Artigo da seção pessoas José Bonifácio

José Bonifácio

Artigo da seção pessoas
Literatura  
Data de nascimento deJosé Bonifácio: 13-06-1763 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / Santos) | Data de morte 06-04-1838 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Niterói)

Biografia

José Bonifácio Ribeiro de Andrada Machado e Silva (Santos, São Paulo, 1763 - Niterói, Rio de Janeiro, 1838). Forma-se bacharel em Leis e Filosofia Natural em Coimbra (Portugal), no ano de 1787. Prossegue com os estudos até 1800, fazendo aperfeiçoamento em Química e Mineralogia com o cientista Lavoisier, entre outros; descobre vários minerais novos. Professor de Geognosia da Universidade de Coimbra, cria a primeira cátedra de Metalurgia em uma universidade portuguesa. Nas duas décadas seguintes exerce cargos de confiança na Coroa Portuguesa, como desembargador de relações e  intendente da polícia. Ao voltar para o Brasil é nomeado encarregado da Pasta de Negócios do Reino e Estrangeiros por D. Pedro I, exercendo grande influência sobre o príncipe regente durante o processo de independência. Em 1823, torna-se proprietário, editor e colaborador no jornal de oposição O Tamoio; a indisposição para com o Imperador o leva a ser preso durante a crise política que dissolve a Assembléia Legislativa. Exila-se em Bordeaux (França) até 1829; de volta ao Brasil, reconcilia-se com D. Pedro I (1798-1834), que o nomeia tutor de Pedro II (1825-1891) e de suas irmãs menores. Publica sua produção poética no livro Poesias Avulsas, em 1825. José Bonifácio, um dos homens públicos mais importantes do período imperial, produz poemas de estética árcade, sob o pseudônimo de Américo Elísio. De acordo com o crítico José Aderaldo Castello (1921-2011), "o nome do poeta impõe-se como expressão significativa do seu momento, ilustra muito bem as três primeiras décadas do século XIX no Brasil. Independentemente da atuação do estadista, mas de qualquer forma com ela relacionada, a sua produção poética diz bastante das reações e sentimentos dos brasileiros nos anos que agitaram a consolidação da Independência do Brasil, a partir das radicais transformações determinadas entre nós pelas reformas de D. João VI".

Outras informações de José Bonifácio:

  • Outros nomes
    • José Bonifácio Ribeiro de Andrada Machado e Silva
    • Américo Elísio
    • Patriarca da Independência
    • José, o velho Bonifácio
  • Habilidades
    • Poeta

Fontes de pesquisa (5)

  • BONIFÁCIO, José. Poesia. Org. José Aderaldo Castello. 2. ed. Rio de Janeiro: Agir, 1970. (Nossos clássicos, 78).
  • CANDIDO, Antonio. A presença do Ocidente. In: ___. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. 6. ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 1981. v. 1, p. 71-73.
  • CANDIDO, Antonio. As condições do meio. In: ___. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. 6. ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 1981. v. 1, p. 228-229.
  • CARVALHO, Ronald de. Os últimos árcades: os prosadores. Pequena história da literatura brasileira. Pref. Medeiros e Albuquerque. 12. ed. rev. Rio de Janeiro: F. Biguiet, 1964. p. 188-195.
  • ROMERO, Sílvio. Ciências naturais. In: ___. História da literatura brasileira: formação e desenvolvimento autonômico da literatura nacional. 3. ed. aum. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1943. (Documentos brasileiros, 24-a) v. 2., p.212-223.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • JOSÉ Bonifácio. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa4174/jose-bonifacio>. Acesso em: 19 de Nov. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7