Artigo da seção pessoas Roberto Freire

Roberto Freire

Artigo da seção pessoas
Teatro / literatura  
Data de nascimento deRoberto Freire: 10-09-1927 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo) | Data de morte 23-05-2008 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia
Roberto Freire (São Paulo SP 1927 - idem 2008). Escritor, jornalista, dramaturgo, cineasta e psiquiatra. Passa a infância no bairro italiano da Bela Vista, também conhecido como Bixiga, em São Paulo, onde afirma ter tido o primeiro contato com idéias socialistas. Gradua-se em medicina em 1952, na Universidade do Brasil, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, com especialização em psiquiatria e posterior formação psicanalítica. Trabalha inicialmente em ambulatórios psiquiátricos e no Instituto de Biofísica. Em 1955, volta a morar em São Paulo e escreve a peça Quarto de Empregada. Começa a dedicar-se ao jornalismo e ao teatro, e ministra aulas de psicologia do ator na Escola de Arte Dramática - EAD da Universidade de São Paulo - USP. Rompe em 1963 com a psiquiatria e a psicanálise, por considerá-las "tradicionais". Passa a trabalhar com as teorias do psiquiatra e psicanalista austro-húngaro Wilhelm Reich (1897 - 1957) e desenvolve o conceito que chama de "tesão", além de uma nova técnica terapêutica de cunho ideológico anarquista, a "soma", em 1970. Escreve, a partir de 1963, roteiros para séries de televisão, como Gente como a Gente. A partir de 1964 até 1979, envolvido com grupos de resistência à ditadura, é preso treze vezes e, torturado, perde a visão do olho direito. Em 1965, é um dos fundadores do Teatro da Universidade Católica de São Paulo - TUCA e também seu diretor artístico. Seu primeiro romance, Cléo e Daniel, é lançado em 1965, e se torna filme, dirigido pelo próprio Freire, em 1970. Lança dois de seus livros mais famosos em 1987, Ame e Dê Vexame e Sem Tesão Não Há Solução, nos quais expõe e fixa as idéias da terapia anarquista que desenvolveu. Em 1991, cria com seus assistentes o Coletivo Anarquista Brancaleone, para difusão e pesquisa da "soma". É também um dos fundadores da revista Caros Amigos, em 1997. Publica sua autobiografia Eu É um Outro, em 2002.

Outras informações de Roberto Freire:

Espetáculos (14)

Fontes de pesquisa (11)

  • GUIMARÃES, Carmelinda. Seminário de Dramaturgia: uma avaliação 17 anos depois. In: Teatro de Arena. Dionysos, Rio de Janeiro, n. 24, out. 1978. Edição especial.
  • Teatro de Arena. Dionysos, Rio de Janeiro, n. 24, out. 1978. Edição especial.
  • ZANOTTO, Ilka Marinho et al. (Org.). Escola de Arte Dramática.  Dionysos, Brasília, n. 29, 1989. Edição especial.
  • FREIRE, Roberto. Dossiê Personalidades Artes Cênicas. Rio de Janeiro: Cedoc/Funarte.
  • MAGALDI, Sábato; VARGAS, Maria Thereza. Cem anos de teatro em São Paulo (1875-1974). São Paulo: Senac, 2000. 454 p.
  • MENDONÇA, Paulo. Prefácio. In: FREIRE, Roberto. Quarto de empregada e Presépio na vitrina. São Paulo: Brasiliense, 1966.
  • MICHALSKI, Yan. Teatro: balanço 1963. Leitura, Rio de Janeiro,  jan. 1964, nº 78.
  • MOSTAÇO, Edelcio. Teatro e política: Arena, Oficina e Opinião. São Paulo: Proposta Editorial, 1982.
  • Programa do Espetáculo - As Criadas - 1981 Não catalogado
  • SILVA, Armando Sérgio da. Uma oficina de atores: a EAD de Alfredo Mesquita. São Paulo: Edusp, 1989. 284 p.
  • ZANOTTO, Ilka Maria. Análise vazia em "Quarto de Empregada". O Estado de S. Paulo, São Paulo, 1º set. 1974.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ROBERTO Freire. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa400283/roberto-freire>. Acesso em: 19 de Dez. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7