Artigo da seção pessoas Flávio Motta

Flávio Motta

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deFlávio Motta: 02-10-1923 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo) | Data de morte 08-07-2016 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia
Flávio Lichtenfels Motta (São Paulo, São Paulo, 1923 - idem, 2016). Professor, historiador da arte, desenhista e pintor. No fim dos anos 1930, começa a desenhar e fazer esculturas no ateliê do escultor José Cucê, na época presidente do Sindicato dos Artistas Plásticos, e conhece vários artistas. Na década seguinte, frequenta os ateliês de Joaquim Figueira, Mário Zanini, Raphael Galvez e Sylvio Alves, entre outros. Divide um ateliê na avenida São João com Raphael Galvez, Sylvio Alves e Odetto Guersoni. Forma-se em filosofia na Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo - USP. Começa a lecionar história da arte. Em 1949, com os artistas Bonadei, Nelson Nóbrega, Alfredo Volpi, Waldemar da Costa e Waldemar Amarante, cria a Escola Livre de Artes Plásticas, de curta duração. No final do anos 1950, cria o curso de formação para professores do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand - Masp, que é posteriormente transferido para a Fundação Armando Álvares Penteado - Faap. Torna-se professor de história da arte e estética no departamento de história da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP, onde auxilia o arquiteto e professor Vilanova Artigas na reformulação do currículo escolar. Participa ativamente do debate político que envolve os arquitetos da FAU/USP e publica textos de história da arte. Em 1965, expõe pinturas no Masp e desenhos na Galeria Goeldi, Rio de Janeiro. Em 1967, na esquina da rua Augusta com a avenida Brasil, São Paulo, faz uma intervenção com Nelson Leirner, em que eles ostentam bandeiras regionais e de futebol. São reprimidos pela polícia, mas repetem a intervenção no Rio de Janeiro, com outros artistas. Em 1973, Flávio expõe na galeria Grupo B, Rio de Janeiro. Ganha o prêmio de arte-comunicação da Associação Paulista dos Críticos de Arte - APCA em 1975, pelos painéis realizados no Elevado Costa e Silva.

Comentário Crítico
Flávio Motta começa pintando retratos e paisagens ao ar livre, em que figuram temas campestres como pastos, pequenas casas, gado, árvores e riachos. Sua produção dessa época se aproxima das paisagens de Raphael Galvez (1907 - 1998) e Francisco Rebolo (1902 - 1980), entre outros. A pincelada é livre e o traço é pouco marcado. A cor é aplicada por manchas e as tonalidades são rebaixadas. Nessas pinturas, a preocupação com a paleta não permite que seu desenho encontre a melhor expressão: nem tudo convence nas proporções e a cor é muito uniforme.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Flávio Motta:

  • Outros nomes
    • Flávio Lichtenfels Motta
    • Flávio Mota
  • Habilidades
    • desenhista
    • historiador da arte
    • pintor
    • professor

Exposições (26)

Todas as exposições

Fontes de pesquisa (25)

  • ALVES, A. A. A. Arquitetura e Sociedade em São Paulo 1956 - 1968: projetos de Brasil moderno. 2003. 311 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP, São Paulo. 2003.    

     

  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Rio de Janeiro: Spala, 1992. 2v., 950p.
  • DEPOIMENTOS sobre Flávio Motta. Caramelo, n. 6, p. 41-53, ago. 1993.
  • IMPÉRIO, Flávio. Flávio Império em cena. Curadoria Gláucia Amaral, Renina Katz. São Paulo: SESC SP, 1997.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • LISBOA, Solange (Coord.); RUETE, Antonio (Coord.). Arte suporte computador. Texto José Roberto Aguilar. São Paulo: Casa das Rosas, 1997. 62 p., il. color.
  • LISBOA, Solange (coord.); VENDRAMINI, Cláudia (coord.). Iconoclastias culturais. Apresentação José Roberto Aguilar; projeto gráfico Fernanda Sarmento. São Paulo: Casa das Rosas, 1998. 32 p., il. color.
  • MATRIZES, filiais e companhias. São Paulo: Sesc Dr. Vila Nova, 1979.
  • MOTTA, F. L. Apontamentos de história da arte: o sorriso da Gioconda. Tradução de texto escolhidos por Maria Stella de Castilho e Marina Rappa. São Paulo: FAU, 1963. (Publicação, 6)
  • MOTTA, F. L. Contribuição ao estudo do Art Nouveau no Brasil. São Paulo, 1957. 83 p. Tese (Cátedra) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - FAU/USP, 1957.
  • MOTTA, F. L. Trabalho de um pintor: Portinari. São Paulo, 1972. (Separata da Revista de História, 90)
  • MOTTA, F. L. A época do SPAM. Habitat, v. 11, p. 49-60, jun. 1953.
  • MOTTA, F. L. A família artística paulistana. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros. n. 10, p. 137-154, 1971.
  • MOTTA, F. L. Arquitetura brasileira para a Expo'70. Acrópole, São Paulo, n. 372, p. 25-26, abr. 1970.
  • MOTTA, F. L. Art Nouveau: um estilo entre a flor e a máquina. Cadernos brasileiros, v. 28, n. 2, p. 54-63, mar./abr. 1965.
  • MOTTA, F. L. Introdizione al Brasile. Zodiac. n. 6, p. 61-67, 1958/59.
  • MOTTA, F. L. Paulo Mendes da Rocha. Acrópole, São Paulo, n. 343, p. 17-18, set 1967.
  • MOTTA, F. L. São Paulo e o Art Nouveau. Habitat, n. 10, p. 3-18, 1953.
  • Nota de falecimento do professor Flávio Motta. Disponível em: < http://www.iabsp.org.br/?noticias=nota-de-falecimento-do-professor-flavio-motta >. Acesso em: 24 fevereiro 2017
  • OS GRUPOS: a década de 40. Texto de Lisbeth R. Gonçalves. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1977. 43 p. (Ciclo de Exposições de Pintura Brasileira Contemporânea).
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Texto Mário Barata, Lourival Gomes Machado, Carlos Cavalcanti et al. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969. 559 p.
  • Ribeiro, Ana Carolina Carmona. Reconstrução da História e Projeto Moderno em Flávio Motta. 01 dez 2010, Dissertação - Universidade de São Paulo (USP), Escola de Cominicação e Artes (ECA). BIbioteca Digital USP: Teses e Dissertações, São Paulo, <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27160/tde-12122010-174750/pt-br.php >. 29 maio de 2012.
  • UMA amizade e um atelier: Raphael Galvez e Flávio Motta. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1978. 44 p., il p&b e color. (ciclo de exposições de momentos da pintura paulista)
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. Pesquisa Cacilda Teixeira da Costa, Marília Saboya de Albuquerque. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. 1106 p. 2v.
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. Pesquisa Cacilda Teixeira da Costa, Marília Saboya de Albuquerque. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. 1106 p. 2v.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • FLÁVIO Motta. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa412/flavio-motta>. Acesso em: 20 de Nov. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7