Artigo da seção pessoas Francisco Brennand

Francisco Brennand

Artigo da seção pessoas
Artes visuais / teatro  
Data de nascimento deFrancisco Brennand: 11-06-1927 Local de nascimento: (Brasil / Pernambuco / Recife)
Imagem representativa do artigo

Sem Título , s.d. , Francisco Brennand
Reprodução fotográfica Romulo Fialdini

Biografia
Francisco de Paula Coimbra de Almeida Brennand (Recife PE 1927). Ceramista, escultor, desenhista, pintor, tapeceiro, ilustrador, gravador. Inicia sua formação em 1942, aprendendo a modelar com Abelardo da Hora (1924). Posteriormente, recebe orientação em pintura de Álvaro Amorim (19-?) e Murilo Lagreca (1899 - 1985). No fim dos anos 1940, pinta principalmente naturezas-mortas, realizadas com grande simplificação formal. Em 1949, viaja para a França, incentivado por Cicero Dias (1907 - 2003). Freqüenta cursos com André Lhote (1885 - 1962) e Fernand Léger (1881 - 1955) em Paris, em 1951. Conhece obras de Pablo Picasso (1881 - 1973) e Joán Miró (1893 - 1983) e descobre na cerâmica seu principal meio de expressão. Entre 1958 a 1999, realiza diversos painéis e murais cerâmicos em várias cidades do Brasil e dos Estados Unidos. Em 1971, inicia a restauração de uma velha olaria de propriedade paterna, próxima a Recife, transformando-a em ateliê, onde expõe permanentemente objetos cerâmicos, painéis e esculturas. Em 1993, é realizada grande retrospectiva de sua produção na Staatliche Kunsthalle, em Berlim. É publicado o livro Brennand, pela editora Métron, com texto de Olívio Tavares de Araújo, em 1997. Em 1998, é realizada a retrospectiva Brennand: Esculturas 1974-1998, na Pinacoteca do Estado - Pesp, em São Paulo. Desde os anos 1990, são lançados vários vídeos sobre sua obra, entre eles, Francisco Brennand: Oficina de Mitos, pela Rede Sesc/Senac de Televisão, em 2000.

Comentário Crítico
Francisco Brennand inicia sua carreira como pintor e escultor no fim da década de 1940. Em seus quadros, pinta flores e frutos que parecem flutuar no espaço pictórico, realizados com linhas simplificadas e cores puras. Posteriormente, descobre seu meio de expressão na cerâmica, incentivado por obras de Pablo Picasso (1881 - 1973), Joán Miró (1893 - 1983) e Léger (1881 - 1955), que conhece durante uma estada em Paris. Em 1971, reforma a fábrica de cerâmica de seu pai, próxima a Recife, então quase abandonada, transformando-a em um ateliê, que povoa de seres fantásticos, representados em relevos, painéis, objetos cerâmicos e esculturas.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Francisco Brennand:

  • Outros nomes
    • Francisco de Paula Coimbra de Almeida Brennand
    • Brennand
    • F. Brennand
  • Habilidades
    • Ceramista
    • escultor
    • desenhista
    • Pintor
    • Tapeceiro
    • gravador
    • Ilustrador

Obras de Francisco Brennand: (10) obras disponíveis:

Espetáculos (4)

Exposições (119)

Todas as exposições

Eventos relacionados (1)

Artigo sobre sp-arte 2010

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2010: 29-04-2010  |  Data de término | 02-05-2010
Resumo do artigo sp-arte 2010:

Fundação Bienal de São Paulo

Fontes de pesquisa (30)

