão Querida, em 1920. Com a fundação da revista Madrugada e a publicação de uma página literária no jornal Diário de Notícias, em 1926, torna-se o responsável pela introdução das idéias modernistas no Rio Grande do Sul. Entre 1930 e 1936, dirige a Biblioteca Pública do Estado do Rio Grande do Sul. No Rio de Janeiro, desde 1937, ocupa por duas vezes a direção do Instituto Nacional do Livro, entre 1938 e 1956 e entre 1961 e 1967. Publica, em 1935, o ensaio Machado de Assis, que colabora para valorização e o resgate da obra do autor entre a crítica literária. É eleito, em 1960, para a Academia Brasileira de Letras - ABL.

Primeiras edições

Obra publicada no Brasil

Poesia
Ilusão Querida - 1923
Coração Verde - 1926
Giraluz - 1928
Duas Orações - 1928
Poemas de Bilu - 1929
Sorriso Interior - 1930
Literatura e Poesia: Poema em Prosa - 1931
Últimos Poemas (1950 - 1955) - 1955
Poesias (1922 - 1955) - 1957

Ensaio
Machado de Assis - 1935
A Prosa dos Pagos - 1943
A Sombra da Estante - 1947
Segredos da Infância - 1949
Guia do Folclore Gaúcho - 1951
Cancioneiro Gaúcho - 1952
Le Bateu Ivre. Análise e Interpretação - 1955
Preto & Branco - 1956
Gaúcho, História de uma Palavra - 1957
Camões, o Bruxo e Outros Estudos - 1958
A Chave e a Máscara - 1964
A Forma Secreta - 1965
No Tempo da Flor - 1966

Espetáculo