  • ARTE nos séculos. São Paulo: Abril Cultural, 1972
  • ACUÑA, G. Cecilia Toro. Francisco Brennand: A matriz da vida. Recife, Comunigraf Editora, 2000.
  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979. 2v. 709.81 A163ar v.2
  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979. 2v.
  • ARTE nos séculos: da pré-história ao classicismo. Edição Victor Civita. São Paulo: Abril Cultural, 1972. il. color. R709 A163a
  • AYALA, Walmir (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1980. v.4: Q a Z. (Dicionários especializados, 5).
  • BEUTTENMULLER, Alberto. F. Brennand e sua mitopoética arcaica. Casa Vogue Brasil. Projeto Pernambuco: estética de resistência, São Paulo, 1991. Edição especial.
  • BEUTTENMÜLLER, Alberto. F. Brennand e sua mitopoética arcaica. Casa Vogue Brasil. Projeto Pernambuco: estética de resistência, SaoPaulo: Carta Editorial, 1991. Ediçao especial, . P78/1991
  • BRENNAND, Francisco. Brennand. Tradução Elizabeth Hart; apresentacao Armando de Queiroz Monteiro Filho; comentário Fernando Monteiro; fotografia Tadeu Lubambo. 2.ed. Rio de Janeiro: Spala, 1987. 143 p., il. color. ISBN 85-7048-020-2. 738.0981 B838b 2.ed.
  • BRENNAND, Francisco. Francisco Brennand: cerâmicas e pinturas. Texto de Casimiro Xavier de Mendonça. São Paulo: Galeria Montesanti Roesler, 1989. Não Cadastrado
  • BRENNAND. Trad. Elizabeth Hart. Apres. Armando de Queiroz Monteiro Filho. Texto de Fernando Monteiro. 2. ed. Rio de Janeiro: Spala, 1987.
  • CAVALCANTI, Carlos (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1973. v.1: A a C. (Dicionários especializados, 5). R703.0981 C376d v.1 pt. 1
  • CAVALCANTI, Carlos (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1973. v.1: A a C. (Dicionários especializados, 5). R703.0981 C376d v.1 pt. 2
  • FERRAZ, Marilourdes. Oficina cerâmica Francisco Brennand: usina de sonhos. Recife: AIP, 1997. 147 p., il. p&b. 738.0981 F381o
  • FERRAZ, Marilourdes. Oficina cerâmica Francisco Brennand: usina de sonhos. Recife: AIP, 1997. 147p. il. fotos p. b.
  • KLINTOWITZ, Jacob. Os novos viajantes. São Paulo: Sesc, 1993. 709.8104 K65n
  • KLINTOWITZ, Jacob. Os novos viajantes. São Paulo: Sesc, 1993.
  • KLINTOWITZ, Jacob. Brennand e os seres de fogo. In: ______. Os novos viajantes. São Paulo: Sesc, 1993. SPsesc 1994
  • MARGUTTI, Mário. O mago da cerâmica. Jornal do Commércio, Rio de Janeiro, 5 out. 1989. Não Cadastrado
  • MOSTRA do acervo. São Paulo: Sudameris Galleria, 1996. p.12 SPsuda 1996/m
  • O DESENHO em Pernambuco. Apres. Renato Magalhães Gouvêa. Texto de Adão Pinheiro. Recife: Gatsby Arte, 1976.
  • O DESENHO em Pernambuco. Recife: Gatsby Arte, 1976. , il. p&b. PEga 1976
  • PONTUAL, Roberto. Arte/ Brasil/ hoje: 50 anos depois. São Paulo: Collectio, 1973. 709.8104 P818a
  • PONTUAL, Roberto. Arte/ Brasil/ hoje: 50 anos depois. São Paulo: Collectio, 1973.
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987. 709.8104 Cg492pr
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987.
  • R700.981 A636 Anuário Brasileiro de Artes Plásticas : 2003/04 consulte 2003/04. -- São Paulo : Roma v. 2 Internacional, 2003. 196 p. : il. p&b color. ISBN 85-87729-02-0. Anuário Brasileiro de Artes Plásticas: 2003/04
  • TORO ACUÑA, G. Cecilia. Francisco Brennand: "a matriz da vida". Versão em português Weydson Barros Leal; versão em inglês Karen Everett. Recife: Comunigraf, 2000. 81 p., il. p&b. 738.0981 B838t
  • ZANINI, Walter (Coord.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles: Fundação Djalma Guimarães, 1983. v.2. 709.81 H673 v.2
  • ZANINI, Walter (Coord.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles: Fundação Djalma Guimarães, 1983. v.2.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • FRANCISCO Brennand. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa3999/francisco-brennand>. Acesso em: 24 de Abr. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7